.

.

.

.

quinta-feira, 31 de julho de 2014

Câmara não gastou dinheiro com a RTP

Segundo Mário Pereira, presidente da Câmara Municipal de Alpiarça, o executivo “não gastou qualquer verba” com a cobertura do programa “Aqui Portugal” da RTP no Festival do Melão.
Limitou-se apenas a dar apoio logístico a todo o ‘Staff’ do canal televisivo contando para o efeito com a colaboração de alguns empresários alpiarcenses, nomeadamente do ramo de restauração

DOS LEITORES: Ninguém deve estar imune à crítica política

Por: R.Y

Ainda bem que há pessoas com distanciamento político, que vêem as coisas por outro prisma.


Sai assim valorizado o Jornal Alpiarcense que muitos dizem detestar e ser até um blogue pouco ético, incómodo e sem importância. Se calhar lá terão as suas próprias razões. Só que não se pode ter a pretensão de agradar a toda a gente da política, quando se dá voz a todos eles.
O recado é também para aqueles lobos, que por vezes vestem a pele de simples cordeiros.
Ninguém deve estar imune à crítica política. Cada um que assuma os seus actos e responsabilidades.
O JA existe para noticiar e para que todos tenham voz e digam de sua justiça. O resto, não nos cabe a nós julgar.

Noticia relacionada:
"OS DOCUMENTOS SOLICITADOS PELO VEREADOR DO TPA": 

Para o vereador do TPA o presidente da câmara poderá vir a perder o mandato

Quem o disse foi Francisco Cunha na última reunião de Câmara. Tudo por causa do “mistério da documentação”

Mário Pereira, presidente da Câmara Municipal de Alpiarça

Nada  impossível mas tudo  possível

EIS A QUESTÃO PRINCIPAL:

Onde estarão os argumentos sólidos para a perda de mandato do actual presidente?
Ninguém o diz e muito menos justifica as razões. Logo será: mera especulação ou simples ameaças.

“ O senhor pode vir a perder o mandato”

Quem o disse foi Francisco Cunha na última reunião de Câmara.
Actualmente e juridicamente a legislação é um autêntico emaranhado, pior do que uma “manta de retalhos” onde a justiça funciona como a burocracia administrativa que deveria ser cega mas  tem sempre  “olho aberto”  para ser  capaz de condenar um inocente.

EXISTE APENAS UMA VERDADE:

Francisco Cunha não perdoa a Mário Pereira a “recusa” na entrega de documentos e promete fazer subir o caso às mais altas instâncias  mas agora com a ameaça da “perda de mandato”.
A acontecer surpreenderia milhares de alpiarcenses para passar a ser  um inédito acontecimento a nível nacional.
Das embrulhadas que começa a existir e a falta de diálogo entre os eleitos, apenas uma certeza está comprovada:
A amizade e respeito pessoal que havia de Mário Pereira para com o vereador do TPA já não existe porque simplesmente acabou.
Disse-o taxativamente Mário Pereira, bem claro, na última reunião de Câmara, que a “consideração pessoal” e “amizade” particular para com o vereador “acabou” e se o presidente fala para Francisco Cunha é apenas em contexto de  exercício do cargo e em local próprio, isto é: nas reuniões de Câmara.



Como se não chegasse, Mário Pereira, impediu o eleito do movimento TPA de falar ou pedir o quer que seja aos funcionários da Câmara que tem assento na mesa das reuniões e muito menos de os questionar sobre o quer que seja.
Noutras palavras: Entre presidente da Câmara e Francisco Cunha as relações “estão cortadas”.
Outra coisa não se poderia esperar!

CONVICÇÕES:

Pela convicção de Francisco Cunha, quando afirma que Mário Pereira “pode vir a perder o mandato” só poderemos imaginar que algo de grave deve vir a caminho, se alguma vez vier
Resta a dúvida se o “agoiro” de Francisco Cunha será tão forte e bem argumentado que Mário Pereira não chegará ao fim do mandato.
Isto de querer fazer com que quem foi eleito maioritariamente não termine o mandato tem muito que se lhe diga porquanto os tribunais nem sempre vão na cantiga do “Ministério Público”.
Vejamos o caso recente do presidente da Câmara de Santarém: o Ministério Publico pediu a dissolução da Câmara e a consequente perda de mandato do seu presidente para depois o Tribunal Administrativo e Fiscal de Leiria considerar sem qualquer fundamento a queixa apresentada pelo Ministério Público mesmo que a situação seja um pouco diferente e mais grave do que na Câmara de Alpiarça.
Na Câmara de Santarém, a base do pedido, assentava numa estranha trafulhice e no insólito pagamento de verbas, vindas sabe-se lá de onde, no valor de 1,8 milhões de euros para obras que nunca chegaram a ser feitas.
Em abono da verdade o município alpiarcense não se mete, e muito menos está envolvido, em algo parecido como Santarém.
O que existe sim, é o presidente que diz ter entregue toda a documentação a quem a pediu e quem a pediu diz que não a recebeu em conformidade com o que solicitou.

AS “COISAS GRAVES”

Haver perda de mandato” por não entregar o que lhe foi pedido não faz muito sentido e muito menos tem bases para o presidente da Câmara ter que voltar a dar aulas a não ser que existam as tais “coisas graves”.
A pedido do presidente da Câmara, na última reunião de Câmara, Francisco Cunha não foi capaz de dizer, muito menos de provar, quais são.

Contornos políticos difíceis de entender para o vulgo cidadão.

