.

.

.

.

sábado, 31 de maio de 2014

A Câmara Municipal de Alpiarça parece andar "enguiçada" com os Lotes 10


Ouvi e vi o vídeo da reunião de câmara com toda a atenção e não me venham dizer que só a oposição é que está mal na fotografia. Isto daqui a pouco não tem pontas por onde se lhe pegue! A oposição faz naturalmente o seu papel. Penso que será isso que esperam os eleitores que neles votaram. A CDU deverá também desempenhar o trabalho para o qual foi eleita pela maioria mas, nunca perdendo a decência e o decoro. Respondendo educadamente e de forma séria às questões colocadas tanto pelos vereadores da oposição como pelo público que participa nas reuniões.
Ouvi falar também pela boca de um munícipe presente, do Lote 10 da zona dos sobreiros - Frade de Cima.
A Câmara Municipal de Alpiarça parece andar "enguiçada" com os Lotes 10.
Estamos a lembrar-nos das grandes trapalhadas do Lote 10 da Urbanização do Eucaliptal, lá para os lados da Casa do Povo, há anos dissecado neste jornal. Agora mais este Lote 10 do Frade de Cima com o problema dos sobreiros...(em tribunal)...dos esgotos…das ligações…dos arruamentos e tudo mais.
O melhor é a Câmara Municipal de Alpiarça ir à bruxa ou então não permitir que se construa em tudo o que é LOTE 10! Onde surgem sobreiros, piscinas muros e toda a sorte de ilícitos!

Noticia relacionada:

'CASA DO BENFICA':A Festa esta a correr muito bem....


Também temos cá campeões!!!!

«Foto de: 'Casa do Benfica em Alpiarça'»

OPINIÃO: Leitor comprometido com o TPA/PSD/MPT e a colagem que Pedro Gaspar está a fazer a cada dia que passa à direita


À primeira vista, este post ("OPINIÃO: Nunca em toda a história da política alpi...") até parece fazer algum sentido. Foi escrito, ou antes criado, com esse intuito, por isso é até natural que assim seja. Até parece vir de alguém descomprometido com a política e os partidos. Alguém superior a essa partidarite alpiarcense que o próprio critica. Alguém muito “parecido” com um Manuel Freilão ou um Álvaro Barreiros ou uma personagem feminina cujo nome agora não me lembro, talvez? Sim, esses “personagens-criações” que não são mais do que a mesma pessoa vezes sem conta para multiplicar virtualmente os apoios cujo autor dos mesmos, se fosse minimamente inteligente, já teria percebido que não existem na vida real. Apesar de eu achar que o mesmo acaba por acreditar nas suas próprias criações virtuais. Um pouco esquizofrénico, eu diria. Ou então inteligente, perverso e manipulador do povo. O mesmo que certamente utilizará estas “qualidades” para atingir os fins menos claros a que se propõe. Os fins que a, apesar de conhecida e reconhecida, esperteza do vereador do PSD ainda não conseguiu perceber. Mesmo contra os seus interesses pessoais. 
Mas voltemos a essas personagens fictícias. O povo, esse, que é quem interessa, sabe bem que não existe ninguém com esses nomes e os que partilham o apelido (estrategicamente escolhido, diga-se de passagem) não apoiam nem nunca apoiaram movimentos eles próprios apoiados pela direita. Faz-me isto acreditar que o autor é alguém que não conhece muito bem este povo de Alpiarça. Muitos anos atrás de arame farpado, talvez?
Ora então o seu post. Quem, intelectualmente honesto, poderá ter a sua opinião, Sr. M. Ramos? Diga-me. Quem, intelectualmente honesto, poderá começar por dizer-se independente e logo a seguir mostrar por A + B que é do mais comprometido possível com o TPA/PSD/MPT? Não me diga que é daqueles narcisistas que não contam com a inteligência dos que o rodeiam?! Parece-me já ter idade suficiente para que a vida lhe tenha ensinado a não menosprezar a inteligência dos outros.
Quanto à questão da participação cívica, é tudo muito bonito. Mas não se esqueça que há eleitos representantes do povo para defenderem o povo. Chama-se a isso Democracia. E o inédito acontece. Eu, que até votei CDU nas autárquicas, é que tenho que estar a defender a importância, o papel, do SEU vereador. Irónico! E não me parece lá muito certo. Deveria ser o senhor a fazê-lo. Acha-o assim tão incapaz?
E há outra questão. Quem, não eleito, com os parafusos todos bem apertados, poderá achar que é imprescindível à vida política alpiarcense? Nunca me passaria pela cabeça, nem a mim nem a 99,9% dos alpiarcenses, querer substituir os legitimamente eleitos por nós nos órgãos para os quais foram eleitos. Se eu quisesse ter esse tipo de participação, tinha-me candidatado por um dos partidos que concorreram. Simples!
Só encontro uma resposta para esta questão de haver quem se queira sobrepor aos eleitos. Só o “criador” é que tem dificuldade de se separar da “obra”. Acertei na “mouche”, certo? Percebo agora o que o presidente quer dizer. Aquilo que você critica, eu percebo. O que me leva até a ir mais longe do que o próprio. O cidadão interveniente nos actos públicos da autarquia (esqueça isso do plural, porque é só um sistematicamente) é o criador, um criador que acredita (com razão, certamente) que o veiculo das suas obras não está à altura de as defender (o veiculo aqui entenda-se o vereador Francisco Cunha). Portanto o epíteto de “braço-direito” não descreve na perfeição a função desse senhor. Ele é o CRIADOR. Ele é o vereador do TPA/PSD/MPT. Mais um pouco será também o vereador do PS, com a colagem que o Pedro Gaspar está a fazer a cada dia que passa à direita, cada dia anulando-se mais e adoptando um estilo que por cá, felizmente, não se via até este mandato. O mesmo estilo que está a fazer com que muitos alpiarcenses se revejam cada vez menos nesta oposição. Um estilo que garantirá sempre a vitória da CDU.
Acabo dizendo que, apesar de também eu ser livre no sentido de que não tenho filiação partidária, considero que os partidos são importantes em democracia. Abomino o seu discurso contra os partidos em geral. Para além de ser um discurso perigoso, soa-me sempre a vir de pessoa que votou sempre ou PS ou PSD / CDS e nos dois casos sentiu sempre goradas as suas expectativas. No fundo um eufemismo para dizer que foi sempre enganado. Eu, felizmente, tenho tido o discernimento de votar em partidos que não me têm desiludido. 

