.

.

.

.

segunda-feira, 31 de março de 2014

Passeio de Ciloturismo dos Centenários ente os municipios de Alcanena e Alpiarça

 Inscrevam-se

«CMA»

OPINIÃO: O alpiarcense não tem influência junto da opinião pública de Alpiarça ou Alpiarça será terra amedrontada e sem opinião pública?


As reuniões da Câmara Municipal de Alpiarça são, para mim enquanto cidadão e eleitor, uma desilusão!
Pensava eu que estas seriam para debater propostas, do executivo ou da oposição, que colocassem Alpiarça na rota do desenvolvimento e do progresso, mas não é nada disso que acontece, senão vejamos:
Ao Executivo compete governar, de acordo com o programa eleitoral que apresentou durante a campanha e, na base do qual ganhou as eleições, à oposição compete verificar do cumprimento desse programa, fiscalizar o dia a dia da gestão autárquica e, acima de tudo apresentar propostas de forma credível tentado que estas sejam aceites, e levadas à prática, pelo Executivo.
Mas ao que assistimos nas reuniões é uma espécie de conferência de imprensa na qual o Presidente, acompanhado dos vereadores da maioria, responde às perguntas dos vereadores da oposição enquanto na sala as claques se vão degladiando!
Não foi para isto que participei no ato eleitoral e, como tal, estou dececionado! 
Dececionado e estou aqui e agora a fazer um exercício de mera retórica porque sei que este meu texto não vai contribuir em nada este estado de coisas!
Na ordem constitucional portuguesa, porque Portugal ainda é um estado de direito democrático, existem três poderes: o executivo, o judicial e o legislativo, mas fora deste ordenamento existe outro o informativo detido pelos órgãos de comunicação social, no qual se inclui este jornal.
O poder dos órgãos de comunicação social é imenso no seio de sociedade livre e, acima de tudo, instruída que sabe o que quer, onde está, para onde quer ir e, sobretudo, como lá chegar!
Uma sociedade instruída exige, por parte de quem elege, honestidade e transparência de conduta mas quando isso não acontece lá estão os órgãos de comunicação social para denunciar a situação.
Foi assim nos Estados Unidos quando Richard Nixon, presidente, caiu por um escândalo denunciado pelo Washington Post: o caso Watergate.
Em Alpiarça escreve-se, escreve-se, escreve-se, neste jornal e noutros fóruns, mas os visados permanecem impávidos e serenos, como se nada fosse, e sobretudo porque parecem ter a certeza de que nada ninguém os pode retirar do poder, porque será?
O alpiarcense não tem influência junto da opinião pública de Alpiarça ou Alpiarça será terra amedrontada e sem opinião pública?

Noticia relacionada:
"Desvendado o que apoquentava o vereador do TPA": 

Dos piores postos do distrito o da GNR de Alpiarça é o melhor colocado para ter obras


Das instalações degradadas das forças de segurança no distrito de Santarém o posto da GNR de Alpiarça é o que está em melhor posição de ter obras em breve.
Se o Ministério da Administração Interna tiver dinheiro no final do primeiro semestre deste ano as obras podem avançar ainda este ano. Em relação aos postos da GNR de Salvaterra de Magos e de Alcanena e a esquadra da PSP do Entroncamento, o ministro Miguel Macedo não tem novidades.
Leia mais em:

Cortes nas pensões acima de mil euros a partir de amanhã


As pensões acima de mil euros começam a ser cortadas nos próximos dias. A medida atinge 165 mil pensionistas da Caixa Geral de Aposentações, que vão receber menos 3,5%. No caso de pensões acima de 4611 euros, o corte é de 15%. Acima de 7127 euros, sofrem um corte de 40%.

(SIC)

OPINIÃO: Afinal, depois de tantos actores principais já conhecidos, ainda ... havia outro

Por: Anabela Melão
Disse Barroso na entrevista ao Expresso: «(…) eu quando era primeiro-ministro chamei três vezes o Vítor Constâncio a São Bento para saber se aquilo que se dizia do BPN era verdade.» - «o que se dizia» sobre o BPN no tempo em que ele era primeiro-ministro? Barroso esteve em São Bento entre Março de 2002 e Junho de 2004. Ao tempo, ninguém suspeitava da existência da Banco Insular ou do Banco Virtual, ou de todos os aspectos que, em 2008, se tornaram públicos como a maior fraude político-financeira em Portugal. O que se dizia, ao tempo, à boca cheia era que o BPN servia para financiar o PSD. João Semedo, nos finais de 2012, afirmou na Assembleia da República: «Tenho fortes razões para admitir que alguns daqueles muitos e muitos milhões que circularam entre o BPN e a sua clientela favorita, alguns desses milhões alimentaram candidatos e alimentaram partidos» e «O partido que estava mais próximo dessa realidade, por via dos seus antigos ministros, era o PSD, era a isso que eu me estava a referir». Vai daí Barroso, supostamente arvorado em inquisidor-mor, diz ter chamado o governador do Banco de Portugal, Vítor Constâncio, a São Bento para lhe perguntar se aquilo que se dizia [que o seu partido estava a ser financiado ilegalmente pelo BPN] era mesmo verdade verdadinha ou apenas a resposta ao mais secreto dos seus sonhos. E alguns parvos convencem-se que Constâncio terá respondido que não, que o BPN era uma virgem apanhada a visitar o bordel sem qualquer nota de culpa! Outros, ainda mais parvos, acreditam que o BPN era o guardião da gruta de Ali Bábá e que os ladrões eram a nata laranja. Ora, o "guardião" da gruta tem nome e os menos que 40 estão perfeitamente identificados, pelo que não há aqui qualquer adivinha, a não ser a da razão por que o processo ficou em águas de bacalhau na autêntica caldeirada que é a panela [e respectiva paneleiragem - é assim que se chama a quem faz panelas, certo?!] da impostora justiça portuguesa. Barroso, falando agora, só revela não ter estado à margem de toda esta salgalhada. Afinal, depois de tantos actores principais já conhecidos, ainda ... havia outro. 