ALGUÉM VAI SER DESMASCARADO PUBLICAMENTE:

Resta a certeza que a amizade entre os dois eleitos nunca mais será a mesma restando-nos esperar por algo que brevemente (já confirmado por fonte segura ao JA mas que não podemos adiantar o conteúdo)  vai ser anunciado por uma força politica do burgo onde alguém irá ser desmascarado pelas acusações que faz e teima em continuar a fazer

Por:António Centeio/JA

OS DOCUMENTOS SOLICITADOS PELO VEREADOR DO TPA


Jornal Alpiarcense foi contactado por um responsável da Câmara Municipal para nos informar de  que toda a “documentação solicitada pelo Vereador do TPA, Francisco Cunha" já lhe foi entregue incluindo a “conta corrente do parque de campismo” que  pode também  ser  confirmado no   vídeo da última reunião de Câmara  (ver entre: 02.06.06 e as 02.23.00 do vídeo)
No entanto, segundo nos adiantou o mesmo responsável, a única documentação que   “não lhe foi entregue”, nem será, são “os documentos das AEC: porque estou certo de que há um conflito de interesses, porque ele pretende defender o interesse particular, de uma empresa que é dele e da familia, contra o interesse municipal, ainda para mais num processo que decorre em tribunal por iniciativa da empresa e deleporque está em causa a boa transparência do interesse privado (empresa da família Cunha) e ointeresse municipal(Câmara Municipal).
O responsável ainda nos garantiu de que o executivo da CDU está disposto a facultar osdocumentos da AECa qualquer munícipe, desde que seja solicitado porque os eleitos da CDUnão tem nada a escondere toda a documentação é pública.
Assim quem estiver interessado em ler os documentos deve contactar directamente os  Serviços Administrativos da Câmara  para poder ter acesso aos mesmos.

os 230 deputados, só 33 tem nota máxima na assiduidade


Dos 230 deputados que compõem a Assembleia da República, há 33 que nunca faltaram a uma única sessão de plenário, segundo o Jornal de Notícias. A terceira sessão da XII legislatura terminou esta sexta-feira. As férias de plenário estendem-se até 17 de setembro.
Nas sessões de plenário que decorrem na Assembleia da República, sentam-se no hemiciclo 230 deputados.
Destes, conta o Jornal de Notícias na sua edição deste domingo, 33 tiveram nota máxima no que diz respeito à assiduidade, na terceira sessão da XII legislatura, que terminou esta sexta-feira.
Nuno Serra, Laura Esperança e Carlos Santos Silva, do PSD, os socialistas Ana Paula Vitorino e Idália Serrão, Pedro Filipe Soares, do Bloco de Esquerda, o comunista João Oliveira e Heloísa Apolónia, dos Verdes, são alguns dos ‘bons alunos’.
“É injusta a imagem que alguns eleitores têm dos deputados. Há dias com muitas horas. Pensar em jantar é quase sempre impossível. E voltamos a reunir em finais de agosto”, contou ao Jornal de Notícias Nuno Serra, membro de três comissões.
«NM»

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Medidas de criação de emprego destinadas a jovens


Foram hoje publicadas duas medidas em Diário da República destinadas à criação de emprego jovem. As mesmas podem ser consultadas através dos seguintes links:




Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social
Cria a medida Emprego Jovem Ativo


Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social

Cria o Programa Investe Jovem



ANTÓNIO GAMEIRO RECEBE APOIOS EM TODO O DISTRITO DE SANTARÉM


O atual Presidente da Federação de Santarém do PS esteve ontem à noite em Ourém, onde recebeu o apoio do Presidente da Câmara, Paulo Fonseca, e do líder da Concelhia, João Heitor.
“Sei que estou em casa, mas a minha gente é de todo o Ribatejo”, afirmou António Gameiro, que é natural do concelho de Ourém.
Recandidato à liderança da Federação, Gameiro sublinhou que tem um projeto para o Distrito de Santarém assente em três desígnios: “promover uma reorganização administrativa do território que dê ao distrito autonomia estratégica, garantir e melhorar o acesso das populações de todo o distrito a cuidados de saúde básicos, assegurar o direito universal a uma educação de qualidade e que responda às necessidades da região, sob todos os pontos de vista”.
Hoje, António Gameiro estará na Concelhia de Ferreira do Zêzere, amanhã tem encontro marcado com os militantes de Coruche e na próxima sexta-feira participa num Encontro Distrital de Jovens em Torres Novas.

“Elenco” do PS/Alpiarça “marimbou-se” para o Festival do Melão


 O Presidente da Câmara lamentou, em reunião de Câmara, que as “forças vivas” do P/Alpiarça não estivessem presentes quer na inauguração do Festival do Melão quer também no decorrer do mesmo.
Um “recado” directo e objectivo para o vereador do PS, Pedro Gaspar, que segundo afirmações do mesmo a sua ausência ficou a dever-se a “assuntos” da sua “vida privada”.
Privado  não foi o “boicote” que a concelhia do PS/Alpiarça tentou fazer para que a prova desportiva não se realizasse nas águas da  Barragem dos Patudos mas que não produziu qualquer efeito na sua concretização já que a prova acabou por ter uma das suas actividades levada a efeito nas águas da barragem.

Para Mário Pereira esta ausência e boicote em nada dignifica a principal força politica da oposição o que parece não ter incomodado minimamente o vereador Pedro Gaspar e muito menos o PS/Alpiarça que parece teimar em não estar presente ou representada nos eventos da população, uma população que votou no vereador que parece desconhecer que a sua presença é importante nestes casos.

