.

.

.

.

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Lembrar... militares Portugueses mortos e abandonados em terras africanas

De: Eduardo Costa
Também pode ser lido na
página do FB de Eduardo Costa

Quando um Estado baixa ao nível de denegrir e utilizar os seus militares apenas como "carne para canhão" descartavel depois de usada, com a passividade ou cumplicidade dos seus cidadãos, não merece ser Estado.

Com apenas uma ínfima percentagem de uma PPP poder-se-ia resgatar os corpos dos nossos mortos em sepulturas abandonadas em África e entregá-los aos seus familiares.
Se tivesses autarcas dignos, no mínimo deveriam pugnar por criarem um memorial concelhio que recordassem ás gerações presentes e vindouras todos quantos desde a fundação da nacionalidade, deram a sua vida por todos nós, em vez de rotundas rodoviárias.


Lembrar... militares Portugueses mortos e abandonados em terras africanas.
Publicado por Manuel Augusto Marques em Quarta-feira, 28 de Janeiro de 2015

Leitor ficou curioso com os aparelhos de resistência montados em Alpiarça

Do nosso leitor e colaborador Gabriel Tapadas Marques recebemos  as fotos que publicamos mais abaixo  onde  nos dá a conhecer que o uso de tais aparelhos  no Brasil são conhecidos por:  “ academia ao ar livre”.


BIBLIOTECA MUNICIPAL DE ALPIARÇA


BIBLIOTECA MUNICIPAL DE ALPIARÇA 
Dr Hermínio Duarte Paciência 
SÁBADOS A CONTAR


Portugal «de novo, país de emigração»: 110 mil emigraram em 2014

Cerca de 110 mil portugueses emigraram em 2014, tal como no ano anterior, revela o Relatório da Emigração elaborado pelo Governo, segundo o qual Portugal é «sobretudo, de novo, um país de emigração».
O documento, da autoria do gabinete do secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Cesário, indica que no ano passado, houve cerca de «110 mil saídas», o mesmo que em 2013, valores «da ordem dos observados nos anos 60/70 do século XX».
«Hoje Portugal é, sobretudo, de novo, um país de emigração», à semelhança do que se verificou entre 1974 e o início do século XXI, lê-se no relatório, hoje divulgado pelo executivo.
«DD/ Lusa»
Por:
Gabriel Tapadas Marques

Como se devem sentir humilhados, a patrulha da GNR e a população de bem. Comete 2 roubos em 8 dias, apanhado em flagrante e não é enquadrado como reincidente. Fica na rua para roubar á vontade ou fazer justiça pelas próprias mãos aos elementos da GNR que os prenderam? Espero que isso não aconteça.
Pensava , e costumo dizer aos meus amigos brazucas que a lei em Portugal é rigorosa, mas vejo que está quase como aqui.Ou pior, pois aqui se tivesse reincidência, num espaço de 8 dias, não havia juiz nenhum que não lhe aplicasse prisão preventiva ou temporária. Só vejo uma lacuna nesse juiz, reincidência não devia ter despachado termo de residência.
No Brasil só os (politicos) e corruptos, são presos e soltos com habeas corpus. Esse alvará no Brasil é utilizado mais que a ponte Salgueiro Maia.
Acho isso uma vergonha para a sociedade, que trabalha, sofre, paga seus impostos etc .... 
Noticia relacionada: "DETIDO EM FLAGRANTE POR TENTATIVA DE FURTO": 



Com o vereador António Moreira, a "montanha pariu um rato"


