.

.

.

.

quarta-feira, 31 de julho de 2013

OPINIÃO: a 'Sexta baboseira'

Por: L.A.
Caros leitores, lamento voltar à carga, mas hoje acabaram por dar-me, inconsciente e inadvertidamente, mais cedo do que esperava (o ritmo da campanha está aceleradíssimo), mais matéria para continuar a crónica das baboseiras. Sou alheio às opções dos políticos locais, não pode por isso ser-me imputada qualquer culpa pelo rol de baboseiras que vão aparecendo por aí e que acabam por servir de inspiração a estes modestos escritos. Uma pessoa tem que se ocupar de alguma maneira, depois de um dia de trabalho, não é?
Pensar que, já que o líder não está a convencer a população da sua idoneidade como se achou que podia acontecer num passageiro e estranho devaneio colectivo (de cerca de 30 pessoas), através de entrevistas pouco convincentes, toca de tentar fazer o caminho de forma solitária (as tradições devem ser mantidas) para tentar recuperar a própria imagem numa derradeira tentativa de atingir o fim que foi sempre um, o de chegar mais longe e finalmente ser O Presidente que sempre se quis ser.
Pois bem, nada mais ingénuo e revelador de ignorância política. Como já alguém disse e está em destaque neste blog, normalmente a lista vencedora é-o em todas as frentes. 
Pois é, há quem pense que foi "o escolhido" e afinal não passa de um degrau para outrem atingir os fins pretendidos. E há vários fins e vários protagonistas nesta estória, mas isso daria para outras crónicas e contos de encantar que falariam do reino de Rio Maior, para além do tejo.
Ser tudo isto uma baboseira ainda assume maiores proporções quando o que se pretende fazer um dia é disputar o pódio com uma figura incontestável, que por acaso é homónima. 

Até amanhã que já se faz tarde.

' Mais Alpiarça' hoje vai estar na rua!!!!

«De: 'Mais Alpiarça'»

DEPOIMENTO DE MÁRIO SANTIAGO, CANDIDATO A PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA MUNICIPAL PELO MOVIMENTO 'TODOS POR ALPIARÇA'

Dando continuidade à publicação dos depoimentos dos principais candidatos às eleições autárquicas que se vão realizar no dia 29 de Setembro publicamos de seguida o depoimento de Mário Santiago (foto) candidato a presidente da Assembleia Municipal de Alpiarça pelo movimento independente: 'Todos Por Alpiarça" 

"Tenho o maior prazer em responder à questão que o JA me apresentou  no âmbito da minha condição de cabeça-de-lista à Assembleia Municipal de Alpiarça pelo movimento “TODOS POR ALPIARÇA”. 

 “Se for eleito presidente da AM que pensa fazer ou alterar?” 

A questão em si não pode dissociar-se da minha atual condição de Presidente da Assembleia Municipal no mandato que decorre (2009-2013), embora como saiba tenha suspendido recentemente o meu mandato por motivos puramente éticos, por ser ainda eleito pela CDU e ir concorrer nestas eleições autárquicas através de um projeto alternativo, pelo movimento ‘TODOS POR ALPIARÇA’. 

 Enquanto eleito Presidente da Assembleia Municipal de Alpiarça desde 2009, assumi um conjunto de objetivos, uns mais pessoais principalmente relacionados com a postura e âmbito de intervenção que delineei, e outros mais integrados no projeto coletivo e fundamentalmente direcionados a alterações ao nível do funcionamento deste órgão autárquico que tem duas atribuições fundamentais: a de deliberar e a de fiscalizar a ação do executivo camarário. 

No início do mandato que agora termina, destaco os dois objetivos que se definiram:

 a. Alteração do Regimento de forma a permitir que o público pudesse intervir nas sessões sem as severas limitações estabelecidas nos anteriores mandatos autárquicos.

 b. Descentralização logística das sessões, libertando este órgão autárquico da conveniência e aparente conforto do auditório dos paços do concelho. 

