.

.

.

.

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Desiludidos com aqueles que dizem defender os mais fracos, e depois tomam atitudes avulsas contra eles


Senhores comentaristas defensores da CDU e Partido Comunista Português, do PS, do TPA e PSD/MPT, tomem bem nota do seguinte:
Muitos dissidentes dos vários partidos e muitos outros cidadãos que mudaram o seu sentido de voto, fizeram-no exactamente porque sentiram que muitos que integram determinada força política afinal são como tantos outros ou pior ainda, em certos casos. Essa é uma verdade que poderemos um dia debater em sede própria. Não são traidores ou ressabiados como muitos gostam de dizer. São simplesmente desiludidos com as atitudes daqueles que deveriam mostrar personalidade, honestidade e rigor nos actos que praticam. Desiludidos com aqueles que dizem defender os mais fracos, e depois tomam atitudes avulsas contra eles. Desiludidos com aqueles que têm um discurso na oposição e outro discurso completamente antagónico quando estão no poder.
Tenham a coragem de dizer que aqueles que deixaram de vos apoiar continuam a ser as mesmas pessoas respeitáveis no meio onde vivem e se movimentam, só que agora vêem as coisas de outra forma. A forma que vocês próprios lhes mostraram com uma postura por vezes nada consentânea com as posições que dizem defender.
Por isso, não digam que eles são "ressabiados", “vendidos” ou lá o que for. Digam antes que eles foram, isso sim, desiludidos e traídos pelas circunstâncias ou por aqueles em quem confiavam.
E quando alguém repara que se enganou no caminho, em democracia tem todo o direito de procurar outro rumo.
Feliz Ano Novo a todos.
L.A

Noticia relacionada:
 "OPINIÃO: DIVIDIR PARA REINAR E DERROTAR A CDU DAQU...": 

Museu de Alpiarça deseja um FELIZ ANO NOVO!



A Equipa da Casa dos Patudos - Museu de Alpiarça deseja BOAS FESTAS e um FELIZ ANO NOVO! Agradecemos a todos aqueles que, ao longo deste ano, nos visitaram, participaram nas nossas

iniciativas ou que, mesmo à distância, nos foram acompanhando e, assim, divulgando a Casa dos Patudos.
Continuamos à vossa espera em 2014!
«CMA»

GNR: ATIVIDADE OPERACIONAL NAS ÚLTIMAS 72 HORAS

Nas últimas 72H, a GNR de Santarém efetuou várias ações com as suas valências em todo o distrito.
 No âmbito rodoviário, foram levadas a cabo varias ações de fiscalização em todo o distrito, tendo sido fiscalizados 389 condutores, 7 dos quais detidos, 1 por viciação de tacógrafo e 6 por excesso de álcool no sangue superior a 1,20 g/l, sendo a taxa mais elevada de 2,62g/l, mais de cinco vezes superior à taxa permitida (0,5 g/l); Foram ainda elaborados 132 autos de contraordenação, entre outros: 77 por excesso de velocidade; 9 por falta de inspeção periódica obrigatória; 6 por utilização indevida de telemóvel; 3 por falta de seguro.
 No âmbito da proteção da natureza e ambiente, foram ainda efetuadas 41 ações de fiscalização, tendo sido fiscalizadas 42 pessoas e estabelecimentos e sido levantados 4 autos de contraordenação: 1 relativo infração florestal, 1 exercício da pesca e 2 controlo sanitário e proteção animal.
* Informação fornecida pelo Comando Territorial de Santarém da GNR

Autoridade rodoviária estima que 20% das multas prescreveram este ano

Mais de 270 mil multas de trânsito prescreveram este ano, correspondendo a 20 por cento do total das contraordenações registadas em 2013, segundo estimativas da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).
“A ANSR teve no ano passado uma taxa de prescrição na ordem dos 24 por cento e este ano baixamos, estamos na ordem dos 20 por cento. Nós queremos reduzir no próximo ano para cerca de metade, para 10 por cento”, disse o presidente da ANSR, Jorge Jacob, em entrevista à agência Lusa.
Estimativas avançadas à Lusa indicam que este ano prescreveram 277.000 autos, menos 100.000 do que em 2012, quando foram prescritas 371.000 contraordenações, significando uma redução de quatro por cento.
No entanto, cerca de 20 por cento do total das multas registadas este ano prescreveram.
A ANSR, entidade com competência para a cobrança e distribuição das coimas provenientes das infrações ao Código da Estrada, registou, este ano, 1,365 milhões de contraordenações, tendo cobrado 1,043 milhões.
O presidente da ANSR admite que é impossível “eliminar totalmente as prescrições”, tendo em conta a complexidade do processo, mas quer reduzir, já em 2014, o número de multas de trânsito prescritas.
Segundo Jorge Jacob, a maioria das multas que prescreve está relacionada com a sanção acessória, ou seja, quando está em causa a suspensão da carta de condução.
“Há escritórios de advogados especializados na defesa das coimas e na defesa dos processos de auto de contraordenação. Quem conhece bem as regras e souber explorá-las consegue ir protelando no tempo e muitas vezes acaba na prescrição”, afirma.
Para inverter os números das prescrições, a autoridade está a criar novos esquemas para tentar automatizar todo o processo.
“Estamos a tentar agilizar o processo a nível das notificações indiretas. O radar quando tira uma fotografia automaticamente lê a matrícula e automaticamente manda o auto de notificação por correio. Tudo isso vai ser automatizado”, diz, sublinhando que isto “vai encolher os prazos” de notificação.
Com este processo, Jorge Jacob espera que os prazos de notificação passem a ser reduzidos para uma semana.
Segundo a ANSR, estacionamento, excesso de velocidade e utilização do telemóvel durante a condução são as contraordenações com maior volume.
Apesar de ainda não ultrapassar as contraordenações mais volumosas, o número de autos por falta de seguros e inspeção está a subir.
“Temos constatado que estão a crescer com algum significado, provavelmente devido à crise e à falta de dinheiro”, diz ainda o presidente da ANSR.
«Lusa»