CICLISMO

                                             ENCONTRO INTER-REGIONAL DE ESCOLAS DE CICLISMO

            15 de Junho de 2014 - 10 horas
Complexo dos Patudos
«CMA»

OPINIÃO: Nunca em toda a história da política alpiarcense, houve uma participação tão acentuada nos órgãos autárquicos como agora

Por: M. Ramos

Devo dizer que não estou aqui em nome de qualquer partido do nosso espectro político. Sou um cidadão livre de grilhetas partidárias e assim penso manter-me até ao resto dos meus dias. Acho mesmo que os políticos e respectivos partidos são uns e outros a mesmíssima coisa na sua génese ou essência.
Agora uma coisa é clara para qualquer observador atento: Nunca em toda a história da política alpiarcense, houve uma participação ou se preferirem, uma intervenção cívica, tão acentuada nos órgãos autárquicos como agora, levada a cabo por cidadãos esclarecidos, disponíveis e culturalmente bem preparados. Isso faz com que muita gente, não habituada a estas coisas dos direitos e deveres de cidadania, venha dizer cobras e lagartos dos cidadãos intervenientes nos actos públicos da autarquia. Inclusivamente, insinuando (veja-se a posição do próprio presidente Mário Pereira (CDU) nos vídeos das sessões gravadas) que são "braços direitos" das forças da oposição.
Ora, quando se fazem afirmações desta natureza, há que provar os factos. Como sabemos, até hoje ainda ninguém provou nada. Sendo assim, o entendimento do normal cidadão que assiste a estas peças, é o de que, quem não for a uma Reunião de Câmara ou Assembleia Municipal enaltecer os "feitos gloriosos" da força que controla o poder autárquico, é um inimigo político a soldo dos partidos da oposição. Salvo melhor opinião, parece-nos ser um raciocínio demasiado simplista para gente crescida. Fazer uma crítica ou não estar connosco em determinada matéria ou momento, não significa estar contra nós. E essa separação de águas deve ser feita, com serenidade respeito e inteligência.
Quanto à participação activa dos cidadãos na vida pública deste País chamado Portugal, é um direito que lhes assiste e que ainda está (felizmente) consignado na Constituição da República Portuguesa.
Noticia relacionada:
"OPINIÃO: Quem é que escolhe para presidente um ‘tr...": 

OPINIÃO: Não se nasce mãe

Por: Isabel Faria


Não se nasce mãe. A sério. Como não se nasce uma quantidade de outras coisas. Na volta, nem filho se nasce. É com a mão do nosso pai que nos ampara nas quedas, ou com os braços da nossa mãe que nos apertam nas perdas, que nos tornamos filhos. Acho que comigo foi assim, mais riso, menos riso. Mais livro menos livro, mais bolachinhas de manteiga, menos bolachinhas de manteiga.

Já a Beauvoir escrevia que não se nasce mulher...portanto...

...portanto, mãe não se nasce mesmo. Aliás, eu acho que nem sequer nos tornamos mãe, logo, assim tipo botãozinho on, quando o nosso filho nasce.
Vem depois. Fazemo-nos depois.

Fezemo-nos mãe com a primeira fralda para mudar, com o primeiro sorriso (o mundo pára, mas pára mesmo, quando eles nos sorriem pela primeira vez, não pára ?), com a primeira vez que chora e a gente acha que se chora é porque está a sofrer, ou lhe dói algo, ou não gosta lá muito da gente, ou lhe estamos a fazer mal (afinal, quando somos assim já granditos, é por isso que chora, não é?, e lembramo-nos lá já nós porque raio chorávamos quando tínhamos refegos (mas dos fofos, não dos de agora, mas isso é outra história) pelo corpo todo e chorávamos desalmadamente, como se não houvesse amanhã), quando os deitamos ao nosso colo e lhe damos de mamar, e eles nos colocam a mãozita no nosso peito e nos olham e catrapiscam de sono e abrem muito os olhos com ar de zangados quando, extemporaneamente, pensamos que a refeição acabou, quando vamos a primeira vez ao doutor e começamos a ver o mundo enrolado em percentis, dentes de leite, leites que, afinal, não são O leite, calendários de sopas, horários de biberons, contas de fraldas, quando dão o primeiro passo e nós dizemos a toda a gente, como se, antes do nosso filho, nunca ninguém tivesse, sequer, pensado que os pés serviam para andar. Ou dizem a primeira palavra e a gente repete o feito. Por pombo correio, telegrama...mail, sms e mete no facebook, mesmo que tivesse sido décadas antes do facebook. Ou dos telegramas. 