Em relação ao primeiro objetivo, o mesmo foi imediatamente atingido através da revisão do regimento da Assembleia Municipal, tendo essa revisão permitido que o público que tem vindo a presenciar às sessões, possa intervir logo no momento em que as sessões são iniciadas com as questões e/ou comentários sobre a atividade da autarquia ou assuntos do interesse sobre o concelho. Foi uma vitória da democracia local e a restauração da liberdade de expressão e que tem enriquecido imenso as sessões da Assembleia Municipal com a regular participação do público no período a ele reservado. É deveras visível a diferença de participação do público neste mandato face ao mandato anterior devido a isso mesmo. Em relação ao segundo objetivo, realizámos uma sessão no Frade de Cima (com a gentil cedência do espaço pela coletividade local) e só não realizámos sessões no Casalinho e Frade de Baixo por suposta falta de condições logísticas para que tal viesse a acontecer, e porque nos últimos meses as relações entre o Executivo da Câmara Municipal e a Assembleia Municipal também não têm, infelizmente, permitido uma estreita colaboração no sentido de encontrarmos em conjunto as devidas alternativas ou soluções. 

 Neste novo projeto do movimento “TODOS POR ALPIARÇA”, temos vários objetivos acerca do funcionamento da Assembleia Municipal, sendo que muitos deles nem necessitaram de estar descritos no nosso Programa Eleitoral porque são meros procedimentos de fácil e racional implementação com vista à maximização da qualidade do serviço público prestado pela assembleia municipal.

Sem enumerar todos, destaco os seguintes objetivos a cumprir durante o próximo mandato: 

a. Criar condições para que a descentralização física das sessões seja uma realidade, com sessões que se realizem não exclusivamente no Auditório dos Paços do Concelho, mas que possam alternadamente e casuisticamente serem realizadas nos diferentes lugares do concelho, criando condições para que todos os alpiarcenses, sejam eles residentes em Alpiarça, Frade de Cima, Frade de Baixo, Casalinho ou Gouxaria possam mais facilmente participar naquilo que eu considero a verdadeira ‘Casa do Povo’, que é a Assembleia Municipal. Tem que ser a Assembleia Municipal a ir ao encontro da população e não passivamente ficarmos à espera dos munícipes.

 b. Implementar a transmissão das sessões da assembleia municipal em “live streaming” (transmissão vídeo/áudio em direto através da internet) que permita que todos os interessados possam assistir às sessões da Assembleia Municipal, mesmo que não se encontrem fisicamente no local, bastando para isso terem um computador e uma ligação à internet. É um trabalho que se iniciou neste mandato e que se encontra num estado preparatório já avançado e que pretendo deixá-lo em condições para que depois a implementação ocorra num prazo relativamente célere, e independentemente de quem venha a ser o próximo Presidente da Assembleia Municipal.

 c. Criar dignas condições de trabalho para todos os eleitos na Assembleia Municipal. Não é admissível que o auditório não disponha de mesas de trabalho e de apoio para os deputados municipais estando estes limitados a uma simples cadeira onde nem sequer podem depositar e manusear os documentos e instrumentos de trabalho, enquanto que o Presidente de Câmara e Vereadores dispõem de todas as condições de trabalho. É uma situação de desigualdade de condições que prejudica gravemente o decorrer dos trabalhos e que não se compreende porque nestes 4 anos de mandato, este Executivo não conseguiu (ou não quis) dotar aquele espaço de umas simples mesas de trabalho que no final da sessão se poderiam facilmente remover, devolvendo logo após as sessões a configuração original do auditório. Uma Assembleia Municipal ter quem ter um espaço de funcionamento digno que esteja preparado para os eleitos trabalharem e não um espaço preparado para palestras que mais parece uma sala de aula onde o posicionamento dos Deputados Municipais se confunde com alunos que são obrigados a assistir a uma aula ministrada pelo Presidente da Câmara. É algo que pretendo corrigir imediatamente. 