LEITORES: "Um vereador que não sabe qual é o seu lugar"



Meu caro autor do post (ler:  "OPINIÃO DOS LEITORES: A recomendação ao presidente...": )


Compreendo o seu trabalho em querer defender o indefensável, mas lamento dizer que é infrutífero. O que se pode ver nos vídeos das reuniões de câmara é um vereador que não sabe qual é o seu lugar, que faz números de circo (por exemplo, quando disse que ficaria em pé se não sei o quê, agora levando água da barragem que queria que estivesse límpida como a da torneira, etc etc etc). O que vemos é um vereador que chama mentiroso ao presidente da câmara. Aliás, primeiro diz que sim, que já tem a conta corrente das piscinas ou do parque, já não sei bem nem a nós munícipes isso interessa para nada (só interessa mesmo a ele e ao mentor da tropa). A seguir já chama mentiroso ao presidente quando este afirma o mesmo. Decida-se!


Um vereador que se põe a dar lições ao presidente, e cidadão Mário Pereira que todos conhecemos


 O que vemos é uma espécie de vereador que se põe a dar lições ao presidente, e cidadão Mário Pereira que todos conhecemos, de como governar ou gerir uma câmara e que diz que isso é como governar uma casa ou uma empresa. Ouvi bem??? Diga-me lá, acha que isto tem alguma espécie de credibilidade?
Achei graça também ao mesmo vereador quando diz que o Festival do Melão correu muito bem, mas as pessoas que falaram não estavam bem treinadas. Meu Deus, ele pensa que as pessoas são o quê? Animais amestrados? Essas pessoas devem ficar contentes de saber o que ele pensa delas, o respeito que tem por elas. 
Enfim, é só tristezas atrás de tristezas. Principalmente para a imagem da nossa terra. Oxalá não voltem a eleger esta pessoa, que isto é uma vergonha. 
E ao autor do post desejo (ou talvez não!) boa sorte, que o seu trabalho em encontrar credibilidade no desempenho e na pessoa deste vereador não é nada fácil. 

Combustível de marca branca ganha mais adeptos


A 'popularidade' dos combustíveis de marca branca e dos hipermercados continua a aumentar. Um estudo levado a cabo pela Accenture e pela Associação Portuguesa da Energia (APE), de que o Jornal de Negócios dá conta , revela que praticamente metade dos portugueses (48%) já abastecem habitualmente nestes postos.
Além destes que já consomem habitualmente este género de combustíveis, cerca de 53% dos inquiridos declara que têm qualidade semelhante à dos combustíveis de marca.
O estudo aponta para muitas semelhanças na visão que empresas e particulares têm do sector energético. No entanto, a opção por combustíveis de marca branca nas empresas é consideravelmente menor. Só 7% dos inquiridos o refere como primeira opção, quando se trata de despesa a cargo da empresa.
Além disso, 73% de inquiridos manifesta-se pouco ou nada satisfeito com o preço da eletricidade e outros 63% têm a mesma opinião sobre o gás natural.
«NM»

OPINIÃO DOS LEITORES: A recomendação ao presidente da Câmara Municipal de Alpiarça




Meus caros amigos comentaristas, eu já não tenho a certeza se o que está mais incorrecto é o que disse Francisco Cunha, cansado de ser "gozado", se a atitude do presidente Mário Pereira ao não querer encarar a realidade e discutir os assuntos com frontalidade. Ninguém vai para já esquecer a recomendação ao presidente da Câmara Municipal de Alpiarça, emanada da Comissão de Acesso aos Documentos Administrativos, dizendo taxativamente que o Vereador tem todo o direito aos documentos solicitados.
Há que colocar as duas posições na balança e ponderar os factos.

O presidente da Câmara em várias ocasiões, nomeadamente na Assembleia Municipal, terá também saído da sua postura institucional e, ninguém o crucificou por isso.

Eu sei que a táctica de alguns é levar o adversário à exaustão e vencê-lo pelo cansaço, ou então ficar à espera que ele perca a paciência e faça asneira. É claro que nos entretantos podem ouvir daquelas que os cães não gostam, como parece ter sido o caso.
Todavia, como lembra a sabedoria popular, para haver peixeirada tem de haver mercado e respectivas peixeiras ou peixeiros.
Convém lembrar que o presidente da Câmara em várias ocasiões, nomeadamente na Assembleia Municipal, terá também saído da sua postura institucional e, ninguém o crucificou por isso.
Como se costuma dizer: " Amor com amor se paga".

Noticia relacionada:
 "Mais uma “Peixeirada” na última reunião de Câmara":

terça-feira, 29 de julho de 2014

VIDEO DA ÚLTIMA REUNIÃO DE CÂMARA ( 28-07-2014)

Mais uma “Peixeirada” na última reunião de Câmara


O presidente da Câmara de Alpiarça, Mário Pereira, e o vereador da oposição Francisco Cunha, envolveram-se numa peixeirada na reunião do executivo nesta segunda-feira, 28 de Julho.
Ver mais em:

CCBR recebeu de braços abertos jovens que acreditam nos seus sonhos


É com alegria que o CCBR recebeu de braços abertos estes jovens que continuam a acreditar no seu sonho.
O objetivo do CCBR é este mesmo, continuar a trabalhar com crianças, jovens e adultos mostrando a verdadeira magia de tocar um instrumento musical.
Podem trazer um amigo e vir experimentar a tocar um instrumento.


O CCBR deseja a todos Boas férias.....

Este espaço está aberto todos os dias...
Visitem e serão sempre  bem recebidos
CCBR

Alpiarça está com António Costa


"Nao planeei estes vinte anos, nem programei os próximos vinte. A política não é uma carreira. A ação política é a forma que encontrei de viver uma cidadania responsavel, de cumprir o dever de participar na sociedade em que vivemos. De ter a oportunidade de lutar por valores, concretizar ideias, conceber projectos e executá los (...)" António Costa.
Partilhamos convosco estas palavras de António Costa para vos agradecer com mil abraços os 1000likes que dedicaram a esta página Mobilizadora!E tal como as palavras de Costa, que honrosamente citamos, acreditamos no nosso país e acreditamos na nobreza da política quando se dá voz à cidadania e concretização aos valores. MUITO OBRIGADA!
Contamos Convosco, Consigo, Contigo, para Mobilizar a participação nas Primárias e eleger ANTÓNIO COSTA!