E depois, por aí fora. Já estamos umas mães com mais alguma formação profissional, quando os deixamos a primeira vez no jardim infantil, mas ainda choramos como se nunca mais os voltássemos a ver. Ou na escola. Ou os entregamos a um médico que, às vezes, a gente, pelo meio deste processo de aprendizagem todo, somos obrigadas a compreender que nos vamos formando em mães, mas em deuses é que a porca torce o rabo, na universidade, nos primeiros fins-de-semana fora, coração desalmado e cabeça à roda, nas saídas à noite, nos namorados e nas namoradas (esta volta a ser uma parte quase tão complicada como a maluca da primeira fralda, garanto a quem nunca tenha mudado uma fralda...ou visto um genro ou uma nora em carne e osso)...
Hii., e naquelas vezes, em que eles olham para nós, como se os filhos fossemos nós e tivéssemos muito que aprender com eles...bem, isso dá cá uma trabalheira a encaixar...

E vai sendo assim, dúvida após dúvida, dia após dia, escolha deles, após escolha deles, beijo após beijo, medo após medo, dor após dor, angustia após angústia, alegria após alegria, sorriso e olhar após sorriso e olhar, que nos vamos fazendo, aos poucochinhos, mães. Digamos, para usar uma linguagem um bocado de gente crescida, que é mesmo um processo de aprendizagem continua. O meu iniciou-se há 24 anos...e dura, e dura. E é tão eterno, mas tão eterno...que não acaba nunca!

E não fossem as perdas ou as ausências que fazem com que os dias nunca mais voltem a ser dias inteiros, não fosse no Domingo passado, por essa Europa fora, terem voltado a soar, duma forma assustadora, os passos assustadores da noite escura da minha infância, e cada dia do meu filho seria o meu primeiro dia de mãe. Assim não pode...tenho séculos de lutas e décadas de partilhas para lhe falar e não o deixar esquecer. Cada dia tem que ter incluído sempre um espaço para revisão da matéria dada,  nesta constante aprendizagem de ser mãe, companheira, cidadã e mulher. Assim seja, pois. Até porque eles não nasceram homens nem mulheres também...vão-se fazendo. E precisam da nossa mão e dos nossos braços para as quedas e as perdas. E do nosso aplauso para as vitórias.

Declarações do Secretário-geral do PS


O Secretário-geral do Partido Socialista apela ao Presidente da República que tome as iniciativas necessárias para que que se encontre uma solução para os problemas dos portugueses. O Partido Socialista renova a disponibilidade para ser parte da solução.
Em reação ao chumbo do Tribunal Constitucional anunciado esta sexta-feira, António José Seguro salientou que a decisão é “uma boa notícia para os funcionários públicos, os pensionistas e os desempregados”. “É boa notícia para a economia nacional e é uma boa notícia para todos os democratas que respeitam a Constituição da República”, sustentou. “O Tribunal Constitucional deu razão ao Partido Socialista”, frisou.
O líder socialista considera “indesculpável que o país tenha um Governo que viola a lei fundamental do país”. Neste sentido, afirma a necessidade de o Presidente da República tomar as iniciativas adequadas para encontrar soluções. “O Partido Socialista está disponível para fazer parte da solução”, assegurou, acrescentando que “todos os órgãos de soberania devem estar disponíveis”

«Fonte: PS/Alpiarça»

DIA MUNDIAL DA CRIANÇA

1 de Junho de 2014


10H00 - XII Concurso de Pesca Infantil (na Albufeira dos Patudos)
PIQUENIQUE
A partir das 10h00 na Reserva Natural do Cavalo do Sorraia
Com: Insufláveis | Pinturas faciais | Jogos | Música ao Vivo | Passeio Mistério | 1.ª Mostra de Espantalhos
10h00 às 18h00 ALPIARTE - Feira de Artesanato
«CMA»

sexta-feira, 30 de maio de 2014

NOVA VIATURA VUCI PARA OS BOMBEIROS MUNICIPAIS DE ALPIARÇA

MAIOR CAPACIDADE OPERACIONAL NO SOCORRO À POPULAÇÃO
INVESTIMENTO DE 230.000 EUROS COMPARTICIPADO A 85% PELO QREN



Os Bombeiros Municipais de Alpiarça irão receber no início do mês de Junho um novo Veículo Urbano de Combate a Incêndios (VUCI), adquirido pela Câmara Municipal de Alpiarça, no âmbito de uma candidatura ao QREN apresentada pelas federações distritais de bombeiros de Santarém, Portalegre e Évora.


Esta nova viatura, totalmente equipada com o mais moderno material, de resposta rápida a acidentes nas áreas urbanas e de combate a incêndios urbanos e industriais, vem colmatar uma falha até agora existente ao nível dos meios existentes nos BMA e reforçará a capacidade operacional dos nossos bombeiros municipais.


Para um valor total de 230.000 euros do investimento, o Município comparticipará com o montante de 34.000 euros, num esforço significativo e continuado – os últimos 3 anos materializam um grande investimento municipal em equipamento para os BMA – de reforço de meios que permitam um rápido e eficaz socorro à população do concelho e da região.