d. Disponibilizar transporte gratuito aos munícipes que queiram assistir presencialmente às sessões e que não o possam fazer devido a limitações de mobilidade, (por exemplo, disponibilizando reservas de lugares num autocarro que a horas pré-estabelecidas passaria por vários pontos do concelho para transportar essas pessoas, com serviço de retorno garantido aos pontos de origem.

 e. Não condicionar a posição e opinião individual dos eleitos do TODOS POR ALPIARÇA. É ponto de honra que todos os eleitos na assembleia municipal do ‘TODOS POR ALPIARÇA’ tenham voz e opinião. Ninguém será excluído, recriminado, pressionado, por assumir posições diferentes. Bem pelo contrário, promoverei a discussão e pluralidade de opiniões. A própria lista para a assembleia municipal do ‘TODOS POR ALPIARÇA’ é composta por pessoas de vários quadrantes, experiências de vida e pontos de vista para que a discussão democrática saia enriquecida por isso mesmo e que os únicos beneficiados sejam os alpiarcenses. Tive experiências neste mandato que não quero ver repetidas no próximo, onde Deputados Municipais foram condicionados e pressionados a tomarem posições em votações que não eram as que individualmente defendiam, vindo essas pressões do exterior do nosso grupo de trabalho. Em democracia, isso não é admissível. Todos temos uma opinião, e válida ou inválida deve ser ouvida e discutida. 

Temos ainda outros objetivos que gostaríamos de implementar, e independentemente de obtermos a vitória nestas eleições, é certo que tudo faremos para que as nossas ideias (as acima referidas e outras) possam na mesma serem implementadas, através de propostas a apresentar na assembleia municipal.

 E o mais importante de tudo, se eu for eleito Presidente da Assembleia Municipal de Alpiarça, garanto (compromisso de honra) que a minha postura perante as forças políticas e perante a população de Alpiarça continuará a ser aquela que sempre foi até agora. Se tiver que me opor a posições políticas dos eleitos, independentemente de serem do PS, CDU, ou do movimento ‘TODOS POR ALPIARÇA’, fá-lo-ei com a mesma certeza e determinação que o fiz até agora. Ao contrário de alguns políticos locais que cultivam a obediência cega a diretivas internas dos partidos onde militam (situação tantas vezes assistida neste último mandato e que criou a desintegração das suas estruturas), deverei a minha condição de eleito unicamente à população, independentemente desta ter ou não votado em mim. Já o fiz em matérias como o IMI, na questão das homenagens do 25 de Abril, na acumulação de funções de eleitos, mesmo sentindo que estava a ser injustamente incompreendido por alguns dos meus pares. Essa é postura que se manterá inalterada e foi umas das poucas condições que coloquei antes de aceitar este novo desafio do ‘TODOS POR ALPIARÇA’

Termino, agradecendo a oportunidade que o JORNAL ALPIARCENSE me proporcionou em utilizar o seu espaço. 
Muito obrigado, Mário Santiago"

'TODOS POR ALPIARÇA'. Entrevista aos Srs. José Francisco e Celestino Carriço


«De: 'Todos Por Alpiarça'»

JUVENTUDE COMUNISTA: "Os jovens da CDU estão muito bem e recomendam-se"


São da CDU, com orgulho e sem esconder os símbolos.

Os jovens da CDU estão muito bem e recomendam-se, caro amigo, não esteja preocupado. São muitos, esses jovens, muito animados e trabalhadores, são a renovação da CDU e os futuros quadros autárquicos deste concelho. 
São em muito maior número do que no PS ou MAR ou AEAR (como queiram) ou no PSD ou MPT ou TTR ou PPNMBT ou outra coisa que queiram chamar a essa candidatura. 
São da CDU, com orgulho e sem esconder os símbolos.
Têm contribuído com ideias e propostas para o Programa da CDU e vão continuar a fazê-lo, porque são envolvidos na discussão de ideias.
Fazem o que os outros candidatos da CDU também fazem porque não se discriminam as pessoas por motivos de idade na CDU.
Também gostamos muito de ter connosco os que já não são tão jovens. Gostamos muito de ter connosco os mais velhos, homens e mulheres trabalhadores de Alpiarça, que lutaram para que possamos votar, ter liberdade e democracia no nosso país. Temos um enorme orgulho neles, valorizamo-los, intergramo-los no trabalho de campanha, com tarefas que realizam com todo o gosto e dedicação, participam com ideias, com críticas, com propostas.
Na CDU sabemos bem que precisamos do trabalho de todos, do contributo de todos, sempre, em qualquer momento e não só para eleições, para atingir o poder.
Mas será com todos, jovens, menos jovens, que voltaremos a ganhar a Câmara e a Junta, para que Alpiarça continue a ser dos alpiarcenses e não de um grupo de interesses particulares.
Cumprimentos e não se preocupe com o Programa: será apresentado, depois de discutido como tem de ser, e será o melhor para Alpiarça, gerido por gente séria. 

