.

.

.

.

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Festa de Carnaval no Cantinho do Idoso em conjunto com a Instituição José Relvas







Fotos cedidas gentilmente por: Mário Mateiro Raposo.
Os nossos agradecimentos

MEGAULA HIDROGINÁSTICA DE CARNAVAL

Sábado, 1 de Março na Piscina Coberta de Alpiarça 

11 horas
«cma»

A "engrenagem" movida pela política

Por: F.M.

Não é novidade alguma. Até parece que só agora é que estão a ver o problema das injustiças que o IMI trazia.
Este jornal alertou para isso, exactamente quando começaram as avaliações do IMI feitas sobre o joelho.
Por fado, fatalidade ou não, dizem que temos aquilo que merecemos.
E esta "engrenagem" movida pela política é tão curiosa que, aqueles que têm um palmo de visão e denunciam as coisas injustas atempadamente, são criticados e mesmos "gozados" por aqueles que depois são os directamente prejudicados pelas situações denunciadas.
Jornal Alpiarcense, mesmo com as suas limitações de carácter amador e regionalista, tem feito o seu dever na denúncia de situações que lhe parecem ser contrárias àquilo que se convencionou chamar de “justeza” ou justiça. Muitas vezes trazendo assuntos que merecem discussão e reparo não só locais como regionais e nacionais. Será que todos os órgãos de comunicação social de cariz profissional, têm cumprido de forma isenta e cara levantada, com essas obrigações?
Como diz o outro: " Cada um faz figura por si".



Os Resíduos Sólidos Urbanos do Município de Alpiarça são pagos de acordo com o escalão atingido

A propósito desta notícia que de novo aborda o tema da água, tenho a dizer o seguinte:
Esta manhã fui à Chamusca onde tenho familiares e, por curiosidade, pedi para ver uma fatura da água e comparar com a minha fatura (de Alpiarça) para ver se havia algum fundamento naquilo que é aqui afirmado.
Na verdade, a fatura da água que vi, referente ao passado mês de Janeiro do concelho da Chamusca com mais 3 metros cúbicos que a minha do concelho de Alpiarça, tem menos dois euros e tal no seu total do que a minha.
Intrigado com isto, fui examinar ponto por ponto e cheguei à conclusão de que a diferença está aqui:
Os Resíduos Sólidos Urbanos, que são da responsabilidade das Câmaras Municipais têm valores muito diferentes entre si. Na Chamusca o preço unitário é menor. O escalão é único, indo de 0 a 40 metros cúbicos. E o mais importante é que o preço unitário de 0,10€ é multiplicado apenas pelos m3 de água efetivamente gasta e não pelos dias de contagem, como acontece no concelho de Alpiarça.
Os Resíduos Sólidos Urbanos do Município de Alpiarça são pagos de acordo com o escalão atingido.
-1º escalão (a confirmar).
-2º escalão: 0,1072€X nº de dias.
-3º escalão. 0,1548€X nº de dias. Curiosamente, basta entrar apenas com 1m3 no 3º escalão para que apareça para pagamento: 0,1548Xnº de dias.
Ora isto, pode dar motivo a grandes diferenças na fatura mensal da água entre consumidores dos municípios que integram a Águas do Ribatejo. Vamos supor que um cidadão em Alpiarça, num mês, por qualquer motivo, consome 39m3! Quanto irá pagar de Resíduos Sólidos Urbanos? Uma exorbitância com certeza. No município da Chamusca, sabemos que irá pagar apenas os 39m3 vezes 0.10€.
Muito sinceramente, parece até que estes municípios vizinhos que criaram com tanto orgulho uma empresa pública gerida por eles próprios, chamada Águas do Ribatejo, são na verdade Reinos diferentes com cidadãos igualmente diferentes.
Alguém é capaz de explicar estas trapalhadas? 
Noticia relacionada:
"Curiosidades que pouca gente sabe": 