Casimira Alves no "Aqui Portugal" (RTP) no Festival do Melão Alpiarça

280 denúncias de perda de água na rede pública

Em cerca de três meses, "centenas de consumidores atentos recorreram ao formulário 'online' [da Deco] e denunciaram 281 perdas de água localizadas em 87 municípios, incluindo continente e ilhas", refere uma nota hoje divulgada pela associação de defesa do consumidor.
A ferramenta 'online' permite a denúncia das perdas de água em qualquer ponto do país, uma informação que é diretamente encaminhada para a unidade responsável pela distribuição de água na zona e para a Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos (ERSAR).
As perdas da água na rede pública, que, em média, se situam nos 40%, mas podem chegar a 80% em alguns sistemas, reduzem a eficiência das entidades gestoras e aumentam os custos, o que acaba por se refletir nas contas pagas pelos utilizadores.
Por isso, na sua campanha de sensibilização para evitar as fugas de água, iniciada a 17 de abril, a Deco defende que a denúncia dos consumidores é fundamental para mudar a situação.
A contribuição do consumidor "é determinante" para a rápida resolução do problema, salienta a associação, que apela à participação dos portugueses para detetarem perdas de água no local de trabalho, na área onde vivem ou quando viajam pelo país.
As utilizações incorretas de água podem resultar de roturas nas tubagens, de regas desadequadas em espaços verdes municipais, de fuga de água na boca-de-incêndio, rega ou lavagens de ruas, por exemplo.
No ano passado, o presidente da ERSAR dizia à Lusa que, em média, cerca de um terço da água distribuída em Portugal não é faturada, por se perder nas ruturas ou por falta de exigência de pagamento, o que representa 170 milhões de euros anuais.
Se a média nacional de água não faturada se situa nos 30%, "há operadores com valores perfeitamente aceitáveis, na ordem dos 10%, ou eventualmente menos, mas no outro extremos estão operadores que chegam aos 70 ou 80%, o que é não aceitável", alertou Jaime Melo Baptista.
Em termos internacionais, são aceitáveis valores de água não faturada de cerca de 15% do total distribuído.
O ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, Jorge Moreira da Silva, também se referiu a esta questão, a propósito da necessidade de apostar na gestão eficiente dos recursos naturais, apontando a existência de, em média, 40% de perdas de água, havendo mesmo alguns sistemas que atingem 80%.
«DN»

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Alpiarça Está Com António Costa

Alpiarça Está Com António Costa
atingiu "1000 Gostos" no Facebook

REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE ALPIARÇA REALIZADA NO DIA 28 DE JULHO DE 2014, NO AUDITÓRIO DOS PAÇOS DO CONCELHO


Estiveram presentes: Mário Fernando Pereira, Presidente; Carlos Jorge Pereira, João Pedro Arraiolos, Pedro Miguel Gaspar e Francisco José Cunha, Vereadores.



PERÍODO DE ANTES DA ORDEM DO DIA

Foram abordados assuntos diversos pelo Presidente e pelos Vereadores.

ORDEM DO DIA

Ponto 1 - Agradecimento sobre cedência espaço da secretaria do Restaurante da Reserva Natural do Cavalo Sorraia e também do Auditório e do Polo Enoturístico da Casa dos Patudos.
Requerente: Fundação José Relvas
Conhecimento: Tomou-se conhecimento

Ponto 2 - Requerimento apresentado por vários Senhores Deputados do CDS-PP, sobre as “Taxa Municipal de Proteção Civil”
Grupo Parlamentar “CDS-PP”
Conhecimento: Tomou-se conhecimento

Ponto 3 - Pedido de emissão de parecer para constituição de Compropriedade do prédio rústico, sito na Quinta da Gouxa, freguesia e concelho de Alpiarça, com a área de 26 240m2, inscrito na matriz rústica sob o art.º 35 da secção 079 e descrito na Conservatória do Registo Predial de Alpiarça sob o n.º 1395.
Requerente: Ana Paula Sardinheiro Laranjeiro da Silva e Paula Cristina Rafael da Silva
Ratificação: Aprovado por unanimidade, conforme pareceres técnicos

Ponto 4 - Proposta de designação do Fiscal Único da “AR – Águas do Ribatejo, EM, SA” - “Martins Pereira, João Careca e associados, SROC, Ld.ª”, representada por João António Carvalho Careca, ROC.
Remeter à Assembleia Municipal 
Proposta do Sr. Presidente Mário Pereira
Deliberação: Aprovado por unanimidade remeter à aprovação da próxima sessão da Assembleia Municipal

Ponto 5 - Emissão de Licença Regime Excepcional de Funcionamento para o Bar “Very-Very”, sito na Rua José Relvas n.º 226-228 em Alpiarça, às Sextas e Sábados, até as 3:00h, não havendo música a partir das 2:00h.
Requerente: Alberto Jorge Agostinho da Silva – Bar Very-Very.
Deliberação: Aprovado por unanimidade.

Ponto 6 - Licença especial de ruído para realização de um evento de karaoke, realizado até às 2h do dia 27 de Julho.
Requerente: Maria Prazeres Cruz Fitas Silva
Ratificação: Aprovado por maioria, com a abstenção do Vereador Francisco Cunha. 