A apresentação pública da nova VUCI, do equipamento de protecção individual entretanto também adquirido e do Comando dos Bombeiros Municipais de Alpiarça irá ter lugar em cerimónia a realizar durante o mês de Junho.
«CMA»

Silva, Pereira e Arraiolos "bem e motivados"


Tudo a postos para a quarta etapa do Campeonato do Mundo WTS, que se realiza este fim de semana noHyde Park, em LondresJoão Silva, João Pereira e Miguel Arraiolos já estão na capital britânica desde quarta-feira ao final da tarde, restando-lhes, esta tarde de sexta-feira, fazer o reconhecimento oficial do percurso de natação.
João Silva e Miguel Arraiolos competiram na etapa anterior, em Yokohama, mas paraJoão Pereira será o regresso ao Mundial WTS, depois da ausência no Japão e o excelente9º lugar conseguido na Cidade do Cabo, África do Sul, que permitiu ao atleta subir sete lugares entre os melhores do mundo: do 18º lugar para o 11º lugar do ranking mundial.
Segundo Bruno Salvador, selecionador nacional que acompanha o trio de atletas do Benfica em Londres, “os três estão bem e motivados para a competição”, existindo as condições ideais para uma prova muito bem disputada, com os irmãos Brownlee a querer ganhar em casa, depois de terem ficado de fora do pódio em Yokohama.
O tiro de partida da prova de Elite masculina está marcado para este sábado, às 14h31 locais, a mesma hora em Portugal continental. A etapa WTS de Londres é na distância Sprint, o que antecipa uma prova um pouco diferente das anteriores já que permitirá aos atletas mais velozes e talhados para percursos mais curtos dar o seu “show”
Nos quatro anos que Londres integrou o circuito WTS, o primeiro lugar do pódio rodou apenas entre dois atletas: Alistair Brownlee e Javier Gomez Noya, o espanhol líder mundial que começou a temporada 2014 fortíssimo com vitórias nas três etapas WTS até agora disputadas.
Leia as declarações dos favoritos no site da ITU e consulte os resultados das etapas anteriores bem como o atual ranking mundial na página oficial do WTS.
«FTP»

ALUNOS DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE JOSÉ RELVAS NO PARLAMENTO DOS JOVENS

Sessão final do Parlamento dos Jovens

«CMA»

MUNICÍPIO DE ALPIARÇA INTEGRA DIRECÇÃO DA APMCH

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DOS MUNICÍPIOS COM CENTRO HISTÓRICO (APMCH)


Na sequência de eleições realizadas na última Assembleia Geral da APMCH, realizada no passado dia 29 de Maio, em Santarém, o Município de Alpiarça passa a integrar os órgãos sociais da APMCH, como vogal da Direcção, para o quadriénio de 2014-2018, cuja presidência caberá ao Município de Ponte de Lima.

A presidência da mesa da AG estará a cargo do Município de Lamego e o Conselho Fiscal caberá ao Município de Santarém. O distrito de Santarém está ainda representado nos órgãos sociais pelos municípios de Constância, Ourém e Tomar.
Foi ainda instituído o Conselho de Curadores dos Centros Históricos Portugueses, constituído pelas seguintes personalidades: José Miguel Noras, Filipe Jorge, Júlio Sarmento, Emília Vaz Pacheco e Sofia Machado.
«CMA»

.Seminário dia 13 de junho - Feira Nacional de Agricultura


A Direção Regional de Agricultura e Pescas de Lisboa e Vale do Tejo organiza em colaboração com a APRODER e a Rede Rural Nacional, o Seminário “Produzir e Vender na Agricultura Novas Tendências” , no dia 13 de junho, no auditório da Feira Nacional de Agricultura, em Santarém.

O seminário vai decorrer com o objetivo de debater o empreendedorismo na agricultura e avaliar as novas tendências de produção e comercialização na agricultura.

Poderá efetuar a sua inscrição de forma gratuita, no Seminário “Produzir e Vender na Agricultura Novas Tendências”, neste link ou no Sitio da Internet da DRAPLVT até ao próximo dia 12 de junho.

"Esta maioria já só existe aqui. Já não existe no país"


O secretário-geral do PCP defendeu esta manhã no Parlamento, ao apresentar a terceira moção de censura dos comunistas, que a atual maioria parlamentar "só existe aqui" e que "o Governo põe em causa o regular funcionamento das instituições democrática".
"O atual rumo só pode conduzir ao abismo económico e social", disse Jerónimo de Sousa. 
"Hoje, mais do que nunca, é a permanência do Governo que põe em causa o futuro do país", acrescentou.
«Expresso»

OPINIÃO: Quem é que escolhe para presidente um ‘trauliteiro?

Vi só excertos da reunião. Não tive tempo para mais. Mas acho que vi o suficiente.


Aquele comportamento do vereador Francisco Cunha é mesmo lamentável. Não respeita nada nem ninguém. E o Pedro Gaspar, talvez para se fazer notar, está a escolher o caminho errado, que é o de se aproximar do estilo do outro. Às vezes até parece que "estão feitos um com o outro".
Quanto ao triste papel desempenhado pelo Francisco Cunha, para além de ser desde logo um bocado o registo e personalidade dele, é também uma forma de se sobrepor à visibilidade que o VERDADEIRO VEREADOR DO PSD está a forçar-se a si próprio ter. Ridícula a manobra que o senhor até foi usar para aparecer na imagem do vídeo, quando foi entregar papéis à mesa, papéis ou informações essas que o vereador Carlos Jorge afirmava já lá ter. Então para quê isto??? Bem, uma coisa é certa, o homem só lhe falta sentar-se também na mesa da reunião. Estranho é o Francisco, que até considero esperto, não aparentar perceber que o outro senhor está é a abrir caminho para outra opção para Alpiarça que não é definitivamente o Francisco Cunha. Mas também digo o seguinte: quem quer que venha a seguir, escolha outro registo, diferente tanto de um (vereador eleito) como do outro (vereador não eleito). O segundo até parece que fabrica histórias na sua cabeça e depois acredita mesmo que são verdadeiras. Já percebi isso pelas suas intervenções. Quem não percebeu? Se calhar até já pensa que é vereador, assim como pensa que é fundamental para a discussão política em Alpiarça. Por favor!!!... Para além de que faz tudo (textos, moções,...) ao verdadeiro vereador, que esse não está para "trabalhar".
É mesmo preciso ao presidente ser uma pessoa muito calma e íntegra para mesmo assim ir aguentando isto. Se calhar é porque sabe que não foi com estes comportamentos que foi eleito presidente, por isso não teme esta "gente". Será isso? É o que parece. E se calhar tem razão. Quem é que escolhe para presidente um ‘trauliteiro?
Noticia relacionada:

45º FESTIVAL NACIONAL DE FOLCLORE


Organização do RANCHO FOLCLÓRICO DA CASA DO POVO DE ALPIARÇA
6 e 7 de Junho de 2014
Recinto da Casa do Povo

«CMA»

BIBLIOTECA MUNICIPAL DE ALPIARÇA - "SÁBADOS A CONTAR"


No próximo dia 31 de maio, irá realizar-se mais uma sessão da hora do conto na Biblioteca Municipal de Alpiarça, pelas 16h30.


«Quem será o meu jantar?», de Claire Freedman, com ilustrações de Nick East, é a história hilariante escolhida para fazer rir os mais pequenos através de um teatro de fantoches! E como protagonistas, desta animada história, temos uma raposa da cidade e os animais da quinta.

«É a primeira vez que a raposa da cidade viaja até ao campo e está com muita, mas muita fome! – “Quem será o meu jantar?”, pergunta ela a lamber os lábios. Com medo de serem comidos pela raposa, os animais da quinta elaboram um plano arrojado para enganá-la. Mas será que conseguirão ser mais espertos do que a raposa matreira?». 
Para além da história com fantoches, haverá atelier para as crianças! Participa!
«CMA»

Malware infecta globalmente máquinas POS

A consultoria de segurança IntelCrawler emitiu um alerta global sobre uma nova rede de zumbis composta por terminais POS, as populares “maquininhas de cartão”.

Enviado por: Gabriel Tapadas Marques

A operação criminosa infectou cerca de 1.500 terminais de pontos de venda (POS), ferramentas de gestão contábil para varejo e de back-office. Foram 36 países afetados, incluindo EUA, Brasil, Portugal, Espanha, Reino Unido, China e Rússia.
Apelidada de Nemanja, a botnet está baseada na Sérvia e foi idealizada para trabalhar em múltiplas plataformas, maximizando o potencial de infecção.
A IntelCrawler identificou pelo menos 25 diferentes programas usados nesses sistemas. Uma lista dos sistemas pode ser encontrada no blog da empresa.
Além da capacidade de recolher dados de cartão de crédito, o malware pode gravar as informações inseridas pelo teclado e contidas nos cartões, como senhas e credenciais. Com essas informações, os criminosos podem atacar as finanças pessoais dos usuários.
Segundo a consultoria, a expectativa é de que os ataques a sistemas de gerenciamento do varejo cresçam exponencialmente, em especial pela conectividade constante dos terminais, que facilitam a captura das máquinas em redes zumbis, sob o controle de cibercriminosos.
 Autor: Jocelyn Auricchio

Pavilhão da Escola EB2,3/S de José Relvas

«CMA»

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Vamos celebrar o Dia Mundial da Criança com atividades para as Famílias.


Venha viver o dia da Criança de uma forma diferente. Traga as suas crianças e redescubra a criança que há dentro de si. Venham viver momentos especiais e felizes, junto da Natureza.


Dia 1 de Junho

Programa:
10H - Receção
10:30H - Grande Gincana da Família/Babyoga
12:30H - Almoço/piquenique

Durante a tarde...
Atelier de expressões artísticas
Concerto com taças tibetanas

17.30H - Encerramento do Encontro

Ao longo do dia a piscina estará disponível para uns belos mergulhos...tragam o fato de banho, o chapéu de Sol as braçadeiras e as bóias.

Para o piquenique, podem trazer as grelhas e a carne ou o peixe para assar....

Energia de troca 7,5€ por família

O local do evento é no Parque Municipal de Campismo de Alpiarça

As razões porque o presidente da Câmara corta o ‘pio’ ao vereador do TPA/PSD

As ‘irritações’ dos ‘tristes’ acontecimentos na última reunião de Câmara


“Actas integrais” ou “actas resumidas” um tema que não dá sossego a ninguém porque entendem, os vereadores, que o conteúdo não corresponde ao que é discutido em local próprio.
Assim perde-se um tempo ‘danado’ sem qualquer proveito para ambas as partes. Tudo porque  os eleitos da CDU,  PS e  TPA/PSD  afirmam terem dito uma coisa para depois aparecerem  outros ‘diálogos’
Desentendimentos que não agradam a ‘fulano nem a beltrano’ porquanto deve haver alguma falha no ‘meio de transmissão’ tais são as supostas deficiências.
Mas valha-nos o ‘homem do leme’ que deve ter uma ‘pachorra dos diabos’ parar apanhar com os golpes que a oposição teima em lhe aplicar explicando a esta que não é “bem como dizem” ou então não conhecem os meandros do sistema e muito menos as normas que dizem como se deve fazer uma ‘ acta’ com o resumo do que foi discutido.
Tanto que o presidente teve de informar que as “actas reflectem exaustivamente o que é discutido nas reuniões” mesmo  que a da reunião anterior tenha quase trinta páginas.
Tantas páginas é ‘obra’!
Se fosse tudo escrito como é desejo da oposição então as  actas passariam a ser cá um calhamaço que seria de se lhe tirar o chapéu.
Haja então pachorra!