Novo método de furto em caixas multibanco

As autoridades acabaram de descobrir um novo método de furto em caixas de multibanco.
O esquema, que chegou a Portugal pela mão de imigrantes da Europa de Leste, foi descoberto este mês e tem como alvo o próprio sistema bancário: graças a um dispositivo que permite manter aberta a ranhura de saída das notas, os suspeitos conseguem 'sacar' dinheiro em determinado tipo de máquinas.
Três cidadãos romenos, com idades entre os 30 e os 40 anos, foram detidos em flagrante delito há duas semanas, em Lisboa, quando tentavam fazer mais uma investida.
Ao que o SOL apurou, tudo começa com um primeiro levantamento de 10 euros. Nesse momento, enquanto as notas saem, é introduzido um dispositivo mecânico na ranhura de saída do dinheiro - que a partir daí fica aberta. Depois, procedem a um segundo levantamento, desta vez de 200 euros, mas antes de as notas saírem mandam cancelar a operação. Só que o dinheiro acaba por ser 'repescado' através do dispositivo engatilhado na máquina.
Ao detectar os levantamentos irregulares, a SIBS, entidade que gere a rede multibanco em todo o país, alertou a PSP, que por sua vez montou uma operação de vigilância e conseguiu deter em flagrante três romenos na madrugada do dia 8 de Fevereiro, numa rua da freguesia de São João, em Lisboa.
Os três homens - que ficaram em prisão preventiva - tinham consigo 1.620 euros em notas, oito cartões multibanco, um GPS, duas chaves de fendas e dois aparelhos usados para avariar as ATM.
PSP e SIBS adopta contra-medidas
Por razões de segurança a PSP não quis adiantar que tipo de dispositivo foi usado nem como se processam os furtos, garantindo apenas que “toda a actuação policial antes, durante e depois das ocorrências tem sido coordenada com as entidades responsáveis (SIBS)” para tomar “contra-medidas adequadas”.
Fonte oficial do Comando Metropolitano da PSP de Lisboa admitiu ainda que os arguidos podem fazer parte de um “grupo mais vasto com actuação a nível europeu”.
De resto, o número de furtos fala por si. No espaço de quatro dias, entre 5 e 8 de Fevereiro, foram consumados 42 crimes desta natureza - sempre ao cair da noite e de madrugada - em vários concelhos da Grande Lisboa e também da Margem Sul (Lisboa, Loures, Cascais, Almada, Moita e Barreiro).
A investigação deste esquema foi incluída num único inquérito, a cargo da Unidade Especial de Combate ao Crime Violento, do departamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa, e será executada pela PSP.
«Sol»

DESPORTO: Prova de Seleção para os Campeonatos do Mundo

O II Duatlo de Montemor-o-Velho, marcado para 30 de março, vai ser prova de seleção para os Campeonatos do Mundo e da Europa de Duatlo, nos escalões de elite, sub-23 e juniores.
O Mundial vai realizar este ano em Pontevedra, na vizinha Espanha, a 31 de maio e 1 de junho, ao passo que o Campeonato da Europa de Duatlo disputa-se em agosto, dias 23 e 24, em Weyer, na Áustria.
Depois dos Duatlos de Rio Maior e Arronches, será, pois, em Montemor-o-Velho que os atletas terão a sua terceira prova de seleção. Os atletas de elite e sub-23 que queiram ir ao Mundial ficam ainda com a obrigatoriedade de competir em Torres Vedras, a 11 de maio, naquela que também será etapa do Nacional de Clubes.
Para o apuramento serão contabilizados os dois melhores resultados das quatro provas de seleção. No caso do Mundial para a elite e sub-23, serão divulgados os seleccionados até 15 de maio e, nos restantes casos, após publicação da "Start List" ITU.
O II Duatlo de Montemor-o-Velho, disputado na distância Sprint, integra o Circuito Regional Centro e é uma organização do Atlético Clube Montemorense, com o apoio da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho e da Federação de Triatlo de Portugal.
«FTP»

Carnaval 2014 em Alpiarça é no Domingo




No Domingo de Carnaval, dia 2 de Março, não fique em casa venha divertir-se, assistir e participar no Corso Carnavalesco de Alpiarça, que partirá do Jardim Municipal pelas 15 horas e terminará com 2 voltas à Escola EB 2,3/S de José Relvas.
«CMA»

SÁBADOS A CONTAR

Sentadinhos em almofadas, para começar a história...