PCP nas Tasquinhas de Rio Maior

Nas Tasquinhas de Rio Maior com António Filipe e João Ferreira

Fotos de: Octávio Augusto

Operação “ SPRING BREAK”

 A Guarda Nacional Republicana promove, entre os dias 31 de março e 03 de abril, um conjunto de ações de sensibilização dirigidas aos alunos do 9.º e 12.º ano de  escolaridade, com o objetivo de alertar para a necessidade de prevenir  comportamentos de risco consequentes do consumo de álcool e drogas. 
 Durante a operação, serão empenhados 29 militares dos Núcleo Escola Segura, que levarão a cabo cerca de 16 ações de sensibilização em estabelecimentos de ensino. 
  Estas ações de sensibilização antecedem as férias escolares do final do 2.º período (05 a 21 de abril), altura em que os jovens finalistas do 9.º e 12.º ano de  escolaridade realizam as tradicionais viagens de finalistas. Neste sentido, a Guarda pretende, com a presente operação, sensibilizar os jovens para os riscos associados ao  consumo deste tipo de substâncias.

Portugal campeão de idade da reforma 'galopante'

Portugal é um dos países da União Europeia em que a idade da reforma aumenta mais depressa, de acordo com os dados da Comissão Europeia a que o Jornal de Negócios teve acesso.
Foi aprovado no início deste ano o aumento da idade da reforma dos trabalhadores portugueses para 66 anos.
Ainda que a situação se mantenha no próximo ano, a partir de 2016 voltará a haver um aumento gradual da idade a partir da qual os funcionários se podem aposentar, numa média de um mês por ano. Isto em conformidade com o aumento da esperança média de vida.
Os dados revelam, segundo o Jornal de Negócios, que Portugal é um dos países onde a idade da reforma sobe mais depressa, perspetivando-se que chegue aos 67 anos em 2029.
Algo semelhante acontecerá apenas numa minoria dos países europeus, como Espanha, Grécia, Itália e Holanda.
«NM»

OPINIÃO: Incidentes nos primeiros 6 meses de mandato CDU

Por Tiago Rodrigues
Nestes primeiros 6 meses de mandato CDU, houve bastantes incidentes, alguns deles que considero graves. Houve insultos, ofensas, ameaças, gritarias etc., o que demonstra bem que tipo de agentes políticos temos.
Penso para mim que não é assim que melhoramos a nossa comunidade, e costumo dizer que se gritos resolvessem alguma coisa, os coitados dos porcos nunca passariam a entremeadas…
Mas faltas de educação à parte, a mim parece me que nem tudo tem corrido mal à CDU, se nos esquecermos da defesa que a sua bancada faz na assembleia municipal, já que tem elementos com alguma dificuldade em simplesmente conjugar verbos. E não tem corrido mal muito por culpa da oposição…sim…é um facto que PS e TPA não tem feito bem oposição.
Porque vamos lá ver: ninguém faz tudo mal, e dou um exemplo: criticou-se a CDU por ter retirado um parque infantil de um dos Frades para colocar na reserva do Cavalo do Sorraia. À primeira vista pode parecer criticável, mas a questão é, quem criticou já foi ver como está agora a nossa reserva? Criticou-se os aumentos da água, mas quem gasta mais não paga mais? O aumento não é equitativo? Será que um reformado que não sendo “cortado” pelo Estado este ano não pode pagar mais 1 euro que seja por mês de água? Então como é que um movimento apoiado pelo partido do Governo pode criticar o aumento da tarifa de um bem essencial com a água e ao mesmo tempo usar o dinheiro dos contribuintes para comprar publicidade para a campanha eleitoral…má oposição…
Mas a CDU também faz mal, também erra, vejamos o exemplo do campo de futebol do Casalinho, é um erro tremendo, vou dizer com frontalidade: ”o Casalinho não merece aquela obra”. Não pelas pessoas, que são gente boa, como as dos Frades também o são, mas gastar 340.000 euros num campo de futebol? Sr. Presidente por favor reconsidere…para evitar erros como os da requalificação da Casa dos Patudos, onde desapareceu um gradeamento ou onde cortaram e retiraram vegetação, flores, árvores, para colocarem uns bancos esquisitos de chapa ferrugentos e um piso de jogar ténis,
Enfim…no mandato em que comemoramos o centenário do concelho, devia haver mais elevação, mais democracia e mais respeito pelos habitantes deste concelho.
Será um ano de festarola, mas não é todos os dias que se comemora um centenário.
Na quarta-feira os meus sinceros e redobrados parabéns a Alpiarça.