Ponto 7 - Proposta de Moção - Posição do Município de Alpiarça sobre a eventual intenção de encerramento dos Serviços de Finanças.
Proposta do Sr. Presidente Mário Pereira.
Deliberação: Aprovado por unanimidade, com as declarações de voto do Vereador Francisco Cunha e do Presidente da Câmara.

Ponto 8 - Proposta de Edital, Normas e Ficha de inscrição para a Alpiagra-Feira Agrícola e Comercial de 6 a 14 de Setembro de 2014.
Proposta n.º 4 de 2014 do Sr. Vereador Carlos Pereira
Deliberação: Aprovado por unanimidade.

Ponto 9 - Requerimento Sr. Vereador Francisco Cunha a solicitar o agendamento do Parecer n.º 216/2014 da C.A.D.A. Relativo ao Proc.º n.º 206/2014.
Requerimento Sr. Vereador Francisco S. Cunha - PSD/PPD-MPT-TPA
Conhecimento: Tomou-se conhecimento. 

PERÍODO DE INTERVENÇÃO DO PÚBLICO

JS Alpiarça elege novos órgãos


A concelhia da Juventude Socialista de Alpiarça elegeu no passado dia 25 de Julho os seus novos órgãos para um novo mandato. Rodolfo Colhe (foto), de 26 anos, licenciado em Desporto e Atividade Física, é o novo coordenador da estrutura.
Para além deste jovem alpiarcense, foram eleitos para o secretariado concelhia Inês Margarida Martins, Diogo Colhe, Daniela Coelho, Inês D’Avó, Bruno Cunha e Tiago Pedro.
Como Presidente da Mesa da Assembleia Geral de Militantes foi eleito Edgar Vieira, sendo coadjuvado por Tiago Lopes, Telma D’ Avó e André Vieira. 
“Encaramos este desafio com muito otimismo. Esta equipa está pronta para ajudar os jovens de Alpiarça a lutarem por um futuro melhor para a sua terra. Queremos desenvolver o nosso concelho, ao lado de todos os jovens”, afirma Rodolfo Colhe, novo Presidente da JS Alpiarça.

GNR: ÚLTIMAS 72 HORAS”


A Guarda Nacional Republicana de Santarém, nas últimas 72 horas exerceu diversas ações que resultaram em 9 detenções e no levantamento de 106 autos de contraordenação ao Código da Estrada.
O Comando Territorial da GNR de Santarém, desde 25 de Julho de 2014 tem a registar 26 acidentes de viação, dos quais resultaram 1 ferido grave e 9 feridos leves. Foram efetuadas 539 ações de fiscalização rodoviária de que resultaram 9 detenções , salientando-se 4 detenções por condução sob o efeito de álcool, 3 por falta de habilitação legal e 1 por outros motivos. Foram ainda elaborados 106 autos de contra-ordenação por infrações ao Código da Estrada, registando maior número os excessos de álcool, excessos de carga, falta de uso de cintos de segurança, seguidos pela falta de inspeção periódica válida, uso do telemóvel durante a condução, o estado dos pneus e falta de seguro de responsabilidade civil.
Atendendo ao resultado da atividade operacional das últimas 72 horas, verifica-se um número de crimes e infrações por excessos de álcool e excesso de carga preocupantes para a segurança rodoviária, pelo que a GNR alerta os condutores para os perigos provenientes destes comportamentos, sendo esta uma época de festividades locais e de reencontro de famílias no período de férias. Evitem o consumo de álcool, aliado muitas vezes à falta de uso de cinto de segurança e ao uso do telemóvel durante a condução, de forma a que não se transforme uma época festiva em tragédia.

ANTÓNIO GAMEIRO ANUNCIA INICIATIVA DISTRITAL DEDICADA À JUVENTUDE


A ideia é promover um encontro informal de jovens com António Gameiro, recandidato à liderança da Federação de Santarém do PS, “não só para falar da participação dos jovens na política, e da importância dessa participação a nível distrital, mas também para conviver”. O encontro terá lugar já na próxima sexta-feira, em Torres Novas.
O anúncio foi feito ontem ao final do dia, durante a visita ao Acampamento de Verão da JS, em Ferreira do Zêzere. Convidado na qualidade de Presidente da Federação, António Gameiro deixou elogios à JS pela forma “responsável e entusiasmada” como respondeu aos “apelos de participação do próprio PS ao longo dos dois anos de mandato da Federação, nomeadamente integrando as listas de candidatos às autárquicas, integrando os órgãos do partido e participando nas iniciativas, com contributos sempre interessantes”.
Tiago Preguiça, líder da Juventude Socialista Distrital, reconheceu as “oportunidades de integração” que foram dadas à JS e sublinhou a importância desta estrutura enquanto fórum de participação para os jovens na política.
O encontro terminou com o convite à participação de todos no Jantar-Festa da Juventude.
Durante a tarde, António Gameiro esteve em Almeirim, num encontro com militantes e simpatizantes do PS da Lezíria do Tejo, para apresentar as bases programáticas da sua candidatura e para recolher contributos para a sua moção de estratégia.

O documento “Santarém no Rumo Certo” vai centrar-se em três pilares de ação política: a defesa da Regionalização e dos setores da Saúde da Educação. António Gameiro considera indispensável “pensar num reposicionamento regional que potencie o Distrito de Santarém em termos estratégicos; garantir o equilíbrio regional na distribuição geográfica das Estruturas de Saúde e respetivas valências, assegurando o direito de todas as populações do Distrito a cuidados de Saúde Básicos; reestruturar a Rede de Ensino, desde o Pré-Escolar ao Superior, garantindo a sua sustentabilidade mas também o direito a uma Educação com qualidade.
O encontro contou com a participação de Pedro Ribeiro, Presidente da Câmara de Almeirim e da CIMLT – Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo, que sublinhou a ”necessidade urgente de rever o modelo de gestão estratégica de recursos, dado que as incongruências são mais do que muitas e nós, autarcas, tropeçamos nelas todos os dias”. Pedro Ribeiro deixou claro o apoio político ao projeto de António Gameiro, considerando que “se trata de um Presidente de Federação que marca pela qualidade do trabalho e do apoio que tem vindo a prestar à região e que, por isso, deve ser reeleito, porque a região precisa de lideranças fortes, presentes e capazes!