E começou...
"O Castigo das lanternas Mágicas", um conto chinês onde foram focados alguns valores a transmitir às crianças: elogiar quando se faz um bom trabalho, trabalhar honestamente para o sucesso, é errado roubar, mentir, é importante saber agradecer e retribuir, continuar as tradições das nossas gerações anteriores e tantos outros tão importantes
«CMA»

VANDA NUNES: Alpiarça perdeu uma boa presidente para Lisboa ganhar uma grande profissional

Congratulo-me muito ao tomar conhecimento do percurso profissional da ex-presidente da nossa Câmara, Vanda Nunes.
Lendo e vendo integralmente tudo o que se encontra publicado no Alpiarcense  chego à conclusão que a minha teoria de então estava correcta.
Foi um grande erro o PS de Alpiarça ter retirado Vanda Nunes da lista de candidata a presidente da Câmara para em seu lugar ir Sónia Sanfona que acabou por ser a grande derrotada.
Vanda Nunes seria uma grande presidente e muita coisa seria capaz de fazer pela nossa terra.
Demonstrou-o e bem quando desempenhou o cargo de presidente, por poucos meses, daquilo que fez e daquilo que seria capaz de fazer.
Os socialistas alpiarcenses não lhe reconheceram capacidades de liderança e muito menos qualidade para  ser candidata a presidente da Câmara.
Bem caro pagaram pela ‘troca’ e bem caro continuam a pagar pelas más escolhas que continuam a fazer.
Tiro o ‘chapéu’ a Vanda Nunes e dou-lhe os meus sinceros parabéns pelo caminho de sucesso que foi trilhando desde que deixou a presidência da Câmara de Alpiarça
Um caminho profissional de sucesso que não está ao alcance de qual um.
Alpiarça perdeu uma boa presidente para  Lisboa ganhar uma grande profissional
Noticia relacionada:

Portugueses pagam IMI acima do valor das casas

Os portugueses pagam pelo IMI mais do que o valor das casas, tendo a Deco (Associação de defesa do consumidor) exigido às Finanças que, no cálculo do Imposto Municipal sobre Imóveis, seja automática a actualização do valor patrimonial das casas, em função do preço por metro quadrado e da idade, avança hoje o Jornal de Notícias (JN).
O preço por metro quadrado de construção e a idade das casas são dois dos factores que mais pesam na determinação do valor patrimonial tributário (VPT), sobre o qual incide o IMI.
No entanto, escreve o JN, como nada obriga o Fisco a mudá-los de forma automática, o proprietário apenas se habilita a pagar menos imposto se tomar a iniciativa de pedir uma actualização do VPT do imóvel.

A Deco, que criou um simulador, fez as contas e apresenta casos em que a poupança pode chegar aos 110 euros.
«NM»

VANDA NUNES: Ex-presidente da Câmara de Alpiarça na rota do sucesso

Vanda Nunes
Sou uma filha de Alpiarça que está longe da vista mas sempre muito perto do coração. Por vezes, para me manter sabedora do que se passa na que sempre será a minha terra, gosto de ver a sua publicação.

Na qualidade de seguidora do Jornal Alpiarcense gostaria de partilhar consigo um percurso feliz e merecedor do nosso orgulho enquanto Alpiarcenses:

Vanda Nunes, a ex Presidente de Câmara de Alpiarça, dando continuidade ao trabalho que iniciou na Comissão Regional de Lisboa e Vale do Tejo, tem trabalhado no ultimo ano com o Presidente da CM de Lisboa, Dr. António Costa, na construção da Estratégia da Cidade enquanto Capital Oceânica. Foi em 2012 nomeada para integrar o Fórum do Atlântico, em representação de António Costa, órgão que foi responsável pela definição do Plano Mar Portugal. 

Em Dezembro passado, foi representar Lisboa na Conferência Europeia do Atlântico, tendo apresentado os projectos que o Município tem como Capital do Mar nos diferentes programas de desenvolvimento: Economia, Conhecimento, Inovação, Turismo, entre outros.


Sendo o tempo de agarrar as oportunidades dos novos fundos europeus, e por isso o momento de concretizar obra também nesta área, para o que o Dr. António Costa acaba de convidar a Dra. Vanda Nunes  para trabalhar com o Executivo, dos diferentes pelouros, neste desafio tão importante para o futuro da cidade e da região de Lisboa. 


A nossa Ex Presidente cessou assim funções como Administradora da Emel para abraçar com a dedicação e profissionalismo que lhe é reconhecido, mais um grande desafio num contributo fundamental para a Região e para o País.


 link da conferência:


 http://www.fem.pt/lac2013.