domingo, 30 de março de 2014

OPINIÃO: "Recuso-me a que o Governo me “ofereça” uma ínfima parte do que me rouba"

Por: Isabel Faria

A Direita tem um mote para caracterizar o que aqui nos trouxe: vivemos acima das nossas possibilidades e, portanto, agora há que pagar a factura.
Portanto, quando comprámos um frigorífico, uma telivisãozeca ou um carrito, vivíamos acima das nossas possibilidades (claro que nisto não se inclui a frota de automóveis do Governo, ou as pensões vitalícias, os salários dos gestores das empresas publicas, as 30 auto-estradas para ligarem Lisboa ao Porto e mais as 20 para ligarem o Porto a Lisboa, e muito menos os lucros dos bancos ou as suas falênciazinhas).
Assim sendo, e agora que começamos a ser um país poupadinho de poupadinhos, até temos uma senhora, que não me lembro o nome mas deve ser importante porque foi noticia em todos os jornais, a dizer que deveria haver um imposto sobre os levantamentos, para sermos ainda mais poupadinhos, assim sendo, pois, nada melhor do que nos sair um Audi A4 ou um Audi A6, estes últimos para irmos de férias e para irmos comprar as prendas de Natal.
Claro que, porque, nos levaram o dinheiro em impostos, nos baixaram os salários, nos tiraram o emprego,  não vamos ter dinheiro para ir de férias ou para comprar prendas de Natal, ou, sequer, para pôr gasolina no dito…mas podemos sempre tentar vendê-lo se nos sair, acho eu…quem não tem disponíveis, 35 270 euros ou 47 760, para comprar o nosso carrito?
Eu ontem fui comer à tasquinha do costume…já ia preparada para se o senhor não me perguntasse se queria factura lhe dizer que nem pensasse que o ia deixar ficar com o meu Audi…mas ele perguntou…No fim da refeição ainda lhe contei que agora já não dá para ir ao Porto e vir do Porto de Opel Corsa de 1000 de cilindrada com 20 anos...eu e o meu filho vamos de comboiozinho e o Opelzito está parado, só cá por coisas, no… Bom Sucesso. 
Pronto, claro que isto é anedota. Não peço factura com NIF nenhum, recuso-me a que o Governo me  “ofereça” uma ínfima parte do que me rouba  sob o pretexto do  combate à fraude…porque a maior fraude são eles e eu não sei como os posso combater…

Faça parte de uma equipa por Alpiarça

CLDS+ ALPIARÇA



CONTRATO LOCAL DE DESENVOLVIMENTO LOCAL
Faça parte de uma equipa por Alpiarça
«CMA»

Sites da AP vão ter autenticação que combina ID e número móvel

O Governo está a preparar um sistema de autenticação que vai simplificar o acesso a serviços públicos online. A alternativa combina o número de identificação com o número de telemóvel do cidadão.
O novo sistema de autenticação deverá estar disponível depois do verão. A proposta de lei foi aprovada ontem em conselho de ministros e segue agora para apresentação na Assembleia da República, algo que deverá acontecer na próxima semana, antecipou esta manhã Joaquim Costa, secretário de Estado para a modernização administrativa, em conferência de imprensa.
Batizado pelo Governo como Chave Móvel Digital, o sistema não pretende substituir a autenticação com recurso ao Cartão de Cidadão, é antes apresentada como uma ferramenta complementar e alternativa, que tira partido de uma metodologia "com sucesso em vários países" e utilização regular em sectores como a banca, ou o comércio eletrónico.
Na nota que resultou da reunião do conselho de ministros de ontem, onde foi aprovada a proposta da lei, o Governo reconhecia a fraca utilização dos serviços públicos online, mesmo com a disponibilidade de uma oferta abrangente destes serviços, e relacionava esses níveis de utilização com a complexidade dos sistemas de autenticação disponíveis.
Recorde-se que o Cartão de Cidadão veio introduzir um novo mecanismo de autenticação nos serviços online do Estado, baseado em certificados digitais, um formatos que tem mantido baixos níveis de adesão, que o Governo não quantifica.
O novo sistema pretende ajudar a massificar a utilização dos serviços públicos digitais, uma alternativa que continuará a ser incentivada com uma discriminação positiva de preços. Ou seja, os novos serviços online, previstos pelo Governo, terão preços mais baixos que os serviços correspondentes nos canais de acesso presencial.