MARIA DE LUZ LOPES RECANDIDATA-SE À LIDERANÇA DO DFMS E APRESENTA MANIFESTO


Maria da Luz Lopes é recandidata à liderança das Mulheres Socialistas do Distrito de Santarém.
A atual Presidente do DFMS - Departamento Federativo das Mulheres Socialistas divulgou um manifesto onde assume as suas motivações pessoais e políticas para apresentar a candidatura.

Caras Camaradas e Amigas,

Portugal e o Ribatejo vivem um dos mais conturbados e difíceis períodos dos últimos tempos.
A atual política da maioria PSD/CDS conduziu-nos a níveis de pobreza inaceitáveis, numa Europa que se pretende desenvolvida. Estamos perante um retrocesso civilizacional. A orientação política deste governo que nos (des)governa, marcada pela austeridade excessiva, tem constituído um obstáculo às conquistas de Abril. A destruição da Escola Pública de qualidade e do Serviço Nacional de Saúde são um bom exemplo da ameaça às funções sociais do Estado. E enquanto a qualidade dos serviços públicos diminui, aumenta continuamente a Dívida Pública e Portugal coloca-se na cauda da Europa, como um dos países onde as desigualdades se acentuam.
É neste contexto, e porque defendo uma sociedade mais justa e solidária, assente numa consciência humanista e com ética, que, após uma profunda reflexão pessoal e incentivada por muitos camaradas, decidi recandidatar-me à Presidência do Departamento Federativo das Mulheres Socialistas do Distrito de Santarém.
Para esta decisão contribuiu, de igual modo, o trabalho desenvolvido como Presidente Federativa, como membro do Secretariado Distrital e como Candidata às últimas Eleições Europeias, experiências que me aproximaram ainda mais dos Ribatejanos e que permitiram o contacto com muitas e muitos simpatizantes do nosso partido. Na assunção deste desafio pesou, ainda, a minha vontade de servir, desinteressadamente, a Causa Pública e de defender a nossa terra. E também porque ambiciono um Portugal onde ninguém fique para trás e onde os jovens encontrem oportunidade de se realizar pessoal e profissionalmente.
Muito embora o Partido Socialista seja um partido pioneiro relativamente à igualdade de género e à não discriminação, a verdade é que, como mulher e como socialista, entendo que o caminho não está terminado. Considero que o Departamento Federativo das Mulheres Socialistas de Santarém tem um papel determinante na afirmação do papel e da voz da Mulher na política, através da promoção de um debate aberto e sem dogmas, com a participação de todos.
Camarada, é nosso dever e obrigação estarmos ativas e participarmos na construção de um Portugal desenvolvido, continuando a promover uma agenda política que abrace não só as matérias às quais as Mulheres são habitualmente mais sensíveis, mas também matérias que dizem respeito a toda a sociedade. É preciso que estejamos presentes e marquemos o debate junto da sociedade civil.
Juntas vamos construir um projeto distrital, aberto a todas, assente na Participação, na Igualdade, na Cidadania e na Transparência, como pilares essenciais da ação política. O desafio que se coloca a cada Mulher Socialista do Distrito de Santarém é que lute por um futuro melhor no Ribatejo, que se quer forte, e por um Portugal mais desenvolvido. Vamos ganhá-lo Juntas.

Pelo Ribatejo, conto com todas
Maria Luz Marques Lopes

POLITICA: António Costa diz que já tem uma agenda (será do tipo da do Marquês de Pombal?!)

Por: Anabela Melão
Valha-nos ao menos isto. António Costa diz que já tem uma agenda (será do tipo da do Marquês de Pombal?!). E é uma agenda para a década: «(…) É claro que parte importante da solução dos nossos problemas exige uma mudança na Europa. É necessário corrigir as deficiências que a crise evidenciou da união monetária, compensar os efeitos assimétricos que o euro tem nas diferentes economias, recuperar os danos sociais e económicos provocados pelo ajustamento, encontrar um novo equilíbrio na gestão dos nossos compromissos que favoreça o crescimento sustentável, a criação de emprego, o controlo do défice e a redução da dívida.

É preciso romper com a visão do curto prazo, com o ciclo vicioso e precário em que o Governo se bloqueou e bloqueou o país, subindo impostos para aumentar a receita ou cortando salários e pensões para baixar a despesa. Portugal precisa de reunir vontades, construir compromissos, mobilizar energias, em torno de uma nova agenda mobilizadora, que garanta consistência, durabilidade e estabilidade. (…)»
Agenda já há, secretárias também, cadeiras muitas .... mas Portugal está cheio de boas intenções ... Como, sobretudo com que capital, se vai dar o milagre? Já há aparições no Rato? Não me admiro nada. O Rato tem por lá tanta beata de sacristia, fieis seguidoras dos seus diáconos, e santinhas dispostas a tudo que vai daí ainda se juntam e fazem uma Obra! 