APROXIMA-SE MAIS UMA ‘TELENOVA’

Mas pachorra da grande porque se avizinha mais uma complicada cena de telenovela’ .
Já vai para mais de “30 dias” que o  vereador do TPA/PSD  pediu  os “documentos da Agroalpiarça”  e…nem vê-los
Mas porque o leitor também é curioso, ouça então – com muita atenção - as discussões e as cenas mais irritantes da última reunião de Câmara onde a oposição pretende continuamente a debater alguns assuntos que por serem tão velhos  (entenda-se discutidos) já tem barbas.

Carregue aqui e saiba por se ‘irritam’ os eleitos

OTL VERÃO 2014

«CMA»

REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE ALPIARÇA EM VIDEO

REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE ALPIARÇA, REALIZADA EM 23 DE MAIO DE                                                                             2014

Vídeo integral da reunião





«CMA»

OPINIÃO: Levar o voto para a luta!

Por: Octávio Augusto
Concluída que está a batalha eleitoral para o Parlamento Europeu, cá estamos para prosseguir o nosso combate, a nossa luta.
E vamos fazê-lo com redobradas energias e ainda com mais confiança. E com uma imensa alegria.
Destas eleições, sobressai o grande êxito alcançado pelo PCP e pelas forças que integram a CDU, tendo sido alcançados todos os objectivos definidos:
Mais votos;
Mais percentagem;
Mais eleitos, num quadro em que o número de deputados a eleger, diminuiu.
Um excelente resultado construído com base numa campanha de massas, assente no contacto directo com os trabalhadores e as populações e em centenas de iniciativas.
Fomos a única força política que fez campanha na rua, á porta das empresas, das aldeias do interior aos grandes centros urbanos.
Ao deliberado silenciamento da CDU e dos seus candidatos, feito até ao limite, respondemos com uma fortíssima acção de esclarecimento assente no contacto directo. Demos a cara, prestamos contas, afirmámos a nossa diferença, a nossa análise e as nossas propostas.
Foi um resultado construído a pulso, que trouxe para o voto na CDU, milhares de pessoas que o fizeram pela primeira vez.
A campanha de outros mal se viu. Não o fizeram porque não precisavam. A sua constante presença na comunicação social das mais diversas formas, era a garantia duma campanha oficiosa e oficial que se substituiria aos incómodos do contacto com o povo.
No terreno seriam confrontados com as suas responsabilidades, com as promessas feitas, com as mentiras que sustentam o seu discurso.
Pelo nosso lado, sentíamos que à simpatia crescente em torno da CDU se juntava a intenção de voto. Percebia-se que cada vez mais portugueses ganhavam consciência de que PSD, PS e CDS, alternando-se no governo, não só eram os responsáveis pelo estado a que o país chegou, como no essencial, não se distinguem nos projectos e na prática política. A apropriação da palavra “mudança” por parte do PS na sua publicidade, soava a falso.
Com estes resultados da CDU, estamos em melhores condições para prosseguirmos a luta que leve à derrota deste governo e á indispensável ruptura com a política de direita.
Com estes resultados, PSD e CDS sofrem uma profunda derrota ao alcançarem o seu pior resultado de sempre, enquanto o PS ficou claramente aquém dos seus objectivos e o seu insistente apelo ao voto útil assente na ideia de que “só o PS estaria em condições de derrotar o governo”, não surtiu o efeito desejado.
Um resultado que representa a condenação da política das tróicas. Uma condenação expressa pela redução da expressão eleitoral dos três partidos PS, PSD E CDS, que subscreveram, apoiaram e se propõem manter o rumo de exploração e empobrecimento, e que no seu conjunto viram a sua votação reduzir-se, perdendo mais de 400 mil votos.
Com a nossa acção, levámos a luta até ao voto.
Agora, trata-se de levar o voto para a luta.
Luta em defesa dos direitos dos trabalhadores, dos reformados e pensionistas; Em defesa dos serviços públicos, da Escola Pública, do Serviço Nacional de Saúde.
Luta no Parlamento Europeu em defesa dos interesses de Portugal e dos portugueses; Luta na Assembleia da República, já na próxima Sexta, através da moção de censura que apresentámos ao governo e às suas políticas.
Compreende-se o incómodo e o embaraço de alguns perante esta oportuna iniciativa do nosso Partido. Perante o caminho para o abismo económico e social trilhado pelo actual governo; Perante o desprezo pelos interesses do povo e do país, que há muito evidenciam um governo e uma maioria política e socialmente isolados pela luta dos trabalhadores e do povo e que está irremediavelmente derrotado; Perante a falta de legitimidade política de um governo e uma política fora da lei e em confronto com a Constituição da República, soma-se agora uma clara expressão de devastação da sua base eleitoral e de legitimidade democrática; Perante o rumo de desastre económico e social para o qual o país está a ser arrastado, não há nenhuma outra saída digna e democrática que não seja a dissolução da Assembleia da República e a convocação de eleições antecipadas.
Compreende-se também o incómodo e o embaraço que causou o sucesso da CDU nestas eleições não apenas pelo resultado em si, mas pelo que representa para os combates do presente e do futuro.
De resto, comentadores, analistas e politólogos de serviço e ao serviço do capital, secundados por representantes dos partidos da tróica nacional e pelo deputado Pinto, apressaram-se na desvalorização do resultado da CDU, nos ataques ao PCP e nas calúnias sobre as suas verdadeiras análises e propostas.
Eles compreendem que o PCP e a CDU podem crescer ainda muito e muito no plano eleitoral e na sua influência política e social.
Cá estão eles a cumprir o papel que o capital lhes atribui.
E cá estamos nós para continuar a nossa luta, na certeza de que os vamos derrotar!  