O desenvolvimento técnico da Chave móvel Digital já está em marcha, garantiu Joaquim Costa
.«Tek»

Retrato de D. Eugénia Mendes de Loureiro e dos seus dois filhos Carlos e João Relva

Óleo sobre Tela


1889
José Malhoa

No retrato José Malhoa volta-se para José Relvas e para a sua família como por exemplo D. Eugénia, Maria Luísa, João e Carlos de Loureiro Relvas, são quase sempre quadros póstumos.
Na obra D. Eugénia Mendes de Loureiro faz-se retratar com os dois filhos: do lado direito João Pedro e do outro Carlos; vestem fato preto com camisa branca e colarinhos. 
A mãe está ao centro os braços sobre os ombros deles. Veste fato azul escuro, casaco de pele preto de forro encarnado.
Em alguns dos retratos há uma grande proximidade com a fotografia, esta tinha acabado de ter a sua emergência e Malhoa teve contacto com alguns fotógrafos entre os quais o pai de José Relvas, Carlos Relvas. Em alguns dos retratos da colecção, Malhoa usou frequentemente a fotografia e não o modelo natural esta obra é um desses exemplos.
«CMA»

Desvendado o que apoquentava o vereador do TPA

E pronto agora sabemos a razão porque não foram entregues, nem serão, os dois documentos que o vereador do TPA tanto faz questão de que lhe sejam entregues, pela simples razão de que um está em segredo de justiça e o outro envolve uma empresa prestadora de serviços que pertenceu (ou pertencerá ainda) ao próprio vereador e que avançou com um processo em Tribunal contra o Município de Alpiarça segundo afirma o presidente da Câmara em declarações a este jornal (ler: Listagem da documentação entregue pelo presidente da Câmara aos vereadores da oposição) para ficarmos a saber que próprio vereador é que avançou com um processo em Tribunal contra o Município de Alpiarça.É para dizer: isto é que é um vereador!Falta-nos agora saber o que irá o vereador do PSD inventar para fazer cenas rocambolescas nas  próximas reuniões de Câmara.Realmente depois do que foi divulgado pelo presidente da Câmara é para dizer que Alpiarça merecia uma melhor oposição que nada conseguindo fazer ou apresentar para beneficiar Alpiarça se limitam a inventar ‘discórdias e recusas’ que agora foram desmentidas por quem de direito.Que os alpiarcense abram os olhos e estejam atentos a quem quer desacreditar o poder local

CONTRATO LOCAL DE DESENVOLVIMENTO LOCAL

CLDS+ ALPIARÇA


O CLDS+ de Alpiarça tem o prazer de o/a convidar para uma tarde de "À conversa com..." sobre "A demência na família".
Inscreva-se já através do email clds.mais.alpiarca@hotmail.com,
no Edifício dos Lavadouros ou através de 243 558 100.
«CMA»

Quase 19% dos portugueses em risco de pobreza

O último Inquérito às Condições de Vida e Rendimento da responsabilidade do Instituto Nacional de Estatística (INE)  divulgado, e citado pelo Diário Económico, revela que em 2012 o risco de pobreza aumentou 0,8 pontos percentuais face ao ano anterior, fixando-se em 18,7% da população.
O risco de pobreza em Portugal tem vindo a agravar-se desde 2005, sendo que, em 2012, 18,7% das pessoas viviam em situações precárias, um valor percentual que corresponde na realidade a 1.961.122 portugueses e que faz o INE apontar que se trata do "mais elevado desde 2005".
A conclusão consta do último Inquérito às Condições de Vida e Rendimento da responsabilidade do INE  divulgado, e citado pelo Diário Económico, esclarecendo que de 2011 (ano da chegada da troika) para 2012, o risco de pobreza agravou-se em 0,8 pontos percentuais.
Outro dado deste inquérito, não menos preocupante, mostra que esta taxa foi de 22,2% nas famílias com crianças dependentes.
Além disso, este risco aumenta ainda mais nas famílias composta por um adulto com pelo menos uma criança dependente (33,6%), por dois adultos com três ou mais crianças (40,4%) e por três ou mais adultos com crianças (23,7%).
Ou seja, um risco que pela primeira vez coloca estas famílias numa situação mais grave do que a das pessoas que vivem sós (21,7%).
O mesmo não se pode dizer em relação aos desempregados, uma faixa etária em que a ameaça de pobreza aumentou 1,9 pontos percentuais em 2012, fixando-se nos 40,2%.
O INE define que a taxa de risco de pobreza corresponde à proporção da população cujo rendimento equivalente se encontra abaixo da linha da pobreza, definida como 60% do rendimento mediano por adulto equivalente, que passou de 416 euros em 2011 para 409 euros em 2012.
Pelo que, mantém-se uma "forte desigualdade" nas distribuições dos rendimentos, salienta o INE, apontando que o rendimento monetário líquido dos 10% da população com maiores recursos era quase 11 vezes superior ao dos 10% da população com menores recursos.
«NM»

sábado, 29 de março de 2014

Listagem da documentação entregue pelo presidente da Câmara aos vereadores da oposição

Mário Pereira
Presidente da Câmara Municipal de Alpiarça

Jornal Alpiarcense solicitou  ao Presidente da Câmara para que nos concedesse a listagem da documentação fornecida aos vereadores da oposição nomeadamente: Pedro Gaspar do PS e Francisco Cunha do TPA/PSD.

Mário Pereira prontificou-se de imediato a enviar-nos  toda a informação para que os alpiarcenses possam saber quais os documentos que tanto tem incomodado a oposição como concedeu mais alguma informação complementar de forma a que não restem duvidas.
Ficamos a assim a saber de que lado está a verdade como ficamos a saber que nunca foram recusados quaisquer documentos aos vereadores.