Noticia relacionada:
"REUNIÃO DE TRABALHO DE CANDIDATOS E ACTIVISTAS CDU...": 
Foto: CDU/Alpiarça

CANDIDATO A PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE ALPIARÇA

MÁRIO FERNANDO ATRACADO PEREIRA
44 anos
Licenciado em História e Ciências Sociais
Professor
Presidente da Câmara Municipal de Alpiarça

Membro da Direcção da Organização Regional de Santarém do PCP
Membro da Comissão Concelhia de Alpiarça do PCP

Membro do Conselho Económico e Social (CES)
Secretário da Mesa da Assembleia-geral do Turismo do Alentejo
Membro do Conselho Regional da CCDR-LVT

Membro da Assembleia Distrital de Santarém
Membro do Conselho Executivo da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo (CIMLT)
Membro dos órgãos sociais da LT, SRU, da Resiurb e da AR-Águas do Ribatejo

Candidato pela CDU às Eleições Legislativas de 2002, 2005 e 2011 pelo Distrito de Santarém
Candidato à Presidência da Câmara Municipal de Alpiarça nas Eleições Autárquicas de 2005, 2009 e 2013

CDU ALPIARÇA / AUTARQUIAS 2013 
NO RUMO CERTO
SERIEDADE E CONFIANÇA
«De: CDU/Alpiarça»

'DIREITO DE RESPOSTA' ao autor das ' 5 baboseiras'