Há uma nova geração à frente do PCP

Enviado por: VFPF
Começou há anos, mas agora é claro. O PCP mudou os dirigentes e quadros. Uma nova geração integra a direcção e a bancada. Porém, a identidade comunista e a natureza de classe assumem-se como as mesmas.
Dos 14 deputados do PCP, só três são históricos, o resto é a nova geração de comunistas portugueses.
Um Comité Central diferente, mas com regra de ouro.
“Dá um gozo tremendo podermos expressar o que o povo sente e tentarmos contribuir para resolver os problemas das pessoas”, confessa ao PÚBLICO, sem esconder o entusiasmo na voz, Miguel Tiago, deputado pelo PCP desde 2005. É responsável pelos dossiers relacionados com ambiente, habitação, cultura, finanças, acompanhamento do pacto da troika e Orçamento do Estado, tendo-se destacado recentemente na Assembleia da República durante o debate na especialidade das contas públicas para 2014.

Aos 34 anos, este geólogo de formação que nunca exerceu a sua licenciatura, tendo tido empregos múltiplos ocasionais – de porteiro de discoteca a trabalho na apanha da ameixa em França –, relativiza o seu papel como deputado comunista: “Sei que não se criam aqui [no Parlamento] soluções, pelo contrário, criam-se problemas. Mas quero contribuir para construir um modelo alternativo que encontre outra organização económica.

Carros ardem em garagem de habitação

Duas viaturas arderam por completo numa garagem em Casal Cambique, Alpiarça, na noite desta segunda-feira. Quando os bombeiros chegaram ao local os veículos já estavam tomados completamente pelas chamas. Chegaram a ser chamados os Bombeiros de Almeirim para ajudar na intervenção mas estes acabaram por ser desmobilizados antes de chegarem ao local.

A grande ‘derrota’ do PS/Alpiarça

Talvez por não se saber por quanto tempo Pedro Gaspar irá resistir às pressões que se vivem hoje dentro desta espécie de PS”, segundo o autor do texto, que apenas está ao serviço de duas famílias”, entenda-se ‘família Rosa do Céu’, ou a possibilidade de "Mário Santiago ficar como indiscutível líder da oposição à CDU e a perfilar-se para número dois de Francisco Cunha" tem contribuído para que O PS pode pensar em voltar a ter um vereador eleito em 2021’  continue a ser a noticia mais lida a procurada pelos nossos leitores nos últimos dias.
Curiosamente no estrangeiro os países em que o JA foi mais procurado foi os Estados Unidos com 719 visitantes seguido da Alemanha com 140

'Chico Galiza: '" um foragido no seu próprio país"

Francisco Presúncia Bonifácio, mais conhecido por Chico Galiza, nasceu em Alpiarça em 1928. Com apenas 4 anos fica órfão de mãe. Apesar do óptimo aproveitamento escolar, o seu futuro já estava traçado – trabalhar no campo, concluída a quarta classe.
Com pouco mais de dez anos, inicia-se na faina do campo a plantar arroz, enterrado em água e lama quase até à cintura. Logo a seguir, entre homens, vai vender a força dos seus braços para a praça de jornas. À frente de mulas é a etapa seguinte.
Também cedo se consciencializa das profundas injustiças sociais de que os trabalhadores do campo eram vítimas.
Com 13 anos já lia o Avante! que, de quando em vez, apanhava no chão de uma rua de Alpiarça. Aos 18 anos ingressa no MUDJ.
Em 1959, com 31 anos, membro do Comité Local de Alpiarça do PCP, perante uma vaga de prisões e para não ser preso, toma a decisão de, com Manuel Colhe, partir para a luta clandestina. 
Daí até 1974 foi um foragido no seu próprio país. Foram 16 anos, 15 dos quais com a sua companheira Manuela, que desempenharia também um papel primordial nas tarefas partidárias e 13, com a filha Noémia.
Em 1968, a Chico e a Manuela são-lhe atribuídas umas das mais importantes funções que desempenhariam – arranjarem instalações para o paiol da Acção Revolucionária Armada (ARA) e serem depois os seus guardiões.
Teve 7 identidades e viveu em 15 localidades do Douro, do Ribatejo e do Oeste e da região de Lisboa. Desempenhou com sucesso todas as suas missões, nunca tendo caído nas garras do aparelho repressivo fascista.
Em 2010, em reconhecimento pelo seu percurso de vida em prol da Liberdade, da Democracia e por uma sociedade mais justa, a Assembleia Municipal de Alpiarça atribuiu-lhe a Medalha da Liberdade. 
O que Chico Galiza conta neste livro aconteceu. A luta de Homens de carácter por causas. E quando assim é, vale sempre a pena.
«CDU/Alpiarça»
NR:  A apresentação do livro será no próximo dia 11 de Janeiro (Sábado) na Biblioteca Municipal de Alpiarça, às 15,30h.