Os devidos esclarecimentos  do presidente da Câmara  e  respectiva publicação da listagem de documentos já entregues:

"Previamente, cabe-me dizer que o Presidente da Câmara, devendo responder aos requerimentos dos vereadores ou das forças políticas representadas na Assembleia Municipal (através de comunicação da Mesa da Assembleia), tem um prazo que a Lei aponta como meramente indicativo para o fazer, tendo em conta a disponibilidade dos serviços no apuramento da informação solicitada, mas também, e ainda, a própria análise do Presidente dessa informação e o seu eventual tratamento; sendo, na maior parte das vezes, informação disponibilizada pelos serviços, a resposta vincula sempre – e, muitas das vezes, apenas – o Presidente; daí a necessidade desse tratamento. Um outro cuidado a ter em conta será sempre o da protecção de dados de pessoas ou entidades, cujo direito à privacidade está protegido por lei e é dever de quem exerce funções públicas efectivamente salvaguardar; outro cuidado, ainda, tem a ver com questões que, decorrendo de processos judiciais, possam estar eventualmente abrangidas pelo segredo de justiça.

Tendo em conta estas questões, e contrariando a versão que o Vereador do PSD-MPT – cujo único objectivo, desde sempre, terá sido apenas atacar a credibilidade do Presidente da Câmara e poder dizer que haveria alguma coisa a esconder (como começou logo por fazer na segunda reunião de Câmara) – envio a listagem dos assuntos referenciados e requeridos, e que lhe foram já enviados:

- listagem dos convites enviados para a cerimónia da Tomada de posse dos órgãos autárquicos do Município;

- toda a documentação (nomeadamente os Planos de Actividades das Colectividades e Associações do concelho) referente à atribuição de subsídios para 2014;

- toda a documentação relativa ao concurso público que culminou na adjudicação do bar das Piscinas (à excepção da conta-corrente);

- toda a documentação referente ao concurso público que culminou na adjudicação do Parque de Campismo, incluindo a conta-corrente;

- respostas da Águas do Ribatejo EM a questões colocadas pelo vereador e pela bancada do PSD-MPT na Assembleia Municipal;

- actas das duas últimas reuniões do Conselho Municipal de Segurança;

- toda a documentação referente ao Mapa de Pessoal do Município de Alpiarça, aprovada pela Câmara e pela Assembleia Municipal.

Na última reunião de Câmara foram solicitados novos documentos pelos vereadores do PS e do PSD-MPT, que o Presidente da Câmara entregará quando – e se – estiverem reunidos os pressupostos anunciados anteriormente.

É, portanto – e como se comprova –, absolutamente falso o que afirma (aliás, grita) o vereador do PSD-MPT na Câmara de Alpiarça. É mentira!

O Presidente da Câmara tem-lhe entregue (e ao vereador do PS Pedro Gaspar também, assim como às bancadas do PS  e do PSD-MPT na Assembleia Municipal) toda a documentação requerida, de acordo com o levantamento de informação por parte dos serviços – cujos funcionários não estão apenas ao serviço do vereador do PSD-MPT, mas sim, prioritariamente, da população –, da análise que faz de cada matéria, das questões de eventual privacidade de dados envolvidos, bem como da decorrência do respeito pelo sigilo de certos assuntos que seguem pela via da justiça. 

E é por esta última razão que não foram entregues alguns dados: a conta-corrente do bar das Piscinas, por estar a ser tratado no âmbito jurídico, e a documentação relativa às AEC. Ora, nesta matéria em particular, o vereador do PSD-MPT Francisco Cunha deveria ter um recato suplementar, visto estar a pedir dados que dizem respeito a uma empresa prestadora de serviços que pertenceu (ou pertencerá ainda) ao próprio vereador e que avançou com um processo em Tribunal contra o Município de Alpiarça; por isso, a não ser em sede de processo judicial, o Presidente da Câmara não enviará a ninguém qualquer documento que incida sobre este assunto.

Tudo isto já foi dito e redito ao vereador e a todo o executivo. Foi dito e fundamentado.

 Mas, por que razão o vereador do PSD-MPT continua a dizer que o Presidente da Câmara de Alpiarça não lhe entrega nenhum documento dos que requereu? Simplesmente pela razão que tinha em mente quando enveredou por esta lógica de criar artificialmente factos que possam vir a pôr em causa a seriedade e a credibilidade do Presidente da Câmara e da maioria no executivo. A resposta é tão simples quanto esta; e, ao mesmo tempo, tão evidente.


Por isso, o vereador do PSD-MPT pode muito bem continuar nesta senda, pondo em causa as pessoas, descredibilizando as instituições e a própria democracia local, ultrajando a imagem de Alpiarça, Concelho em plena comemoração do seu primeiro Centenário, que muito pouco será o seu saldo final. É muito pouco provável que tenha sucesso, por uma razão bem simples: É que a nossa população conhece-nos e sabe bem onde está a verdade."