 A.F.L.F.

A ex-presidente Vanda Nunes na Lisbon Atlantic Conference 29Nov11 - Opening - Ms. Vanda Nunes








quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Curiosidades que pouca gente sabe


A história das pressões da água e mudanças de contador sem motivo, já que muitos haviam sido mudados há um ano ou dois, é muito curiosa. Um dia destes alguém, que conhece os meandros da questão irá contar o porquê. Nunca é demais sabermos por que razão as coisas acontecem.

Muita gente ainda pergunta por que razão um consumidor de água do concelho da Chamusca que consome a mesma quantidade de m3 de um consumidor de Alpiarça paga menos 2.00€ a 3.00€ na factura!? 
Curiosidades que pouca gente sabe.
Um assunto que deveria ser explicado aos munícipes de todos os concelhos parceiros da AR mas, que parece não ter importância nenhuma para ser falado.
Depois dizem que as pessoas só falam daquilo que não tem importância nenhuma e não olham para os "milhões" investidos!
Pois é. É por estas e por outras... 


CARNAVAL INFANTIL

Agrupamento de Escolas José Relvas 


28-FEVEREIRO-2014
10H00
CONCENTRAÇÃO
Escola EB1 Prof. Abel Avelino 
PERCURSO
Em torno da Escola Sede
«CMA»

Presidente da Câmara não mente aos vereadores e muito menos à população

Mário Pereira, Presidente da Câmara
 Municipal
de Alpiarça

JA contactou Mário Pereira, presidente da Câmara de Alpiarça para que nos informasse se os vereadores Francisco Cunha (TPA) e Pedro Gaspar (PS) tinham aceite o seu convite para que vissem pessoalmente onde está o gradeamento da “Casa Museu dos Patudos” conforme noticiamos neste jornal (ler: Os vereadores da oposição foram à ‘Romaria’?)
Mário Pereira confirmou-nos de que os mesmos irão hoje, quinta-feira de tarde fazer uma "visita de estudo" ao estaleiro da “Zona Industrial para verem com os próprios olhos o que o Presidente da Câmara já lhes tinha garantido há muito tempo.
O presidente disse a este jornal com palavras sinceras e de convicção que a falta de desconfiança por parte dos vereadores em não acreditarem  na sua palavra quando disse que o “gradeamento estava em Alpiarça mais não é do que uma  “ uma grande deselegância relativamente a palavra do Presidente. o que lhe permite “imaginar que estas pessoas acham possível ser-se presidente de uma Câmara e mentir aos seus vereadores e a população.” 
Mário Pereira adiantou-nos ainda que a  "escola" dos vereadores  e a sua falta de “carácter  leva-o a achar  tudo  “muito estranho” para acabar por dizer ao JA que  levar os vereadores da oposição ao Estaleiro foi a única maneira de tentar terminar com a suspeição que constantemente era lançada”  mesmo que “agora, se calhar, mesmo com o gradeamento na frente, vão inventar outros problemas do mesmo "quilate" e com o mesmo tipo de importância para a população”.

O MISTÉRIO DO GRADEAMENTO DOS PATUDOS

Passei agora uma vista de olhos por aquilo que se vai dizendo acerca da nossa terra; a favor ou contra os nossos políticos locais e, a propósito de tudo isto, nomeadamente do tão polémico gradeamento dos Patudos, é interessante o que escreve um comentarista a este propósito e que passou quase despercebido:
"A forma "matreira" como foi convidada a oposição para em "romaria" ir ver o gradeamento que "já se encontra em Alpiarça", convence poucas pessoas que conhecem a forma de actuação dos políticos. Por que não dizer aos vereadores ou a quem interessado para caso tenham dúvidas, se dirigirem a tal sítio (a qualquer hora de expediente) falarem com o funcionário que certamente estará ao corrente da situação e vejam o que querem ver?
Que diabo! O presidente tem mais que fazer do que andar a mostrar gradeamentos em visitas guiadas!
Esta resposta do presidente não convence ninguém que tenha sentido prático das coisas. É evidente que estas reacções de Mário Pereira, quer queiram quer não queiram, só servem para adensar ainda mais o mistério do gradeamento retirado do património dos Patudos.
É de lamentar que uma coisa tão simples, como a retirada de um gradeamento, em resultado de obras de remodelação da Casa Museu de José Relvas em Alpiarça, se transforme em notícias de primeira página e comentários avulsos, nos meios de comunicação."
Como vemos, opiniões e pontos de vista não faltam.
Noticia relacionada:
"Alpiarça está tão bem servida de oposição como est...