ANTÓNIO MOREIRA: Bom ano para todos


PS repete melhor resultado do ano em intenções de voto

“Se as eleições legislativas se realizassem neste momento, em que partido votaria?”. Esta foi a questão lançada no âmbito do estudo i/Pitagórica, que divulgou os socialistas como repetentes, pela terceira vez, na conquista do melhor resultado do ano. A par deste resultado, os partidos da Maioria no Governo recuperaram o fôlego nas intenções de voto, tendo subido dois pontos percentuais face a Outubro.
O estudo do i/Pitagórica avaliou, entre os dias 10 e 15 de Dezembro, as intenções de votos de alguns portugueses, tendo revelado que 36,7% votaria no PS, caso as eleições legislativas se realizassem neste momento. Este número é semelhante ao obtido no mês anterior, mas não impede que os ‘rosa’ consigam obter, pela terceira vez, o melhor resultado do ano.
Em segundo lugar surge o PSD com 25,7%, tendo recuperado dos 23,7% angariados em Outubro. Ainda dentro da Maioria Parlamentar, o CDS-PP também melhora nas intenções de voto, passando de 8,1% para 9% em Dezembro.
Já no que toca à ala da esquerda, o PCP é o único partido a baixar nas intenções de voto, obtendo 11,2% e aproximando-se, assim, do resultado mais baixo de 2013. No fundo da tabela do último barómetro do ano, surge o Bloco de Esquerda, que não ultrapassa os 6,3%.
«NM»

'MENSAGEM DE ANO NOVO' de Pedro Gaspar, Vereador do PS

O meu filho, tantas vezes companheiro de viagem neste ano de eleições, reparou com atenção na T-Shirt que eu trazia vestida. Tínhamos acabado de chegar a casa da "Vovó Lisa". 
Ambos fardávamos de manga curta. Ele, porque a mãe havia escolhido a roupa, ainda de madrugada e ensonada. E eu pelo prazer que me dava sair à rua com aquela T-Shirt verde que um bom amigo havia desenhado com tanto empenho.
Era mais um dia de calor. De muito calor. Era mais um dia de estrada com os meus camaradas. 
Ele olhou para mim e , com os olhos, pediu-me para ir. Queria o "muda de vida", os sorrisos de alegria dos outros, os carinhos, os afectos. Disse-lhe que não. Estava demasiado calor. Beijei-o na testa. Voltou a olhar para a minha T-Shirt, intrigado - Papá, a tua T-Shirt tem os números todos! Tem o 3, depois o 2, depois o 1 e também o 0! 
A T-Shirt estampava o ano de 2013. 
Ponderei sobre aquela observação de aprendiz e na inocência da observação. Nunca tinha reparado que o ano de 2013 podia ser uma contagem decrescente. 
Hoje, na iminência de não voltarmos jamais ao ano de 2013, sei que valeu a pena a contagem. Aprendi melhor o que conta e aquilo que devemos deixar contar. 
Nasceu a minha filha Francisca, consolidei laços com a minha mulher, com os meus pais. Recebi aquele abraço do meu irmão. Conheci pessoas fantásticas com as quais partilhei o melhor e o pior como se elas s tivessem sempre sido parte da minha vida. E eram. E são. Ninguém se cruza por acaso. Juntos rimos e choramos. Fomos humanos. 
De coração aberto e braços estendidos, obrigado por me deixarem fazer parte do vosso mundo.
Desejo-vos 2014. Desejo-vos a contagem que anseiam para que as coisas importantes da vida sejam as que verdadeiramente contam
Pedro Miguel Gaspar


segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

ETAR DE ALMEIRIM/ALPIARÇA TESTA SISTEMA INOVADOR DE ELIMINAÇÃO DE ALGAS

A ÁGUAS DO RIBATEJO EM, SA está a testar um sistema inovador de eliminação de algas verdes na Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Almeirim/Alpiarça. Os primeiros resultados confirmam o sucesso do equipamento que pode vir a ser utilizado noutras estações com lagoas.


Uma unidade de ultrasons instalada na lagoa da ETAR envia sinais de diversas frequências muito específicas para a estrutura molecular das algas. Estas frequências foram determinadas com base em estudos e investigações ao longo de vários anos e comprovaram ser as mais eficazes para controlar as algas verdes filamentosas e em flutuação mas também as algas azuis (cianobactérias).
As diferentes frequências emitidas pelo aparelho de ultrasons produzem determinadas pressões do som e a oscilação das células das algas, mediante a qual se rompem alguns compartimentos do interior daquelas células e assim eliminam as algas. Além disso, as frequências de som do aparelho inibem o crescimento das algas, permitindo impedir o desenvolvimento da espécie que prejudica o processo de tratamento das águas residuais em curso nas lagoas.
As algas alimenta-se de nutrientes imprescindíveis para o desenvolvimento das bactérias que são fundamentais no processo de tratamento das águas residuais. Por outro lado, quando em quantidades elevadas, as algas provocam entupimentos e impedem o normal funcionamento dos sistemas de tratamento, podendo causar danos elevados nos equipamentos.