Por: António Centeio

2014 - 40 ANOS DE ABRIL

Vidas devassadas

Enquanto o agente Salvador se entretinha a fazer relatórios do que via, não via ou imaginava, em Alpiarça, à porta do Snack-Bar Chico, ao agente Baltasar era-lhe incumbida outra nobre e patriótica missão: averiguar o porte político de uma senhora, por causa de um banal emprego numa banal empresa.
Sobre isso dedicou-lhe uma linha e quatro letras numa segunda. O resto, foi devassa.
Por: Ricardo Hipólito

Sérgio Silva e Pipa ao ataque em Montemor-o-Velh

Sérgio Silva e Ana Filipa Santos (Pipa) são candidatos a vencer o II Duatlo de Montemor-o-Velho, prova de seleção para o Mundial e Europeu da especialidade, que se realiza este domingo na bonita vila do distrito de Coimbra.
Sérgio Silva vai estrear-se a competir em duatlo na época 2014, começando com duas provas de atraso a sua tentativa de apurar-se para o Campeonato do Mundo de Duatlo, marcado para os dias 31 de maio e 1 de junho em Pontevedra, Espanha.
"Quais as expectativas? Acho que posso dizer que sou candidato à vitória", afirmou o atleta do Garmin Olímpico de Oeiras ao site da FTP. Até esta altura, o mais internacional dos atletas que, este domingo, vai estar Montemor-o-Velho tem estado mais focado no atletismo onde, esta época, representa o Benfica, e ajudou a equipa a conquistar o título nacional de estrada.
“Espero poder compensar as minhas ausências em Rio Maior e Arronches com boas prestações tanto este domingo como na prova de Torres Vedras”, declarou, no sentido merecer uma convocatória para o Mundial do selecionador Bruno Salvador. António Mesquita, do McDonalds/TriBraga, vencedor das duas primeiras provas de duatlo de 2014 (Jamor e Valverde) está de volta e deverá ser um dos adversários a impor dificuldades a Sérgio Silva.
Quem também tem Pontevedra como objetivo bem definindo é Ana Filipa Santos, a atual campeã individual nacional de triatlo, que, há uma semana, em Alpiarça venceu e ajudou “Os Águias” a ganhar a primeira etapa do Nacional de Clubes em femininos.
“Fui recuperando da prova de Alpiarça ao longo da semana, apesar de andar com alguns problemas respiratórios. Mas espero ter um bom resultado em Montemor-o-Velho. A seguir vem a Taça da Europa da Quarteira e o grosso do treino está, nesta altura, feito. Estou otimista", afirmou a atleta, mais conhecida por Pipa.
O II Duatlo de Montemor-o-Velho é, pois, prova de seleção para os Campeonatos do Mundo e da Europa de Duatlo, nos escalões de elite, sub-23 e juniores. Enquanto o Mundial realiza-se na vizinha Espanha, o Campeonato da Europa de Duatlo disputa-se em agosto, dias 23 e 24, em Weyer, na Áustria.
Depois dos Duatlos de Rio Maior e Arronches, os atletas terão a sua terceira prova de seleção. Os atletas de elite e sub-23 que queiram ir ao Mundial ficam ainda com a obrigatoriedade de competir em Torres Vedras, a 11 de maio, naquela que também será etapa do Nacional de Clubes.
O II Duatlo de Montemor-o-Velho, disputado na distância Sprint, integra o Circuito Regional Centro e é uma organização do Atlético Clube Montemorense, com o apoio da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho e da Federação de Triatlo de Portugal.
O tiro de partida será da prova aberta, para a qual estão inscrito perto de cem atletas, será dado às 12h30. A prova jovem decorrerá antes, pelas 10h30.
«FTP»


Polémicas nas reuniões de câmara não dignificam a autarquia

Acho que temos de dividir a situação em duas fases. Uma até às últimas eleições autárquicas e outra depois das eleições. Antes, estivesse a CDU ou o PS na oposição, o relacionamento entre as duas forças políticas era sempre cordial. Fui vereador da oposição no primeiro mandato de Joaquim Rosa do Céu (1997-2001) e quando ganhámos as eleições em 2009 o nosso relacionamento com as duas vereadoras do PS também foi sempre cordial. O que não acontece agora com uma das forças políticas…
Ler mais em:
http://www.omirante.pt/noticia.asp?idEdicao=54&id=71139&idSeccao=5

Agrupamento de Centros de Saúde da Lezíria tem em falta 26 médicos de família

Concelhos com mais carência são Salvaterra de Magos, Rio Maior, Almeirim, Chamusca e Santarém


O Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) da Lezíria necessita da integração de 26 médicos de família para colmatar a carência de clínicos nos nove concelhos do distrito de Santarém que abrange, disse a sua responsável à agência Lusa.
A diretora executiva do ACES Lezíria, Paula Rodrigues, disse à agência Lusa que atualmente existem 93 médicos distribuídos pelos nove concelhos que integram o agrupamento, numa área total de 3.500 quilómetros quadrados, “sendo que 11 médicos se encontram a aguardar despacho de aposentação”.
“Para colmatar a falta de médicos já existente e que se irá agravar com a saída por aposentação dos 11 médicos que se encontram a aguardar o despacho, será necessária a integração de cerca de 26 médicos especialistas em medicina geral e familiar”, afirmou Paula Rodrigues, em resposta a questões colocadas pela Lusa.
A diretora do ACES Lezíria adiantou que o agrupamento aguarda “para saber quantas vagas serão abertas no próximo concurso para colocação de médicos que estão a concluir a especialidade de Medicina Geral Familiar”.
Os concelhos com mais carências de médicos são, neste momento, Salvaterra de Magos, Rio Maior, Almeirim, Chamusca e Santarém, afirmou.
O ACES Lezíria abrange os concelhos de Almeirim, Alpiarça, Cartaxo, Chamusca, Coruche, Golegã, Rio Maior, Salvaterra de Magos e Santarém.
«Lusa»