NR: Caro leitor e comentarista  JA aconselha-o a ler  o depoimento de Mário Pereira, presidente da Câmara Municipal de Alpiarça sobre o tema e que vai ser publicado dentro de algum tempo
 A noticia está a ser actualizada

Alpiarça está tão bem servida de oposição como está de dinheiro

Dizem que Alpiarça não passa da ‘cepa-torta’ com este executivo comunista porque nada faz mesmo que todos saibamos  que a Câmara não tem receitas próprias  para  fazer qualquer investimento por conta própria
É possível que assim seja e até estou de acordo, em parte, mas uma coisa é certa: nada falta na nossa terra e de tudo um pouco temos, mas acima de tudo, vivemos em paz social, excepto na politica, e raramente acontece algo de anormal por estas bandas.
Mas há uma coisa que já começa a ser uma certeza: temos uma oposição que não presta para nada e que já demonstrou que iniciativas não tem nenhuma.
A única satisfação que tenho é que felizmente nenhum dos vereadores foi eleito presidente porque se tivessem sido teria a certeza que Alpiarça seria um enorme marasmo porque tudo continuaria como está, salvo uma ou duas hortas de nabos e nabiças e um ou outro emprego para mais meia dúzia desempregados mas pertencentes aos partidos ganhadores.
Uma oposição que não merece credibilidade nenhuma como fica demonstrado pela recusa em ir ver onde está o gradeamento dos patudos e que tanto criticaram o actual executivo.
Mal por mal que fiquemos como estamos porque a oposição não merece qualquer confiança e muito menos consegue demonstrar que era capaz de tomar conta dos destinos de Alpiarça.

Os vereadores da oposição foram à ‘Romaria’?

Vereador Pedro Gaspar (PS)
Terão os vereadores da oposição, nomeadamente o do PS,   aceite o convite que o presidente da Câmara fez na última reunião da Câmara (21-2) para irem em ‘romaria’ ver onde está o gradeamento da Casa Museu dos Patudos?
Oposição, esta que anda há mais de cinco meses a exigir do presidente da Câmara que lhes diga onde se encontra o gradeamento.
Tanto exigiram que Mário Pereira para se ver livre do incómodo fez-lhes a vontade e convidou-os para irem na passada segunda-feira em romaria ver o local onde está o ferro que durante dezenas de anos protegeu o museu.
Vereador Francisco Cunha (TPA)
Um requisito que já vai para cinco meses mas que agora lhes foi satisfeito o seu cumprimento.
A não informarem a população do convite que lhes foi dirigido pelo presidente  mais não é do que um total  descrédito para a oposição porque de credível nada tem já que criticam quem tem a responsabilidade de dirigir os destinos do concelho mas que em nada contribuem para a transparência da verdade.
A não irem e não aceitarem o convite a conclusão só pode ser uma:
Os vereadores da oposição não merecem credibilidade alguma e devem dar o lugar a quem se segue na lista dos eleitos.

Vereador do TPA ‘culpa’ Mário Pereira

Francisco Cunha (foto), vereador do TPA continua obstinado em considerar Mário Pereira, presidente da Câmara como co-responsável da divida que foi feita nos mandatos (PS) de Rosa do Céu e Vanda Nunes.
Mas Mário Pereira descarta tal ‘consideração’ para o vereador do TPA que gosta de estar sempre a bater na mesma ‘tecla’ não consegue separa o ‘trigo do joio’.
É pena!