NO DIA DA ENTRADA EM FUNCIONAMENTO DO SISTEMA De ULTRASONS   
 CINCO DIAS DEPOIS

A ETAR Almeirim /Alpiarça, funciona com um sistemas de lagoas gigantes a céu aberto inseridas num espaço de 18 hectares no Paul da Goucha, zona de proteção especial devido à sua biodiversidade.
A Estação  foi requalificada em 2011, com obras incluídas numa empreitada de 4,2 ME que melhorou os sistemas de saneamento de Almeirim e Alpiarça. Os dois concelhos estão interligados através de uma rede intermunicipal e de um conjunto de estações elevatórias construídas e requalificadas pela AR. As águas residuais, após tratamento na ETAR e o respetivo controlo analítico, são encaminhadas para uma linha de água que vai desaguar à Vala de Alpiarça e depois segue para o Rio Tejo.
Neste momento os concelhos de Almeirim e Alpiarça têm uma cobertura de saneamento superior a 90%, mas a AR reconhece a necessidade de continuar a sensibilização das indústrias e explorações agrícolas para a necessidade de melhorarem as suas práticas ambientais e assegurarem o tratamento dos efluentes produzidos cumprindo os preceitos legais, dado que os equipamentos da AR não estão preparados e dimensionados para receber efluentes com características industriais ou agro-industriais.

Exercerá ainda Francisco Cunha o cargo de Vereador na Câmara?


Parece que alguns políticos locais que foram eleitos pelos alpiarcenses brincam com ’coisas sérias’ onde existe tudo menos responsabilidade para com os cargos que foram eleitos ou então os nossos vereadores devem andar todos de ‘costas voltadas’ uns para os outros já que não se falam.

A não ser então que:  hipoteticamente  o vereador do  TPA/PSD/MPT não deve participar nas reuniões de Câmara ou andar ‘noutro planeta’ porque necessita de ir para a Internet escrever opiniões quando o deveria fazer no ‘sitio certo’.

Francisco Cunha deve detestar de tal forma Mário Pereira que já nem coragem tem para falar com o presidente da autarquia para lhe expor directamente em reunião de Câmara os assuntos de interesses para com os alpiarcenses , como é o caso do novo ‘Tarifário de Água’ para 2014.

Não é por nada mas podemos ler  na Internet comentários (vindo de um vereador que foi eleito por muitos alpiarcenses para discutir e defender os assuntos dos alpiarcense  em local próprio) como este:

“Sr. Presidente, como o Sr. muito bem sabe, esta noticia é uma falácia e, manda o decoro e a seriedade que não se enganem os Alpiarcenses. A fatura da água vai subir e muito, com os votos a favor do Sr. Presidente e dos Srs Vereadores Comunistas e Socialista. Assumir a responsabilidade é um ato nobre e honesto, ficamos à espera. Cumprimentos. Francisco Cunha”

Claro que os mais ‘vivaços’ e defensores destas ‘palhaçadas’ poderão vir  a ‘terreiro’ dizer que é um “direito das pessoas comentarem onde bem lhes apetecer aquilo que entenderem”.

Na verdade assim é!


A diferença que existe é que: Francisco Cunha, não é uma PESSOA QUALQUER  mas sim um VEREADOR que foi eleito democraticamente pelos alpiarcenses para defender os interesses de quem o elegeu em ‘sede própria” e não para vir para a ‘PRAÇA PÚBLICA’ .

O  contrário é o mesmo  que:  na Câmara exerce uma  posição e  NA ‘PRAÇA PÚBLICA’ exerce outra.

A conclusão só pode ser uma: alguns políticos fazem da politica uma ‘palhaçada’ como 'palhaços' devem ser os eleitores quando votam neste classe de políticos em vez de defenderem o que interessa nas reuniões de Câmara vem para a Internet desabafar como se não reunissem com o executivo da CDU ou como esteja tudo mal no interior da Câmara ao ponto de haver necessidade de opinar na Internet porque nos Paços do Concelho não é permitido opiniões ou comentários contrários a quem foi eleito pelo povo alpiarcense

'Embaixadora de Alpiarça' em Alcochete

Neste Sábado abrimos as nossas portas a uma grande fadista e músicos para um serão de Fado de qualidade: Casimira Alves

Guitarra Portuguesa: Henrique Leitão
Viola de Fado: Pedro Pinhal

Além das surpresas que surgem em todos os nossos eventos, a noite constrói-se consigo, por isso contamos com a sua presença. Reserve já a sua mesa. Temos a opção de menus económicos só de petiscos ou do jantar clássico.

Menu (20€ iva inc.):
entradas e couvert
sopa
prato principal
sobremesa
café
Fado ao vivo

Contacto de reservas: 915 542 239 / 218 253 682

Contamos consigo.

Restaurante Bar Taperia Sr. Fado
Largo S. João nº 34, 2890 Alcochete

A propósito de Assembleias Municipais


Foi constituída uma Comissão para Gravar as Sessões da Assembleia Municipal em Vídeo, porque o Sr. Santiago fez de tudo para que as assembleia não fossem gravadas, quando o Presidente da Câmara só queria gravar as suas respostas às perguntas dos senhores deputados porque dizem que o homem fala muito. Ora depois de passarem duas horas a questionarem o homem com assuntos de Lana Caprina a maior parte das vezes querem que ele responda em 5 ou 10 minutos? Ou será que quem é bombardeado com dezenas de mensagens não tem direito de resposta?
Essa comissão de Vídeos como era de esperar não produziu qualquer resultado, foi comparada às ideias luminosas do Observatório Estrelar do Moinho da Sartela, aos Bungalows do Parque de Campismo ou ao Parque de Autocaravanas no Casalinho.
Agora o professor Louro, presidente da assembleia prometeu que irá fazer tudo para que a próxima assembleia seja gravada, parece que ninguém se opôs. Só aconselho os operadores de imagem a uma coisa que se auto-previnam com comidinha, porque as assembleias municipais de Alpiarça já passaram a ser ridicularizadas em blogues e facesbooks por acabarem sempre para o lado das 4 da manhã. 