 leitor identificado
Como direito de resposta passo a tecer a seguinte reflexão, apenas por mero entretenimento dos nossos leitores, porque ao fim ao cabo ambos sabemos que o que conta é o voto na urna, e o que se escreve são apenas reflexões que ajudam os leitores criar consciência da coisa politica
 Primeira baboseira: Pensar que qualquer um pode ser presidente.
De facto muito mal vai este país e estas Câmaras por colocarem à frente professores e não gestores. Fazem falta mais Rui Rios para colocar estas casas em ordem. Não basta ser bom rapaz para ser presidente. Eis algumas das qualidades que considero importantes para ser um bom presidente: (1) Lutador (2) ter experiência de vida (3) ser curioso (4) Ser sociável (5) Ser empreendedor (6) Saber estar e saber relacionar-se (7) Saber gerir pessoas (8) Ser correto (9) Ter espírito de sacrifício (10) Ter uma preocupação presente para com os mais desfavorecidos (11) Ser responsável
Escusado será dizer que estas não são qualidades exclusivas do Francisco Cunha, ou que o Mário Pereira não partilha também de algumas destas qualidades. A Questão que se possa colocar é quem reúne mais qualidades para ser presidente ?
Segunda baboseiraDizer que se vai mudar Alpiarça, criar emprego, transformar esta terra num éden.
Alpiarça vai mudar, com certeza que vai. Se não for com a ajuda do TPA para melhor será com certeza com uma morte lenta gerida pela CDU.
Não sei se já leu o programa do TPA, mas se não o fez aconselho-o a ler. Apresento-lhe algumas medidas que vão criar emprego em Alpiarça: (1) criação de uma incubadora de empresas - Posso adiantar que iremos ter uma réplica da DNA Cascais em Alpiarça. Eu próprio já me reuni com o presidente da DNA e após eleições e caso o TPA ganhe as mesmas iremos celebrar um protocolo nesse sentido. (2) Criação da Casa das Artes - não só iremos construir um novo ponto de interesse turístico como iremos criar uma escola de artes e inevitavelmente mais alguns postos de trabalho. (3) Desenvolvimento integrado do Turismo em Alpiarça que permita trazer turistas da Casa Museu e de outros pontos turísticos da região ao centro da vila onde os nossos restaurantes, velhos e novos, poderão beneficiar dessa afluência, e onde o comercio e os serviços poderão realizar mais negócios. (4) Requalificação do Mercado Municipal - fazer com que tanto comerciantes como clientes se sintam motivados a trabalhar e a visitar o mercado e a comprar nele em detrimento das grandes e médias superfícies. Com mais gente a visitar este espaço mais pessoas tomarão as rédeas às suas vidas por via de uma alternativa de rendimento a full ou a part-time
Além destas temos outras medidas no programa cujo impacto será muito positivo para Alpiarça, é só uma questão de passar uma vista de olhos pelo mesmo. Elas saltam à vista passo a expressão.
Terceira baboseiraDizer que estão nisto para disputar taco a taco as eleições ou mesmo que já está ganho.
 Não há qualquer dúvida que estas eleições são disputadas a dois :TPA vs CDU (+PS) . A CDU tem o seu núcleo de votantes fieis, devidamente formatados, que por mais que lhes possamos mostrar que existe outra forma de ver o mundo, a tribo na qual se inserem impede-os de ver mais além. Estes votantes desequilibram a balança como é óbvio, mas no entanto não deixa de ser curioso a aproximação que a CDU faz ao PS e vice versa , quando está à vista de todos que o PS anda escondido das festas e romarias para não revelar a sua fragilidade como força politica. Ou seja, a tática é dividir para reinar, porque estando o vosso núcleo de votantes assegurado quantos mais votos estiverem distribuídos entre as restantes forças maior será a vossa probabilidade de ganhar. Tenho pena por Alpiarça, que podia ser uma terra de excelência. Mas iremos continuar a trabalhar para mudar esta tendência e ganhar as eleições.
 Quarta baboseira: Más opções de marketing amador que funcionam ao contrário.
 Os vídeos revelam exatamente aquilo que as pessoas sentem. Que o Francisco Cunha é empreendedor, tem qualidades para ser presidente, é amigo de toda a gente, que toda a gente o respeita como pessoa, e que vai fazer mossa nestas Autárquicas. A par disso revelam também que o voto é livre e cada um vota onde bem entender.
 Mas uma coisa ficou bem presente nos vídeos, o Francisco Cunha não é nenhum papão ou malfeitor para Alpiarça e pessoalmente não acredito que as pessoas tenham duas caras como você quer levar a crer.
 Quanto às T-shirts … keep calm …. É só uma t-shirt
 Quinta baboseira: Por um lado, pensar que se ganham eleições abancando num determinado sítio (no caso, os águias) sem falar com o povo, ouvi-lo.
 Não só os Águias é o renovado centro social de Alpiarça onde mais de 50% da população direta ou indiretamente converge e o Francisco Cunha não tem parado um minuto sequer desde que a campanha começou. Tem a seu favor o tempo que os outros candidatos não têm é certo, pois soube estruturar a sua empresa para que as responsabilidades ficassem repartidas por várias pessoas de confiança e o libertassem para a difícil tarefa de fundar um Movimento do Zero ao contrário da CDU que parte com 1200 votantes (90% seniors) e do PS com 1000 fieis (hipoteticamente falando).
 Quanto ao carisma do Mário Pereira, atual presidente da Câmara, e não obstante a estima pessoal que tenho por ele, há coisas do ponto de vista politico e Governativas que não concordo e que me impedem de confiar nele como a pessoa indicada para o cargo.
 Dou dois exemplos: (1) Recentemente a Fundação alterou os estatutos em Assembleia Geral onde a Câmara tem lugar permanente e poder de veto. Ao invés de estar presente nesta assembleia preferiu ir para o porta a porta fazer política barata. Não só é falta de carisma politico como falta de responsabilidade para com os seus eleitores.
 (2) A nova praça dos Paços do Concelho, é uma obra eleitoralista cujo único objetivo é criar a fachada de que a terra evolui porque tem uma praça nova. No entanto os Alpiarcenses continuam com poucas oportunidades de desenvolvimento económico, o mercado municipal está às moscas, os nossos alunos frequentam uma escola que está nos últimos lugares do ranking nacional, o parque de campismo foi concessionado à pressa a alguém sem experiência no sector,  e na  zona industrial o único envolvimento que a câmara teve foi num piquete de greve através de um membro do seu gabinete, com exceção da excecional plantação de oliveiras na frente da mesma.
 Portanto, carisma na perspetiva política da palavra tem um sentido mais lato, e nesse campo não penso que o atual presidente tenha o carisma suficientemente apurado para se dizer que faz um bom trabalho.