Afinal, a montanha pariu um rato! Com que então estavam à espera que o sr. António Moreira falasse do dito "recolector do lixo" na reunião de câmara, não é verdade? Então ainda não viram que há um género de pacto implícito entre os eleitos super democratas de Alpiarça para desvalorizar o assunto relativo ao dito cujo? Que isso é tabú que não pode nem deve ser discutido em reunião de câmara? Que este é um caso de lana caprina. Que o importante para a oposição é falar apenas dos contentores que não têm tampas, dos maus cheiros dos contentores, dos monos que estão junto aos contentores. Para quê tampas nos contentores se há munícipes que os deixam abertos e encostam as tampas à parede, conforme ouvimos no vídeo da reunião? Ainda não perceberam que as CAUSAS dos maus cheiros não interessam nada aos nossos autarcas, sendo esta do "recolector" uma causa menor? Não ouviram o executivo dizer que o problema reside nos cidadãos que não têm civismo? Que falar insistentemente nos assunto dos lixos municipais é pura má-fé de quem não tem mais nada para dizer ou fazer? Nem o senhor coronel que se preocupa tanto com um simples buraquinho na via pública, com aquilo que se disse e não disse, tem a coragem de questionar o executivo no sentido de saber o porquê da preocupação de tantos alpiarcenses relativamente a este assunto: TERÁ O EXECUTIVO CDU PLENO CONHECIMENTO DOS FACTOS? Por incrível que pareça, é uma pergunta tão simples e tão fácil, sem qualquer ofensa pessoal ou institucional mas que ninguém (sabe-se lá porquê?) tem a coragem de fazer. Dispara-se sobre cidadãos desconhecidos que causam danos públicos de ordem vária e, como desconhecidos que são, não podem ser responsabilizados. Aqueles que se conhecem e estão referenciados desde há anos, nem sequer são interpelados ou admoestados no sentido de cessar a prática estranha e lesiva do interesse público, na óptica de grande parte da população de Alpiarça. 
Um dia, alguém terá de explicar a razão deste silêncio. 
Noticia relacionada: "DELIBERAÇÕES E VÍDEO DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMAR...": 

terça-feira, 3 de novembro de 2015

A "estreia" do Presidente da Câmara nos "aparelhos de resistência muscular"

'Estreia', em passo de caminhada, dos aparelhos de resistência muscular no espaço junto às Piscinas municipais, hoje, ao fim da tarde.
É para continuar.

«Texto e fotos de Mário Pereira»

DETIDO EM FLAGRANTE POR TENTATIVA DE FURTO



No dia 3 de novembro, pelas 02h30, militares do Posto Territorial de Alpiarça, detiveram em flagrante delito um indivíduo português, de sexo masculino, com 30 anos e residente em Almeirim, por tentativa de furto num estabelecimento comercial.
Os militares de serviço, durante o patrulhamento à vila, detetaram 2 indivíduos munidos com pé de cabra e chave de fendas, a tentar arrombar a porta do escritório / vendas do Posto de Combustível da BP em Alpiarça.
Aquando da abordagem, um dos indivíduos conseguiu a fuga apeada, para parte incerta, sendo o outro detido. Durante a revista de segurança foi apreendida uma arma branca (navalha).
Os indivíduos já estão referenciados por outros furtos, e já foram detidos no dia 22 de outubro em Alpiarça, por furto num Quiosque em Abrantes. Por ordem da Exma. Procuradora de Turno, ao indivíduo foi-lhe aplicado Termo de Identidade e Residência (TIR), tendo o processo baixado a inquérito.

DELIBERAÇÕES E VÍDEO DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE ALPIARÇA DE 30-10-2015

DELIBERAÇÕES DA REUNIÃO DE CÂMARA DE 30 DE OUTUBRO DE 2015


REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE ALPIARÇA, REALIZADA NO DIA 30 DE OUTUBRO DE 2015, NO AUDITÓRIO DOS PAÇOS DO CONCELHO.
Presenças: Mário Fernando Pereira, Presidente e Carlos Jorge Duarte Pereira, João Pedro Arraiolos, Pedro Miguel Gaspar e António da Conceição Moreira (em substituição temporária de Francisco Saturnino Cunha), Vereadores.
Deliberações da 20.ª Reunião Ordinária da Câmara Municipal, que teve lugar no dia 30 de Outubro de 2015.
ANTES DA ORDEM DO DIA
Ata n.º 17, da reunião realizada em 25 de setembro de 2015. Retirada por falta de quórum.
PERÍODO DA ORDEM DO DIA
Ponto 1 - Agradecimento do Centro de Apoio Social e a Comissão de Festas de 2015, de Vale de Cavalos, sobre o apoio prestado pela Câmara Municipal de Alpiarça, na Festa em Honra da Nossa Senhora dos Remédios que decorreu entre os dias 28 a 31 de Agosto de 2015. Requerente: Comissão de Festas em Honra Nossa Senhora dos Remédios 2015.
A Câmara Municipal tomou o devido conhecimento.
Ponto 2 - Agradecimento à Câmara Municipal, pela receção dos alunos da Turma CEV de “Turismo, Agricultura e Desporto”, permitindo a realização da prática simulada na área vocacional de Desporto e Turismo. Requerente: Agrupamento de Escolas de José Relvas – Alpiarça.
A Câmara Municipal tomou o devido conhecimento.