2014 poderá vir a ser um bom ano para Mário Pereira

«Há uma aliança discreta entre Governo e PS, que funciona há vários meses nos bastidores e que até já deu resultados concretos. Trata-se das novas regras do próximo quadro comunitário de apoio que estão a ser negociadas com a Comissão Europeia».
“É um processo construtivo em que o PS tem assumido apoiar o Governo – numa área em que há um objectivo nacional
Castro Almeida, responsável pela preparação do chamado Acordo de Parceria (que estabelece as regras de utilização dos fundos entre 2014 e 2020), diz que o calendário está acertado. “A segunda versão preliminar da proposta portuguesa já está em Bruxelas e já estamos a preparar uma terceira para formalizar em Janeiro. Para já, estamos num trabalho de precisão, detalhando mais, de acordo com as posições da Comissão”.
Em resumo estão previstos a vinda de milhões de euros para o próximo  ‘Quadro Comunitário’ de apoio’ ao desenvolvimento de Portugal do qual alguns milhares de euros poderão destinar-se  à autarquia alpiarcense.
Saiba a Câmara antecipar-se e apresentar bons projectos para ter  a possibilidade de 2014 ser um bom ano para Mário Pereira (foto), presidente da Câmara de Alpiarça.

«Fonte: ‘Sol’»

Municípios abdicam de 500 mil euros para Águas do Ribatejo reduzir aumentos da água

Os municípios que constituem Águas do Ribatejo decidiram abdicar das rendas dos equipamentos que a empresa intermunicipal lhes tinha que pagar para que os aumentos das tarifas de água e saneamento sejam mais reduzidos.
Ao todo as câmaras prescindiram de mais de 500 mil euros. Estava previsto as taxas aumentarem 6,6 por cento no âmbito do estudo económico da empresa gestora dos sistemas e tendo também em conta a inflação. Com esta decisão os aumentos situaram-se nos 4,6 por cento. E prevê-se que não existam aumentos durante três anos.

Para o PCP ‘ABRIL’ vai começar em Janeiro

As comemorações dos 40 anos do 25 de Abril vão começar já em Janeiro, pela mão do PCP.
Sob o lema ‘Os valores de Abril no Futuro de Portugal’ o PCP dá o pontapé de saída, nos próximos dias 3 e 4 de Janeiro, ao programa de iniciativas que decorrerão ao longo de todo o ano. Vai ser em Peniche, para assinalar a «heroica luta e resistência antifacista». O PCP organizará ainda um semanário sobre a Revolução e a sua importância no mundo e fará dos 40 anos de Abril o tema central da Festa do Avante.
«Fonte: 'Sol'»

OPINIÃO: DIVIDIR PARA REINAR E DERROTAR A CDU DAQUI POR 4 ANOS

Por: L.D.I
Gozem e chamem zandingas, mas este texto sobre o PS não andará muito longe da realidade. Quem acompanha a vida do PS alpiarcense, sabe perfeitamente bem que quem mandou e manda neste partido cá é o Rosa do Céu, isto é uma verdade insofismável.
Os novos corpos gerentes do PS e a mudança de sede, aliados ao facto do desprezo incondicional que tem sido dado ao Pedro Gaspar, anunciam uma mudança de estratégia ou a continuação dela, embora ninguém tenha percebido a verdadeira estratégia nestas autárquicas para Alpiarça. Para quê e em nome de quê queimar a Regina Ferreira, para quê e em nome de quê lançar o Pedro Gaspar e tirar-lhe o tapete a seguir?
Claro que logo na noite das eleições o culparam do pior resultado do PS das últimas 5 ou 6 eleições locais, mas o que esperavam? Não seria isso mesmo? A Dr.ª Regina até poderia não ganhar contra uma CDU a jogar em casa, mas teria tido ao menos o condão de manter um PS forte, organizado e indiviso. Ou a estratégia foi mesmo dividir para reinar?
Então e as hostilidades contra o Pedro Gaspar? É para o jovem se demitir ou pedir a suspensão? 
Só não vê quem não quer ver que desta vez e já sem esconder a família do Casalinho assumiu de vez a continuidade de patrões do PS e da Fundação Relvas. Já se viu que o Pedro Gaspar assumiu a ruptura e já não pôs os pés na ultima Assembleia Municipal e se como dizem o Fernando Ramalho é para excluir então é para deitar o resto do PS abaixo.
Então deixem-me dar largas à minha imaginação e dizer que sim, que nas próximas autárquicas vamos ter um PS aliado ao TPA para derrotar a CDU.
Claro que o candidato não é o Francisco Cunha, vai ser uma pessoa a contento das duas partes.
Vamo-nos pôr um bocadinho a pensar num militante do PS, ao agrado do Cunha e do Santiago. Eu não estou a ver quem é, mas pode ser que os caros leitores estejam. 