Número de casais desempregados sobe em janeiro

O número de casais com ambos os cônjuges desempregados avançou 2% em janeiro, face a igual mês de 2013, e atingiu os 13.250.
De acordo com os dados recolhidos pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), no final de janeiro, havia mais 263 casais do que um ano antes a garantirem a sua sobrevivência com as prestações sociais de desemprego pagas pelo Estado.
Em dezembro, o número de casais nesta situação fixou-se nos 12.713, o que representa um aumento de 4,2% em janeiro, em termos mensais.
Segundo o IEFP, no final de janeiro, estavam inscritos nos centros de emprego 669.668 desempregados, dos quais 48% eram casados ou viviam em união de facto, perfazendo um total de 320.572.
O universo dos casais desempregados em que ambos os cônjuges recebem prestações de desemprego representa assim uma fatia de 4,13% do número total de desempregados inscritos sinalizados como casados ou em situação de união de facto.
«NM»

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Desfile de Carnaval Infantil em Alpiarça

AVISO


- Constrangimentos no trânsito -

O município de Alpiarça vem por este meio informar a população que irá decorrer na manhã do próximo dia 28 de Fevereiro, o desfile de Carnaval Infantil organizado pelo Agrupamento de Escolas José Relvas - Alpiarça.
Haverá condicionamento de trânsito na envolvente da Escola EB2,3/S José Relvas e Escola EB1 Prof. Abel Avelino. Assim solicita-se aos condutores que não utilizem as seguintes vias:
Rua dos Lusíadas;
Rua Maestro Virgílio Wenceslau;
Av. da Casa do Povo.
O município solicita que sejam utilizados os parques de estacionamento existentes na zona, nomeadamente na Rua dos Lusíadas, Av. Casa do Povo, Rua Maestro Wenceslau; Biblioteca Municipal e Rua Bernardo Santareno.
Assim o município alerta para que sejam consideradas medidas de segurança rodoviária pelos condutores para que não haja constrangimentos de maior.
«CMA»

A ‘crise’ dos vereadores da oposição

Pedro Gaspar (foto) vereador do PS, como Francisco Cunha do TPA ( que só quer que seja o presidente da Câmara a entregar os papeis em mão própria)  continua a insistir no ‘desaparecimento’ do gradeamento do  Casa Museu dos Patudos quando já foi esclarecido de que o mesmo se encontra em Alpiarça e até já foi convidado pelo edil  para vê-lo com os seus “próprios olhos”.
É para dizer : “Isto é que vai uma crise!”

Como se não houvesse mais nada de importante para resolver.

Xadrez: 3ª Eliminatória da Taça de Portugal 2013/2014


A Casa do Xadrez de Alpiarça deslocou-se no dia 22 Fevereiro ao Bombarral para jogar contra a Casa do Povo do Bombarral , a 3ª eliminatória da Taça de Portugal 2013/2014 .

Ganhámos 4 - 0 !  

Foram os seguintes os nossos resultados parciais:

Bo.23  Casa do Povo BombarralRtg-25  Casa do XadrezRtg0 : 4
16.1
Pinto, Andre Filipe Tempero2016-
Ferreira, Victor Manuel Oliveira Santos20400 - 1
16.2
Santos, Antonio Severino Lourenco Dos1831-
Nascimento, Carlos Manuel Lopes19280 - 1
16.3
Constantino, Paulo Jorge Rodrigues1627-
Vinagre, Antonio Pedro Romao20020 - 1
16.4
Bernardes, Artur Jorge Silva1767-
Diogo, Pedro Filipe Candido19620 - 1


Estamos assim apurados para os 1/16 avos de final da Taça!  A 4ª Eliminatória (1/16 final) vai jogar-se a 5 de Abril de 2014 .

De salientar que também a vitória do Cine Clube de Torres Novas e do GX Peões de Alverca.  Parciais :
Bo.52  CX Colégio Português_BRtg-24  GX Peoes AlvercaRtg0 : 4
13.1
Ribeiro, Rafael Alves Figueiredo1505-
Rebelo, Joao Vitor Gomes19620 - 1
13.2
Soares, Joao Diogo Pedreiro1426-
Santos, Jose Manuel Duarte Coelho Dos18550 - 1
13.3
Silva, Joao Miguel Pereira De Melo So1466-
Rocha, Manuel Fernando Teixeira Da18780 - 1
13.4
Cardoso, Afonso Guilherme Clemente1345-
Dias, Augusto Martins16810 - 1
Bo.16  Cine Clube Torres NovasRtg-58  CX Colégio Português_CRtg3 : 1
14.1
Dias, Jose De Oliveira Gaspar1643-
Dolores, Barbara Daniela Azevedo12621 - 0
14.2
Lopes, Jose Eduardo Dos Santos Tomas1673-
Raimundo, Ines Santos12351 - 0
14.3
Fonseca, Jorge Manuel Barbosa1443-
Oliveira, Beatriz Correia11300 - 1
14.4
Gaiao, Miguel Cabca1125-
Fontes, Joana Ermelinda De Alves11211 - 0

Do Distrito de Santarém, seguem os três clubes para os 1/16 avos da Taça de Portugal 2014 !