Ponto 3 - Protocolo da “Loja dos Patudos”, a celebrar entre a Câmara Municipal de Alpiarça e a Sociedade Agrícola da Quinta da Lagoalva de Cima, S.A. , e tem por objeto operacionalizar o funcionamento da “Loja dos Patudos”, existente junto ao Complexo Turístico, localizado no espaço da Quinta dos Patudos. Município de Alpiarça
A Câmara Municipal tomou o devido conhecimento.
Ponto 4 - Relação de todas as adjudicações efetuadas ao abrigo do parecer genérico de 25/10/2013 – Período de 01/09/2015 a 30/09/2015. Informação Interna n.º13/2015/Contratação Pública
A Câmara Municipal tomou o devido conhecimento.
Ponto 5 - Emissão de Parecer Prévio Vinculativo Para Celebração de Contrato de Prestação de Serviços de Segurança e Saúde no Trabalho e Respetiva Autorização Para Assumir o Compromisso Plurianual. Município de Alpiarça – Proposta N.º 28/2015/VJPA.
Apreciado o assunto, a Câmara Municipal deliberou, por unanimidade, aprovar nos termos propostos.
Ponto 6 - Emissão de Parecer Prévio Vinculativo Para Celebração de Contrato de Prestação de Serviços de Serviços de Renting de uma viatura de 9 lugares para Transportes Escolares, pelo Período de 3 anos, e Respectiva Autorização Para Assumir o Compromisso Plurianual. Município de Alpiarça – Proposta N.º 29/2015/VJPA.
Apreciado o assunto, a Câmara Municipal deliberou, por unanimidade, aprovar nos termos propostos.
Ponto 7 - Licença especial de ruído para um evento a realizar nos dias 31 de Outubro a 1 de novembro, no horário compreendido entre as 21h e as 02h. O evento irá realizar-se no Bar da Música, em Alpiarça. Requerente: Alfredo José Martins Gaspar.
Apreciado o assunto, a Câmara Municipal deliberou, por unanimidade, aprovar nos termos propostos.



«Fotos CMA»

ASAE instaurou 221 processos-crime relacionados com vinho na última década

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) fiscalizou, na última década, 3.800 operadores, apreendeu 7,4 milhões de litros de vinho e instaurou 221 processos-crime no âmbito de ações de fiscalização no setor vitivinícola.
Segundo os dados a que a Lusa teve acesso, as principais infrações de natureza criminal foram: existência para venda de vinhos anormais (falsificados, corruptos ou com falta de requisitos), tráfico de produtos vitivinícolas e usurpação de denominação de origem ou de indicação geográfica.
Estão ainda «em curso ações de investigação criminal tendo por objeto a defesa de produtos vitivinícolas de referência nacional sob suspeita de falsificação», indicou a ASAE.
Entre 2006 e 2005, a ASAE instaurou 727 processos de contraordenação relacionados essencialmente com rótulos suscetíveis de induzir o consumidor em erro, falta de indicação do lote ou da natureza do produto, falta de documentos de acompanhamento ou falta de registos de contas correntes.
Destas ações resultou a apreensão de diversos tipos de produtos, nomeadamente mais de sete milhões de litros de vinhos no valor de 4,4 milhões de euros e 49.178 litros de aguardente, no valor de 912 mil euros.
Foram apreendidos também 44 alambiques e destilarias, avaliados em cerca de 68 mil euros, e 243.631 litros de mostos, com um valor estimado de 97 mil euros.
A ASAE é responsável pela fiscalização do setor vitivinícola ao nível da apresentação e rotulagem dos produtos vitivinícolas, circulação e comércio de uvas destinadas à produção de vinho, produtos vínicos e mosto e composição dos produtos de vinho para comprovar a autenticidade e genuinidade dos mesmos.
«Lusa»