Tarifário de Água

De um leitor devidamente identificado recebemos como pedido de publicação o documento que se segue. No mesmo   pretende o leitor   justificar os novos preços do Tarifário de Água tendo em atenção a factura de Dezembro/2013 com as próximas de Janeiro e Fevereiro/2014

D

Os 120 mil novos empregos de Passos que (afinal) são 22 mil

De acordo com a edição de sexta-feira do jornal i, os 120 mil novos postos de trabalho enfatizados pelo primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, na mensagem de Natal ao País, são, afinal, 22 mil. Os números avançados pelo líder do Governo ignoram por completo o primeiro trimestre deste ano.
O jornal i fez as contas, recorrendo aos dados disponíveis mais recentes sobre a criação de postos de trabalho, e concluiu que entre Janeiro e Setembro de 2013 foram criados 21,8 mil empregos, ao contrário dos 120 mil apontados pelo primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, na mensagem de Natal encorajadora que dirigiu ao País.
Esta discrepância prende-se com o facto de o chefe do Executivo ter ignorado os resultados do primeiro trimestre do ano, como se 2013 tivesse tido início em Março.
Isto porque, realça o i, nos primeiros três meses do ano foram destruídos 98 mil postos de trabalho.
Entre Abril e Setembro assistiu-se, de facto, a uma evolução positiva do número de empregados no País, passando de 4,43 milhões para 4,55 milhões. Ora, a diferença corresponde aos tais 120 mil novos empregos que Passos apresentou na passada terça-feira. 
Acontece que o primeiro-ministro se 'esqueceu' de subtrair a este total as 98 mil pessoas que ficaram desempregadas entre Janeiro e Março.
Assim, para que os dados referidos pelo líder do Governo estivessem correctos, o País teria de ter chegado a Setembro com 4,65 milhões de cidadãos no activo, quando, na realidade, não ultrapassou os 4,55 milhões.
«NM»

domingo, 29 de dezembro de 2013

Um "engenho explosivo"


Ora bolas! Pensei que iríamos ter uma cena de pugilato, afinal os contendores já arrumaram o assunto ou melhor, as luvas.
Curioso como o velho colaborador deste jornal "Almeirante" criou um "engenho explosivo" à espera que alguém o despoletasse e tenha sido um militar de carreira a cair nele.
Como estamos lembrados foi o "Almeirante" que trouxe aqui em primeira mão a "farsa" praticada pela empresa "águas do Ribatejo" que deu origem àquele esclarecimento do presidente da câmara no JA que acabaria por meter os pés pelas mãos na questão das tarifas sociais, dizendo que as pessoas com direito a este benefício não pagavam água até aos 5m3 e até 15m3 pagavam 50%, numa história no mínimo mal contada.
O senhor Eduardo Costa aparece em cena depois com outro tópico, na Assembleia Municipal a denunciar os aumentos "brutais" da água para 2014/2017. Creio que Almeirante ainda não tinha tido acesso privilegiado aos documentos já com os novos aumentos.
Almeirante é desde há anos um combatente contra as manhas usadas pelas empresas que lesam os consumidores. Estou a lembrar-me da sua denúncia no caso em que o consumidor de água era atirado de modo engenhoso para o escalão superior aumentando assim a factura em 50% e mais até.
Eu fui alertado, ainda no tempo do Rotundas e Encruzilhadas, por este autor, reclamei e vi o meu dinheiro de volta.
Há posições que são publicamente assumidas por certos concidadãos que são plenamente justificáveis e que nós devemos estar agradecidos por isso.
Não basta vir em nome de alguns partidos dizer que se está ao lado dos mais fracos e depois não ver aquilo que é injusto para esses mais fracos.
Bom ano Novo para todos.

Noticia relacionada:
 "Uma "serenata de violino" aos verdadeiros hipócrit...": 

FALTA DE DINHEIRO: "A diferença para algumas famílias entre darem uma febra aos filhos ou uma sopa.."


A questão é se deixar de tomar UM OU DOIS CAFÉS POR MÊS se justifica.

O mesmo raciocínio faz o Passos Coelho e o Portas.
Também eles acham que o povo pode prescindir de ir uma vez por mês ao restaurante, visitar uma exposição de pintura, ou ir ao cinema.
É a soma de todos os bens que consumimos que nos levam os salários a zero, e, na maior parte dos casos abaixo de zero.
Se a água aumentar 8%, o telemóvel 3%, os combustíveis 5 ou 6 %, o gás, a electricidade, as portagens, os livros, a alimentação, a manutenção do carro, os seguros, a IPO, o IUC, o IMI, etc, isoladamente aumentam o tal café ou dois.
Juntemos tudo, e no final de cada mês os cafézinhos serão 50, 80, 100 euros menos em baixos salários.
Há outros factores a considerar...
Dois ou três euros num salário de 600 euros não é o mesmo de quem tem 3 ou 4000 euros.
Compreende-se que a maioria dos dirigentes da CDU de Alpiarça e que defendem (curiosamente) o aumento das tarifas da água, estejam nos escalões mais elevados de IRS.
Mas se olharem à vossa volta, o povo não está!
Três euros por mês são TRINTA e SEIS EUROS POR ANO. 10 quilos de febras...
A diferença para algumas famílias entre darem uma febra aos filhos ou uma sopa..