Projeto da NERSANT com apoio a fundo perdido até 80% para a implementação e certificação do sistema de gestão da qualidade


As empresas da região do Ribatejo com interesse em obter a certificação do sistema de gestão da qualidade, podem fazê-lo através da NERSANT a preços mais competitivos. A Associação Empresarial da Região de Santarém tem um projeto aprovado, que permite aceder a apoio a fundo perdido para a implementação de diversos tipos de certificação nas empresas.
A NERSANT encontra-se a dinamizar o RibaCertifica, projeto aprovado pelo QREN/COMPETE que permite apoiar 40 PME da Região de Santarém, através da concessão de apoio a fundo perdido, até 80% para obtenção de certificação das empresas.
No âmbito da certificação do sistema de gestão da qualidade, para implementar o sistema, a NERSANT desenvolve nas empresas diversas atividades, começando por efetuar um diagnóstico à empresa, que visa a análise dos requisitos constantes no normativo de referência, NP EN ISO 9001:2008, com os procedimentos e práticas já prosseguidas pela organização. Delineado o plano de ação, feito em conjunto com o empresário, a NERSANT inicia na empresa, o processo de implementação das ações necessárias para que o funcionamento da empresa esteja em concordância com a norma ISO 9001:2008. Para que tal seja feito da forma mais eficaz, a NERSANT realiza nas empresas diversas ações de sensibilização sobre o sistema, a sua importância e eventuais alterações a verificar-se na organização, bem como formação para a preparação da empresa e seus recursos humanos. Durante todo o processo, a empresa será acompanhada pela NERSANT, que prestará todo o apoio técnico e consultoria necessária à implementação do sistema. Após este processo, será realizada a pré-auditoria de preparação à certificação, cujo objetivo é verificar preliminarmente a adequação e implementação do sistema da qualidade na empresa. Esta auditoria tem como foco principal, fornecer informação das ações de melhorias a serem implementadas antes da auditoria de certificação, que também está incluída no projeto.
O RibaCertifica contempla apoio não só para a certificação do Sistema de Gestão da Qualidade, mas também para a certificação do Sistema de Gestão Ambiental (ISO 14001:2004), do Sistema de Gestão de Segurança Alimentar (ISO 22000:2005) e do Sistema de Gestão da Energia (ISO 50001:2012).
Para mais informações, os interessados devem contactar o Departamento de Apoio Técnico, Inovação e Competitividade da NERSANT, através dos contactos datic@nersant.pt ou 249 839 500.

quarta-feira, 28 de maio de 2014

PRESIDENTES DAS CÂMARAS DA CIMLT ASSINAM PETIÇÃO PÚBLICA CONTRA A PERDA DE VALÊNCIAS DO HOSPITAL DISTRITAL DE SANTARÉM



Os Presidentes das câmaras municipais que integram o Conselho Intermunicipal da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo (CIMLT), em reunião ocorrida no dia 27 de maio, deliberaram por unanimidade assinar a petição pública contra a perda de valências do Hospital Distrital de Santarém, prevista na Portaria 82/2014, de 10 de abril.
O Conselho Intermunicipal da CIMLT deliberou também solicitar ao presidente do Conselho de Administração do Hospital Distrital de Santarém e à diretora do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) da Lezíria uma reunião com caráter de urgência, a fim de se abordar várias questões relativas aos cuidados de saúde na Região
«CMA»

TRIATLO: Seleções Nacionais de partida


João Silva, João Pereira e Miguel Arraiolos
 partem esta tarde de quarta-feira para Londres, onde sábado, a partir das 14h31 (mesma hora em Portugal), vão competir com os atuais melhores do mundo na 4ª etapa do Campeonato do Mundo de Triatlo WTS. A concentração é às 16h30 no aeroporto de Lisboa.
Para amanhã, quinta-feira, está marcada a partida da Seleção Nacional que vai representar Portugal no Campeonato do Mundo Duatlo, este fim de semana, em Pontevedra, Espanha. O atual campeão da Europa de Duatlo Sprint, Sérgio Silva, e a aveirense Cristiana Valente são os mais experientes de um grupo de 18 atletas, entre Elite, Sub-23 Juniores e Paratriatlo. A concentração está marcada para as 10h00 no Centro de Alto Rendimento, no Jamor, Oeiras.
«FTP»

VINHOS: 'Quinta da Lagoalva' ganha medalha de ouro

A Quinta da Lagoalva ganhou a medalha de ouro com o Sauvignon blanc 2013 



Prémio obtido no Concurso de Vinhos engarrafados do Tejo 2014, organizado pela CVRTejo.

Marcas nacionais sobem na lista das mais confiáveis

Existem nove marcas lusas entre as marcas mais confiáveis para os portugueses, de acordo com um estudo do Reputation Institute, avança o Diário de Notícias. Este ano, as marcas nacionais subiram nas preferências nacionais.
A Delta, a Renova, a Sumol Compal, a Luso, a Vista Alegre, a RFM, a Super Bock, a Pingo Doce e a TAP estão entre os vinte primeiros lugares do ranking de marcas confiáveis, avança o Diário de Notícias.
O estudo Portugal RepTraKPulse 2014, do Reputation Institute, foi feito com base na opinião de 40 mil cidadãos e avalia o nível de confiança da opinião pública face às empresas.
Este ano há um grande destaque para as marcas portuguesas. Para Pedro Tavares, representante do Reputation Institute em Portugal, o crescimento da confiança nas marcas lusas tem a ver com o facto de “em momentos de crise, as pessoas tendem a ser mais protecionistas”.
No entanto, ressalva, também é “resultado de uma grande aposta por parte das empresas ao nível do produto e do serviço prestado ao cliente, da inovação e da cidadania empresarial”.
«NM»

terça-feira, 27 de maio de 2014

A Reorganização Hospitalar no Distrito de Santarém

PETIÇÃO 



 A FAVOR DA REVOGAÇÃO DA PORTARIA 82/2014, DE 10 DE ABRIL, DO SECRETÁRIO DE ESTADO DA SAÚDE, QUE ESTABELECE OS CRITÉRIOS QUE PERMITEM CATEGORIZAR OS SERVIÇOS E ESTABELECIMENTOS DO SNS
Endereço