Hoje o dia começou assim na Casa-Museu dos Patudos


«CMA»

Sábados a Contar

Estás farta das princesas normais? Estás cansada das histórias tradicionais das princesas que encontram o seu princípe? Procuras uma princesa com mais "sal e pimenta"? Então esta história é para ti! Esquece os vestidos bonitos, os casamentos de contos de fadas e os grandes bailes. Com a princesa Maria só há aventura, malandragem e amigos estranhos. Ela é mesmo uma princesa do pior!
 A Biblioteca Municipal de Alpiarça realiza mais uma edição de  "Sábados a Contar" com a hilariante história "Uma Princesa do Pior", que será contada através de um teatro de sombras chinesas.
 Para pais e filhos, dia 29, pelas 16h30, não faltem!


Sorteio faz dispara em 45% faturas com contribuinte

O número de faturas emitidas com número de identificação fiscal (NIF) aumentou 45% em janeiro, para os 46 milhões, segundo a Autoridade Tributária e Aduaneira. O número foi impulsionado pela ‘Fatura da Sorte’, que sorteará automóveis topo de gama para os portugueses.
A ‘Fatura da Sorte’ criada pelo Governo para combater a economia paralela parece estar a surtir efeito. Os dados da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) revelam um aumento significativo do número de clientes a pedir fatura com número de identificação fiscal.
Segundo o Jornal de Negócios, em janeiro, o número de faturas emitidas com o NIF do consumidor final aumentou 45% em relação ao mesmo mês do ano passado, para os 46 milhões. Um número bem superior aos 31,7 milhões contabilizados em janeiro de 2013.
Os comerciantes falam de “uma grande diferença” entre as pessoas que atualmente pedem fatura com contribuinte e as que o faziam antes do sorteio de automóveis.
Contudo, “há clientes que dizem logo que não, como se recusassem por o número por uma questão de princípio e de estarem contra o sorteio”.
«NM»

sexta-feira, 28 de março de 2014

PS: Francisco Assis e a sua comitiva nas Tasquinhas de Rio Maior

(Foto de: Miguel Sá Pereira)

OPINIÃO ESPECIAL: "Não gostaria de fechar os olhos sem ver os comunistas a governar Portugal"

Por: L.A.

Tenho para mim, que o autor do Post ""DOS LEITORES: Qual comunismo qual carapuça!", quis despoletar reacções e medir o pulso ao baluarte comunista de Alpiarça. Certamente que estará a recolher dados para o seu "Gabinete de Estudos". "Gabinete" eventualmente parecido com aquele sugerido pelo presidente da câmara na última reunião levada a efeito no auditório dos Paços do Concelho, relativamente a um munícipe habitual participante nos eventos de discussão pública de interesse local.
Em alguns aspectos, por muito que me custe dizê-lo, tenho de concordar com o autor do texto. Há muitas decisões mal albardadas por parte do PCP que, deixam até muitos dos seus militantes e simpatizantes de "boca aberta"! Essas decisões de recurso duvidoso, são tantas que, não cabem neste simples texto de opinião. Todavia, quem lê jornais, ouve rádio e vê televisão, sabe quais foram essas "avarias" estratégicas de ocasião do PCP. Pese embora o facto, de termos sempre alguma dificuldade em analisar e classificar com isenção, comportamentos e atitudes, principalmente quando nos tocam.
É claro que ouvimos a argumentação dos comunistas, dos socialistas, dos sociais-democratas e, pela sua convicção até parece que têm todos razão! Mas, nós sabemos que na realidade não é bem assim. As coisas na prática não são exactamente como pintadas em teoria e, depois, lá se perderam mais uns anos das nossas vidas em proveito de coisa nenhuma. 

Não será demais recordar que, há cerca de quatro décadas, já se falava nos malfadados quarenta anos passados de ditadura fascista, de Oliveira Salazar, a que havia sido sujeita toda uma geração! Como somos um país de teóricos, poetas líricos e oradores distintos, depois da ditadura e do sofrimento, passámos mais outros tantos quarenta anos, em ensaios e experiências de toda a ordem, à sombra da democracia e, o resultado está à vista.