Noticia relacionada:
 "Uma "serenata de violino" aos verdadeiros hipócrit...": 

‘Águas do Ribatejo’ preocupada com os consumidores

As preocupações dos representantes dos Municípios que integram a ‘Águas do Ribatejo’ estão reflectidas no tarifário praticado. A factura da água que inclui as taxas de saneamento, resíduos sólidos e recursos hídricos, continua a ser uma das mais baixas do país.
Acrescenta-nos  ainda o presidente da empresa em comunicado próprio que em “2014, a 'Águas do Ribatejo’ vai manter os tarifários sociais para as famílias numerosas e para entidades públicas sem fins lucrativos com valores mais acessíveis e condições vantajosas em relação ao tarifário normal”.
A empresa intermunicipal emprega  actualmente 165 pessoas e abastece 145 mil consumidores nos sete concelhos que abrangem uma área de 3240 Km 2. A empresa garante também o tratamento das águas residuais com cobertura de cerca de 90% da população 

Alguns escribas afectos à CDU, lançaram a habitual manobra de desinformação

Caro António Marto Antunes ( ler: "Câmara vai criar um ‘espaço comercial’ na Praça do...":), opiniões fundamentadas nunca metem dó.
O Parque desportivo está no mesmo patamar das "hortas" no Casalinho.
Sabe porquê? Porque não fazem qualquer sentido.
Não se podem propor hortas comunitárias para um local de abundância de terrenos de cultivo, como não se pode fazer um parque desportivo num local onde há poucos jovens, e os que há não estão no mesmo escalão etário de forma a integrar equipas.
E o facto de ser jovem não significa que tenha apetência para praticar desporto.
Se nem um clube a funcionar existe na localidade ...
As hortas foram propostas para a área urbana de Alpiarça, e alguns escribas afectos à CDU, lançaram a habitual manobra de desinformação, imaginando que a falta de ideias era comum.
E quando questiona: "Qual a razão que estes comentaristas combatem obras úteis e boas para a humanidade em vez de defendê-las?"
Deve separar o que são realmente obras "boas" das que os políticos dizem que são boas e úteis.

Com obras "boas e úteis" temos o pais falido. As que nos fazem falta, ainda hoje estão por fazer.


O Chumbo do Tribunal Constitucional (TC)

Por:  
António Centeio
José António Saraiva (*) tem uma certa tendência para navegar nas águas que tanto gosta: as da ‘’direita’.
 Sempre que pode directa ou indirectamente ‘malha’ na ‘esquerda’ porque assim lhe convém e esquecendo-se muitas vezes de que nas suas opiniões falta a verdade dos factos como é o caso  do “Tribunal (Constitucional) que vive no séc. XIX” (assim se  lê no ‘cabeçalho’ da sua crónica)
Diz o mesmo na sua última editorial que o TC ao chumbar o corte nas pensões “impede na prática, o cumprimento do Memorando (da Troika) ” para acrescentar logo de seguida que este ‘chumbo’ impediu o “reequilibro orçamental através de um corte de 2/3 na despesas  e um aumento de 1/3 na receita” porque, segundo o articulista “o corte na despesa (pensões)” aliviava o Estado, deixando mais dinheiro disponível para a economia” enquanto o aumento de “impostos representa exactamente o oposto, ou seja, retirar dinheiro á economia”…
Pois aqui temos o cerne da questão à qual José António Saraiva não explica para ficarmos por saber qual  a opinião de tal ‘olheiro’ que só vê como ‘bom’ tudo que seja feito pelo seu Partido, o PSD.
 Se aumentarmos os impostos retiramos dinheiro à economia se cortarmos as pensões reduzimos o consumo.
Em que ficamos?

(*) Director do semanário ‘Sol’

Uma "serenata de violino" aos verdadeiros hipócritas que são aqueles que nós conhecemos de ginjeira

Por: 'Almeirante'
Caro Eduardo Costa ( ler: "'ÁGUAS DO RIBATEJO': Tarifário para 2014": ) quando escrevi este pequeno texto em jeito de sátira (provinciana talvez), estava longe de pensar que alguém fosse capaz de fazer uma leitura "ipsis verbis" do que ali estava escrito sem fazer a respectiva "descodificação criptográfica" que se impunha. Bastará uma leitura mais atenta para se concluir que o autor não é "hipócrita" mas está, isso sim, a tentar dar uma "serenata de violino" aos verdadeiros hipócritas que são aqueles que nós conhecemos de ginjeira.
Cometi a audácia ou a iliteracia (mea culpa) de não aplicar as respectivas "comas" para aferir do efeito interpretativo de cada frase mas, já vi que foi um erro e, quiçá alguma inépcia ou "defeito intelectual” de minha parte, ter brincado com coisas tão sérias, como no exemplo: "Um ou dois euros de desconto na factura mensal da água é importantíssimo para qualquer família que vive em dificuldades económicas e isso faz toda a diferença no seu orçamento, conforme facilmente se compreende."
É claro que ninguém vai levar esta frase a sério, mesmo sem aspas! Isto é treta!
É óbvio que o que se compreende é que 1 ou 2 Euros de desconto no total da factura mensal, não tira os pés da lama a ninguém, nem terá qualquer expressão no orçamento de qualquer família mesmo carenciada.
No que respeita ao novo aumento do tarifário da água, já tive ocasião de lhe dizer que as suas contas estão certíssimas e que o aumento proclamado dos tais cêntimos até 2017 é um verdadeiro embuste de quem arquitectou os aumentos e de quem de modo orquestrado e servil os defende como forma única de garantir a sustentabilidade da empresa "Águas do Ribatejo". Não é necessário ser um exímio ou criativo “accountant” para chegar a essa conclusão.
Depois desta antítese alusiva ao meu texto inicial e necessária aclaração para separação de águas, espero que não seja necessário calçar as luvas e entrar no ring para defesa da honra. Pelo contrário, espero que possamos beber um copo e discutir outros pormenores interessantes sobre o tema da água que consumimos e pagamos, bem como analisar a verdadeira farsa das “Tarifas Sociais e Familiares” em vigor que, não foram por si (ainda) devidamente aprofundadas e aclaradas.
Como terá certamente notado, esta parte (Tarifas Sociais e Familiares) já foi de certo modo esmiuçada neste jornal.
Cumprimentos