A 36ª edição decorrerá entre 22 de fevereiro e 22 de junho de 2014, para apurar o vencedor entre as 58 equipas participantes.

O sorteio para os 1/16 avos de final será realizado em breve...
Segue em anexo foto com todos os resultados desta 3ª eliminatória da Taça, conforme indicado na página da F.P.X. .
Seguem em anexo fotos do encontro da Casa do Xadrez com o Bombarral e  logotipo da Taça de Portugal em Xadrez.

Por: Manuel Barriga/Casa do Xadrez de Alpiarça

Vereador Pedro Gaspar deixa 'recado' ao executivo da CDU

Por: Pedro Gaspar
Deixo para vós, como não podia deixar de ser, os comentários que acharem por convenientes, pertinentes, oportunos e conscientes. 
Mas aceito todos os que contrariarem a lógica do politicamente correcto. Afinal a vida publica é isso mesmo , publica. 
Não faço discriminações no Facebook nem bloqueio "amizades "

Leitora critica o programa do “Dia Internacional da Mulher”

"É como comemorar o 25 de Abril com a cruz suástica em vez dos cravos"



Como já vem sendo hábito desde há largos anos para cá, este é mais uma vez um programa que contraria de forma grosseira o espírito da comemoração do Dia Internacional da Mulher’. Este é um dia que assinala a luta das mulheres pela igualdade de direitos sociais, laborais e de intervenção política. O que vemos neste programa são iniciativas que em vez de lembrarem e celebrarem essas lutas, contribuem para a perpetuação da imagem da mulher como um ser inferior, cuja única finalidade é tornar-se desejável aos olhos do homem (passagens de modelos, fitness, flores, etc.), esse ser superior que acede ao poder e controla a sociedade na qual a mulher é apenas sua súbdita. Se a coisa já era indesculpável nos tempos do anterior Executivo (que tinha uma mulher como Presidente, mas todos sabemos que pouco dotada de inteligência), o que dizer quando um Executivo comunista, supostamente consciente destas questões, insiste em manter em Alpiarça o carácter machista destas celebrações? É como comemorar o 25 de Abril com a cruz suástica em vez dos cravos...
Noticia relacionada:  "COMEMORAÇÕES DO DIA INTERNACIONAL DA MULHER": 

O ‘Circo’ e as reuniões de Câmara

Claro que as reuniões de Câmara não são ‘circo’ nenhum mais às vezes até parece que sim. 
Os assunto levados a discussão são tudo menos que matéria de interesse para quem tem os destinos de Alpiarça nas mãos.
Não passam do mesmo ‘blá-blá’ que em nada dignifica quem os apresenta.
A oposição faz tudo para querer brilhar ou dar nas vistas não enxergando a diferença do inútil para com o  útil
Depois de algumas ameaças tutelares por causa dos documentos que teima em querer que lhes sejam entregues em ‘mão própria’ agora promete estar de pé durante o decorrer da próxima reunião – a acontecer vai ser um espectáculo digo de assistir
Não bastasse, alguns dos munícipes que intervêm no período do público, quase sempre os mesmos, em vez de andarem a jogar berlinde para ocuparem o tempo livre vão para ali queixarem-se de tudo e mal alguma coisa que não interessa a ninguém excepto aos próprios que até nos levam a crer que alguém anda a querer abrir caminho para as próximas eleições de 2017  tal são as suas intervenções desprovidas de qualquer conteúdo
Por este desenrolar de ‘trapalhadas’ qualquer dia os alpiarcenses ainda vão acordar com o soar dos tambores porque na varanda dos Paços do Concelho está um munícipe em trajes indecentes e com o cofre da Câmara- que desapareceu no mandato socialista - a protestar porque não quer que a Câmara seja comunista.

Que S. Eustáquio ponha ordem nesta bagunça.