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

“ÁGUIAS “ DE ALPIARÇA CONQUISTAM CAMPEONATO NACIONAL

O Clube Desportivo “Os Águias”, de Alpiarça, sagrou-se Campeão Nacional de Clubes de Triatlo 2015, no campeonato masculino e feminino, na última etapa realizada no dia 31 de outubro, à tarde, na Figueira da Foz.
“Os Águias”, de Alpiarça, apresentaram-se nesta derradeira prova já em primeiro lugar no campeonato com as suas duas equipas e resistiu bem aos ataques dos outros candidatos aos respetivos títulos. Apesar do segundo lugar alcançado nesta prova pelas suas equipas, os pontos conquistados anteriormente pelos “Águias”  (50  pontos de diferença em relação ao segundo classificado na competição masculina e 60 pontos na feminina) foram suficientes para as vitórias no respetivo campeonato.Nos segundos e terceiros lugares do campeonato ficaram, nas equipas masculinas, Portugal Talentus e o Garmin Olímpico de Oeiras; nas femininas, Alhandra Sporting Club e  Sporting.
Com estes resultados e em quatro anos, a equipa masculina dos “Águias” de Alpiarça conquistou três títulos de campeão nacional (2012, 2013 e 2015) e um título de vice-campeão nacional em 2014. Por seu turno, a equipa feminina é, também, tricampeã nacional (2013, 2014 e 2015), depois de ter sido vice-campeã nacional em 2012. No total , em quatro épocas e em ambos os géneros, os “Águias” somaram seis campeonatos nacionais e dois vice-campeonatos.
Relativamente à presente época, ainda com uma prova por disputar,  os “Águias” são virtualmente vencedores da Taça de Portugal no género feminino, estando a equipa masculina em segundo lugar , mas dependente apenas de si própria para acumular mais um troféu.
Durante estes quatro anos, os atletas do clube alpiarcense somaram 96 internacionalizações, em ambos os géneros. Aos títulos coletivos conquistados, juntam-se cinco títulos de campeão nacional individual, além de vários pódios.

Homenagem a todos os elementos do corpo de Bombeiros Municipais de Alpiarça já falecidos

Homenagem a todos os elementos do corpo de Bombeiros Municipais de Alpiarça já falecidos, na tarde de ontem, Dia de Todos-os-Santos, no cemitério municipal.
Momento de lembrar e reconhecer todos aqueles que deram o melhor de si ao serviço da nossa população e do nosso País.

«CMA»

ÁGUIAS DE ALPIARÇA

CAMPEÕES NACIONAIS DE CLUBES DE TRIATLO 2015



Faltam trabalhadores qualificados nas áreas com mais emprego

Falta de diálogo entre empregadores e instituições de ensino é "travão no dinamismo do mercado de trabalho português".
De acordo com um estudo realizado pela Hays, consultora de recursos humanos, em Portugal existe falta de “diálogo entre as instituições de ensino e os empregadores”.
Consequentemente, há cada vez mais pessoas qualificadas para áreas com pouco emprego, enquanto outras áreas como o turismo, as tecnologias da informação e engenharias associadas à indústria, não conseguem encontrar profissionais suficientes com qualificações para responder às suas necessidades.
O relatório, realizado em parceria com a Oxford Economics, dá conta de que Portugal está entre os países com maiores problemas de ajustamento entre competências dos trabalhadores e necessidades da empresa, refere o Público.Para o diretor regional da Hays, Carlos Maia, este problema “continua a ser o grande travão no dinamismo do mercado de trabalho português”.
«NM»

domingo, 1 de novembro de 2015

IRS: Dois milhões de contribuintes dispensados da declaração de rendimentos em 2016

 Dois milhões de trabalhadores por conta de outrem e pensionistas vão ficar dispensados de entregar a declaração anual do IRS em 2016, quatro vezes mais do que o número de contribuintes que ficaram dispensados de o fazer neste ano.De acordo com o Diário de Notícias , os números resultam da reforma do IRS (Imposto sobre o Rendimento de pessoa Singular), que alargou o patamar mínimo de rendimento que deixa de ser obrigatório declarar ao fisco.
Segundo explica o periódico, até este ano, apenas os trabalhadores por conta de outrem e os reformados com um salário ou uma pensão inferior a 4104 euros por ano não estavam obrigados a entregar a declaração do IRS. Com a reforma do IRS, este patamar mínimo foi alargado para 8500 euros anuais.
No caso de um casal, nota ainda o diário, esta dispensa está limitada à opção pela tributação em separado - outra das mudanças introduzidas com a reforma do IRS.
«DD»