Sessenta e seis projectos disputam Prémios Turismo do Alentejo

 António Ceia da Silva assinalou o aumento de candidaturas aos prémios, “que se verifica todos os anos”, tendo a subida, este ano, sido de mais nove, o que revela que “é um setor que tem estabelecido dinâmicas cada vez maiores nesta área”
Sessenta e seis projetos vão disputar as sete categorias da 4.ª edição dos Prémios Turismo do Alentejo, promovidos pela Entidade Regional de Turismo (ERT) e cujos vencedores são anunciados no início de 2014, foi hoje divulgado.
Segundo os promotores, a iniciativa, dirigida aos agentes públicos ou privados que desenvolvam projetos de interesse turístico no Alentejo, tem por objetivo “distinguir e divulgar a excelência da oferta que, de modo geral, tem contribuído para afirmar o destino nos mercados”.
“Queremos motivar e apoiar os agentes públicos e privados que todos os dias fazem o trabalho de dinamização do turismo”, afirmou o presidente da ERT do Alentejo, António Ceia da Silva, em declarações à agência Lusa.
O responsável realçou que estes prémios “têm um aspeto que os diferencia” dos outros, que é o facto de serem “os próprios promotores que se candidatam”, cabendo ao júri “fazer a análise das candidaturas e atribuir os prémios”.
António Ceia da Silva assinalou o aumento de candidaturas aos prémios, “que se verifica todos os anos”, tendo a subida, este ano, sido de mais nove, o que revela que “é um setor que tem estabelecido dinâmicas cada vez maiores nesta área”.
Os 66 projetos candidataram-se nas categorias de Melhor Empreendimento Turístico, Melhor Animação Turística, Melhor Turismo Rural, Melhor Enoturismo, Melhor Evento, Melhor Gastronomia e Melhor Projeto Público.
A somar a estes, vão ser atribuídos galardões extraconcurso, o da Agência Regional de Promoção Turística Externa do Alentejo, o prémio especial Turismo do Alentejo e o Prémio Comunicação Alentejo.
O anúncio dos vencedores e entrega dos galardões, tanto das categorias oficiais, como das distinções extraconcurso, está agendado para o início do próximo ano, embora a ERT ainda não tenha divulgado uma data concreta.
No caso dos prémios extraconcurso, o processo de eleição é da exclusiva responsabilidade da Turismo do Alentejo e da Agência de Promoção Turística.
Quanto às sete categorias, os vencedores vão ser escolhidos pelo júri desta quarta edição, presidido por José Manuel Simões, do Centro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboa, e que integra mais seis elementos.
Nota: O Ribatejo faz parte deste Entidade de Turismo

«Lusa»

sábado, 28 de dezembro de 2013

Informação sobre o novo Código de Estrada

O PS pode pensar em voltar a ter um vereador eleito em 2021

Mário Santiago ficará como indiscutível líder da oposição à CDU e a perfilar-se para número dois de Francisco Cunha
 Tenho ouvido por aí que Rosa do  Céu e a Sónia Sanfona tem feito de tudo para tentar correr com o Pedro Gaspar. Terá sido pelo facto da campanha ter sido a melhor que o PS já fez em Alpiarça, porque o Pedro Gaspar não da voz aos ódios antigos do Rosa do Céu aos comunistas ou porque a Sanfona não conseguiu o objectivo de colocar o seu PSD em 2 lugar? 
Não sei quanto tempo o Pedro Gaspar irá resistir as pressões à moda antiga do PCP que se vivem hoje dentro desta espécie de PS que apenas esta ao serviço de duas famílias. 
Ora, se o Rosa do Céu for para Bruxelas e a Sanfona voltar ao parlamento, afastar o Pedro Gaspar é o mesmo que dizer que em 2017 o PS nem sequer um vereador vai eleger. O que vai abrir caminho ao PSD para, pela primeira vez em Alpiarça ter 2 vereadores O mesmo estão a fazer ao Dr Fernando Ramalho. Se ele sair também, e o líder de bancada ficar o Sá Pereira, é o mesmo que dizer que o Dr Mário Santiago ficará como indiscutível líder da oposição à CDU e a perfilar-se para número dois de Francisco Cunha...o que contribuiu ainda mais para o fim do PS em Alpiarça.  O PS pode pensar em voltar em ter um vereador eleito em 2021.
Noticia relacionada:
 "O Executivo da CDU até não se dá muito mal com Ped...":