OPINIÃO: A EUTROFIZAÇÃO que parece afetar a água da Barragem dos Patudos em Alpiarça

Por: J.S

Porque tem havido muitas "tentativas" de explicar o lado inofensivo da "EUTROFIZAÇÃO" por parte de algumas pessoas e entidades com responsabilidades na Barragem dos Patudos, cuja situação anómala tem aniquilado milhares de peixes. Fazendo crer ainda que, a eutrofização não tem qualquer perigo para a saúde pública, esquecendo-se da sua cadeia físico-química que pode alterar radicalmente a ideia de "inofensivo" para o ser humano. Que só os peixes vivem debaixo de água, respiram por guelras e nadam com barbatanas e... mais tanas e badanas, vamos transcrever o que dizem os verdadeiros especialistas sobre a tão falada EUTROFIZAÇÃO que parece afetar a água da Barragem dos Patudos em Alpiarça.


Dizem os especialistas e estudiosos da matéria:



"...A eutrofização refere-se à seguinte sequência de acontecimentos: enriquecimento do meio aquático em nutrientes, crescimento e morte do fitoplâncton, acumulação de detritos, crescimento de populações de bactérias, esgotamento do oxigénio dissolvido e morte dos organismos. 
Na ausência de oxigénio, a decomposição orgânica torna-se anaeróbica produzindo gases tóxicos, como sulfúrico (que causa o cheiro forte característico do fenómeno).
A eutrofização causa a destruição da fauna e da flora de muitos ecossistemas aquáticos, transformando-os em esgotos a céu aberto.
Esse cenário permite a proliferação de inúmeras doenças causadas por bactérias, vírus e vermes..."
...E agora, meus senhores, como é que vamos descalçar esta bota?
Noticia relacionada:
 "Alpiarça é capaz de grandes eventos e mobilizar la...":

Calendário Escolar para o ano letivo 2014-2015 (pré-escolar, básico e secundário)

CARREGUE EM CIMA PARA AMPLIAR


Despacho n.º 8651/2014 do Ministério da Educação e Ciência apresenta o Calendário Escolar para o ano letivo 2014-2015 relativo ao ensino pré-escolar, básico e secundário bem como o respetivo Calendário de Exames para o ano letivo de 2014-2015. 
«E/F»

Campeonato Triatlon Juventude 2014 Alpiarca

IMAGENS


«CMA»

Obstáculos para impedir sem-abrigo de dormir à entrada de edifícios aumentam em Lisboa


Um pouco por toda a cidade de Lisboa estão a ser colocados obstáculos à entrada de alguns edifícios, de forma a “impedir que os sem-abrigo pernoitem no local”, disse à Lusa o coordenador do projeto ‘Um Sem-Abrigo Um Amigo’.
Pelas ruas de Lisboa há mais de oito anos, Duarte Paiva, coordenador da Associação Conversa Amiga, apoia e acompanha o percurso das pessoas sem-abrigo. De acordo com o responsável, a colocação de obstáculos à entrada dos edifícios não é nova, mas tem aumentado: “Estão a multiplicar-se cada vez mais pela cidade”.
Entre os obstáculos, “os mais comuns são a colocação de gradeamentos, a colocação de vasos de plantas de grandes dimensões, blocos de cimento, contentores do lixo, tudo aquilo que possa impedir uma pessoa de pernoitar lá”, disse.
O vereador dos Direitos Sociais da Câmara de Lisboa, João Afonso, reconheceu, em declarações à Lusa, que o que tem sido feito pelos proprietários dos edifícios “não é legítimo, porque estão a pôr objetos intrusivos, alguns deles até podem ser perigosos ou podem estar em saídas de emergência, podem estar junto à via pública e portanto uma pessoa pode cair para cima daquelas coisas e também se magoar”.
Para o vereador, é necessário “informar os donos dos edifícios sobre o que podem e não podem fazer, informar sobre as condições das pessoas sem-abrigo, tentar sensibilizá-los para o problema e, obviamente, em primeiro lugar, tentar resolver a situação das pessoas sem-abrigo”.
Sobre a aplicação de coimas aos proprietários dos edifícios, João Afonso referiu que “é uma alteração à fachada, é uma alteração indevida da via pública”, pelo que “é natural que seja possível autuar”.
O principal objetivo da Câmara de Lisboa é “resolver o problema da pessoa sem-abrigo e resolver o problema dos munícipes ou das empresas que atuam dessa forma porque acham que é a solução que têm à mão, quando não é”, acrescentou o vereador.
No seu entender, as razões que têm levado à colocação de barreiras nos edifícios prendem-se com “o problema de higiene urbana e de sensação de insegurança” por parte dos moradores e comerciantes.
“O que nós tentamos fazer é que eles percebam que não é ao pôr obstáculos, objetos contundentes ou o que quer que seja que se resolve a situação. Não se podem enxotar as pessoas”, disse João Afonso.
Habituado a confrontar com a realidade das pessoas sem-abrigo, Duarte Paiva contou que esta situação acontece “um pouco por toda a cidade”, mas é na freguesia de Arroios onde se identificam mais obstáculos.
A dormir na escadaria da igreja de Arroios juntamente com cinco pessoas na mesma condição, Elizabete Gomes, de 62 anos, contou que teve de sair do edifício onde habitualmente pernoitava por terem sido colocadas grades.
“Há pessoas que não são limpas, deixam tudo sujo e as pessoas reclamam e depois põem estes obstáculos, põem grades”, referiu.
Segundo Duarte Paiva, o facto de os sem-abrigo estarem a ser impedidos de pernoitar em alguns edifícios que outrora eram o local habitual dificulta o apoio das associações, uma vez que “começa a ser difícil localizá-los”.
O responsável lamentou que ainda perdurem mitos e preconceitos em relação às pessoas que estão nesta condição - que são alcoólicos, não querem trabalhar e querem estar na rua: “Não é verdade. Sobretudo nestes dois últimos anos o perfil da pessoa que esta na condição de sem-abrigo mudou muito, pessoas muito mais jovens, pessoas que perderam o seu emprego e que estão na rua”.
A Lusa questionou o gabinete do vereador do Urbanismo, Manuel Salgado, sobre o licenciamento deste tipo de alteração á fachada dos edifícios e sobre a possibilidade de aplicação de coimas, mas ainda não obteve resposta.
«Lusa»

domingo, 27 de julho de 2014

Alpiarça é capaz de grandes eventos e mobilizar largas centenas de pessoas que podem trazer mais valias para Alpiarça em termos promocionais