Não será demais recordar que, há cerca de quatro décadas, já se falava nos malfadados quarenta anos passados de ditadura fascista, de Oliveira Salazar, a que havia sido sujeita toda uma geração! Como somos um país de teóricos, poetas líricos e oradores distintos, depois da ditadura e do sofrimento, passámos mais outros tantos quarenta anos, em ensaios e experiências de toda a ordem, à sombra da democracia e, o resultado está à vista.
Como todos os políticos querem, a qualquer preço, fama, estatuto social e desafogo financeiro, esgrimem ideias de governo brilhantemente diferentes que não passam disso mesmo mas, que vão convencendo e iludindo quem vota na esperança de uma vida melhor. Assim, dificilmente iremos chegar a qualquer porto seguro, e socialmente desejável. Ninguém terá segurança e prosperidade desta maneira desorganizada! Seja em nome da democracia seja de qualquer outro sistema político ou social.
Não obstante, como já estamos perdidos e é costume dizer-se "perdido por um perdido por mil" deixo aqui uma confissão: Não gostaria de fechar os olhos sem ver os comunistas a governar Portugal. Sei que é um sonho irrealizável mas, só assim poderia ter argumentos sustentados para chamar uns quantos nomes aos comunistas portugueses, da mesma forma que chamo a quem tem governado o País.
Será que somos, como afirmou um tal general romano, "um povo que não se governa nem se deixa governar"? Ou será que precisamos de um outro Viriato dos Montes Hermínios para nos comandar?

64 participantes inscritos para a fase final de Petanca

Decorrerá no próximo dia 29 de Março, no Parque de Merendas da Golegã (também conhecido por KM 71), com organização conjunta da Câmara Municipal da Golegã e da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo, englobada na IV Edição do MAIS LEZIRIA, a fase Final da Petanca. 
Estão inscritos nesta fase final, 64 participantes, divididos por 32 equipas, dos concelhos de Golegã (4 Equipas), Coruche (4 equipas), Alpiarça (4 equipas), Cartaxo (4 equipas), Almeirim (8 equipas) e Salvaterra de Magos (8 equipas).
Para o efeito serão disponibilizados 16 Campos.
09h30-12h30 -1ª Fase - Apuramento
14h30- 18h00 - 2ª Fase - Eliminatória
«Hertz»

Recolha de Sangue


Lidl baixa novamente os preços dos bens essenciais


A partir de hoje, 28 de março, os clientes Lidl vão poder contar com mais uma baixa de preços em vários bens essenciais de marca própria, como os ovos, azeite, arroz, massas, pão, farinha, enlatados, entre outros. No conjunto das mais de 50 referências impactadas por esta nova baixa de preços, há casos que permitem uma poupança de 0,74€, ou por sua vez podem representar uma descida de 20%.
Esta baixa de preços reforça a sua total dedicação aos consumidores nacionais, procurando ser fiel à sua assinatura de “Mais Para Si” e representa para um Lidl um investimento na ordem de um milhão de euros, que é passado diretamente aos seus clientes enquanto poupança.
O Lidl dá assim continuidade ao esforço iniciado no segundo semestre de 2013, quando repercutiu a descida de preços das matérias-primas dos óleos alimentares, da farinha e do açúcar. Em outubro e novembro optou por reduzir o preço de carnes selecionadas de porco e carnes picadas chegando em alguns casos a representar uma redução direta de 1€ por kg. E mais recentemente, no início de 2014, implementou uma redução de preços em mais de 130 produtos de marcas de fornecedor. O objetivo de todas estas iniciativas é demonstrar que o Lidl Portugal está ao lado dos seus clientes, nos bons momentos e nos menos bons.
(Pubicidade)

DESPORTO: Convocatória para a Taça da Europa de Quarteira 2014 - Elite e Juniores

O selecionador nacional de Triatlo, Bruno Salvador, divulgou esta quinta-feira a lista de convocados, nos escalões de Elite e Juniores, para a Taça da Europa de Quarteira 2014, agendada para os dias 12 e 13 de abril na cidade algarvia.
Enquanto país organizador, pela sexta vez, de uma das provas enquadradas na Taças Continentais da Federação Internacional de Triatlo (ITU), Portugal tem acesso a mais vagas do que os restantes países do total de 75 lugares em cada uma das provas, masculina e feminina, de Elite e Juniores.
Foram convocados 21 atletas de Elite (15 masculinos e seis femininos) e 20 Juniores (9 masculinos e 11 femininos), sendo de assinalar, num país onde a modalidade foi sempre mais praticada por homens, o grande número de jovens atletas femininas, ainda juniores, chamadas para a competição.
Nas provas masculinas, de Elite e Juniores, há ainda um atleta suplente para cada uma delas, a aguardar vaga da ITU. João Silva e João Pereira não constam da convocatória, uma vez que vão estar envolvidos na disputa do circuito mundial de triatlo - World Triathlon Series.
"Esta prova é importante para dar experiência competitiva aos nossos escalões, para os atletas poderem amealhar pontos que lhes permitam subir no ranking da ITU, o qual dá acesso a outras provas internacionais. Ao mesmo tempo, poderá ser, para os atletas, uma porta de entrada no projeto olímpico da nossa federação", comentou Bruno Salvador ao site da FTP.
«FTP»

COMEMORAÇÕES DO DIA DA JUVENTUDE


DIA 29 de MARÇO 2014


NA PRAÇA JOSÉ PINHÃO
09h00 às 18h00 - Feira de Antiguidades, Velharias e Artigos Usados
10h30 - Atuação do Rancho Infantil Albandeio
15h00 - Espetáculo Musical do Maria Miguel e André Azevedo 
NO LARGO DOS ÁGUIAS - NOITE JOVEM
22h00 - Espetáculo Musical com "Ela e os Monstros"