Enviado por: Carlos Pinheiro

TORNEIO DE FUTEBOL JUVENIL


24 de Maio de 2014
Estádio Municipal de Alpiarça 




"Os Águias" - Futebol juvenil
«CMA»

ALPIARÇA: Uma terra que se orgulha ser de ‘esquerda’


Alpiarça continua a ser uma terra muito especial. Neste jornal pode-se ler que a “CDU ganhou em todas as frentes” e assim foi.
É uma terra com fortes tradições de esquerda.
É e continuará a ser nas próximas décadas. 
Dificilmente ‘direita’ alguma ou candidatos apoiados pela direita conseguirá ganhar qualquer eleição nesta terra.
Alpiarça está fortemente enraizada na ‘esquerda’.
O seu povo nos últimos séculos sentiu nas suas profundezas o sofrimento e a exploração do capital e dos latifundiários que nunca lhes permitiu saber o que era a  liberdade e a igualdade.
Não há nenhuma família alpiarcense que não saiba o que o seu povo sofreu e por via disto levará muitos e muitos anos a ser apagado da memória aquilo que lhe fizeram. Levará, possivelmente, uma ou duas gerações para que algo mude por estas bandas.
Assim não é de estranhar que o PCP/CDU ganhasse em todas as frentes como continuará a ganhar na próxima década porque o povo alpiarcense não se esquece do que esta direita (PSD+CDS) lhes fez e continua a fazer para beneficiar os mais poderosos e os mais ricos.
A maioria dos alpiarcenses sabe que os governos da direita não os defende como sabe que não são dignos de qualquer confiança.
A maioria dos alpiarcenses é um povo lutador que não baixa os braços pelas falsas promessas e demagogia dos novos profetas que tudo prometem mas nada cumprem.
Apenas a esquerda lhes dá a confiança no futuro e no futuro dos seus
Sejam eleições presidenciais, legislativas, autárquicas ou europeias que se levem a efeito em Alpiarça a esquerda sairá sempre vencedora.
Desenganem-se também todos aqueles que da direita façam parte ou a apoiem porque serão sempre os derrotados e ainda mais aqueles que se dizem independentes mas que contam com o apoio dos partidos da direita.

Assim tem sido e assim será!

Mário Soares "Cavaco vai fazer, mais uma vez, orelhas moucas?"



O histórico socialista dedica o artigo que hoje assina no Diário de Notícias às eleições europeias, à elevada abstenção, à curta vitória do PS, aproveitando para deixar alguns conselhos “de amigo” ao Presidente da República. Soares afirma que “o tempo” de Cavaco para “ainda poder resolver, em parte, o mal que este Governo tem feito a Portugal, é curto”, pelo que questiona se fará “mais uma vez orelhas moucas” e “passar adiante como se nada fosse”.

“Contudo, o povo, de Norte a Sul, respondeu com uma abstenção que foi a maior de sempre: 66%, quase dois terços dos eleitores não votaram. Quer dizer que não o ouviram e desinteressaram-se dos partidos da coligação”, considera o histórico socialista.
Aliás, sublinha, “a ‘vitória’ do PS, infelizmente, foi uma vitória de Pirro… Isto é: que não devia ter sido aclamada como o entusiasmo com que o seu líder o fez. O povo falou claro, não quer a direita que está no poder. Mas também quer que o PS dê expressão política ao descontentamento popular”, refere.
Face a este cenário, Soares coloca algumas questões ao chefe de Estado: “Vai fazer mais uma vez, orelhas moucas? E passar adiante como se nada fosse?”. Na opinião do ex-Presidente da República, Cavaco “não pode deixar de falar e de encontrar uma saída para a terrível crise em que Portugal está e continua com a austeridade que mata”, citando o Papa Francisco.
“O Presidente da República está a pouco tempo de ainda poder resolver, em parte, o mal que este Governo tem feito a Portugal e aos portugueses, só pensado nos mercados e ignorando completamente as pessoas. O tempo de Cavaco Silva para ter possibilidade de decidir é curto”, avisa Soares, frisando mesmo que: “Quem o avisa, seu amigo é”.
Soares pede a Cavaco para que se lembre “que sairá muito mal da cena política, continuando ainda como Presidente, sem ter poder para que possa ajudar ainda a salvá-lo, um pouco, das terríveis consequências da política deste Governo. É preciso que o demita antes”, recupera o histórico socialista, acrescentando que “se o não fizer, terá um péssimo fim”.
Neste artigo de opinião, publicado como habitualmente às terças no DN, deixa ainda um conselho ao PS, no sentido de “contra a direita” ser necessário que “a esquerda se una e que o Partido Socialista, por seu lado, também não fique isolado” e que “tente cooperar com toda a esquerda que o queira, de igual para igual”.

Enviado por um leitor/Jornal I Ultimo Minuto