O evento  no  parque  do  Carril  onde  decorria  a Feira do Melão, com a cobertura televisiva do programa de Jorge Gabriel e simultaneamente as prova  de Triatlo  e  Aquatlo  no  complexo dos Patudos  trouxeram  grande  movimento e prestígio à Vila de Alpiarça


Por: F.M.

Ontem tivemos, sem qualquer sombra de dúvida, a prova provada de que Alpiarça é capaz de grandes eventos e mobilizar largas centenas de pessoas que podem trazer mais valias para Alpiarça em termos promocionais. 

O evento no parque do Carril onde decorria a Feira do Melão, com a cobertura televisiva do programa de Jorge Gabriel e simultaneamente as provas de Triatlo e Aquatlo no complexo dos Patudos trouxeram grande movimento e prestígio à Vila de Alpiarça.
Estão de parabéns todos aqueles que apostaram nestes eventos. Apenas como sinal de preocupação, o seguinte:
Um pouco antes do final das provas na barragem dos Patudos, vimos algumas crianças felizes que mergulhavam e brincavam na água junto à rampa dos barcos. Em certos momentos, no seu ar jovial e confiante de plena brincadeira chegavam a "bochechar" aquela água. Para quem assistiu à matança de centenas de peixes naquele local, pouco tempo antes, não é de modo algum uma situação agradável.
Por isso apelamos aos responsáveis municipais, para que promovam todas as diligências necessárias, no sentido de garantir uma completa tranquilidade e confiança da população local e de todos aqueles que nos visitam, quer em simples lazer, quer integrados em grupos de competição desportiva. E ontem tivemos muitas centenas de pessoas (atletas, apoio técnico, imprensa e acompanhantes) que se deslocaram de vários pontos do País a Alpiarça.
É nossa obrigação, continuar a acolher quem nos visita, com a cordialidade, hospitalidade, segurança e arte de bem receber que, sempre foram orgulho do povo desta terra.
O balanço dos eventos, ao que tudo indica, apesar de algumas nuances políticas mal esclarecidas, parece ter sido positivo para Alpiarça. Contudo, só o tempo o dirá.



Convenção Nacional Mobilizar Portugal

Por: Miguel Sá Pereira

Ontem mais uma vez foi evidente a força e capacidade de mobilização de António Costa, a Convenção Nacional registou uma participação que rondou as 1000 pessoas.

Durante o dia podemos assistir ao debate aberto à população, onde assim podemos sentir o pulsar das preocupações que afetam a população portuguesa.

 A Convenção não se ficou apenas pelo debate, existiu a preocupação de registar os contributos de quem assistiu e participou, distribuindo para o efeito um ficha onde se pudesse dar ideias e contributos para uma sociedade melhor. Esta abertura é a essência da candidatura que se apresenta, onde a concertação de ideias ouvindo todos sem exceção fortalece o Partido e mostra que apelamos à participação de todos.


Os nove temas colocados à discussão mostram a visão, o caminho e o rumo que pretende-se construir, porque para a solução dos problemas atuais, o caminho que levamos de um barco sem rumo que se vai desviando dos obstáculos que lhe aparecem, mostram que estamos completamente errados e que não nos desviamos, pelo contrario vamos embatendo e cada vez mais abrindo uma fissura maior e consequentemente o seu afundamento.

Temos que mudar, não nos propomos caminhar sem saber que terrenos pisamos, queremos aprender com os erros do passado e calcularmos o futuro. Com uma das melhores Gerações, a nivel de quadros de formação, é um "CRIME" convida-los a sair para mostrar, como têm mostrado, o seu valor lá fora.

Usando as palavras de Porfírio Silva, Coordenador da Moção Mobilizar Portugal, não fomos nós que quisemos a Troika, não fomos nós que queríamos ir além da Troika, e apelou a que de uma vez por todas as forças mais à esquerda não se deixem enganar pela Direita e que saiam da sua zona de conforto, de apenas actuarem como Força de Oposição, e participem activamente na criação de uma alternativa Política. Porque o PS não faz Política com quem actualmente exerce uma Politica errada, onde são sempre o mesmos chamados a tapar as feridas que existem pelo nosso País.


Carlos César, Mandatário Nacional (Ex-Presidente da Região Autónoma do Açores), não precisa de apresentações o seu trabalho fala por si. E como disse e bem, António Costa é um Político que não se acomoda, Está sempre presente quando é chamado, e esta é a altura em que o País precisa de ti. É um político com provas dadas que sabe e tem uma grande equipa à sua volta que irá com toda a certeza voltar a colocar Portugal no seu devido Lugar.

Finalizou em grande com António Costa, com um discurso que dispensa palavras, e como se pode ver nos canais noticiosos. É um Homem de Valores, um Politico Serio, que não se contenta com vitórias pequeninas, porque não se dispões a fazer pouco. Quer dar o seu contributo e devolver a esperança aos Portugueses e ao País um Portugal melhor, e nos 50 anos de comomeração do 25 de Abril de 1974, olharmos para tras e dizer, VALEU A PENA!

FORÇA ANTÓNIO COSTA - ESTÁS A MOBILIZAR PORTUGAL