'MAIS ALPIARÇA': Estamos convosco, contem connosco! 'Mais Alpiarça'

De: 'Mais Alpiarça'
' Age com mais liberdade quem melhor compreende as alternativas que precedem à escolha' assim disse um dia Descartes.

É dentro desta filosofia que o Mais Alpiarça se apresenta nos seus porta a porta, no seu contato com os Alpiarcenses. Fazemos questão de mostrar as nossas ideias sem pressões, e só pelo belo prazer de nos marcarmos como uma opção viável e credível para a nossa e vossa Alpiarça. 

A nossa campanha continua a ser feita com boa disposição, empenho e dedicação pelo bem maior que é a terra que nos viu nascer. Queremos fazer parte da vida dos Alpiarcenses e recolocar Alpiarça no mapa como uma terra que tem todas as hipóteses de se desenvolver bem como de criar condições para a fixação dos que são de cá e dos que para cá quiserem vir. 
Continuamos a encarar a campanha politica não como algo exaustivo de pressão sobre os cidadãos, mas como uma livre escolha para a qual contribuímos com um projeto que expomos de forma simples mas com conteúdo para o futuro da nossa comunidade.
A Liberdade é classificada pela filosofia, como a independência do ser humano, o poder de ter autonomia e espontaneidade. É respeitando estes princípios que o 'Mais Alpiarça' se apresenta como uma escolha sensata, viável e respeitadora dos direitos de escolha de cada cidadão. 
Estamos convosco, contem connosco! 'Mais Alpiarça'

REUNIÃO DE TRABALHO DE CANDIDATOS E ACTIVISTAS CDU ALPIARÇA

ESPAÇO CDU
30 de Julho de 2013


Realizou-se uma reunião de trabalho de candidatos da CDU, aberta a apoiantes, tendo como objectivo principal a discussão de ideias para o Programa Eleitoral. Nesta reunião procedeu-se ao balanço da pré-campanha, que foi considerado muito positivo, com o envolvimento de muitos apoiantes - muitos deles jovens - nas acções de porta-a-porta de contacto com a população, e com uma iniciativa de apresentação de todos os candidatos, que encheu o Largo dos Águias no passado dia 12, demonstrando a força da CDU, a caminho de nova vitória nas eleições para os órgãos do Município e da Freguesia.


No final da reunião, foi discutido o plano de campanha para as próximas semanas, que passa pela realização de reuniões sectoriais com o movimento associativo do concelho e com os agentes económicos, bem como pela continuação dos contactos com a população.


No que respeita à discussão à volta do Programa Eleitoral, para além de várias propostas concretas que surgiram e serão objecto de análise, foi assumido que o Programa CDU terá de obedecer ao princípio do máximo realismo, num tempo de grandes incertezas, mas deverá acolher as ideias que mobilizem os alpiarcenses para o apoio ao projecto autárquico da CDU, promovendo o desenvolvimento e a criação de emprego local, apoiando as actividades produtivas no concelho, a regeneração e qualificação do espaço urbano, tornando-o mais atractivo, apoiando o movimento associativo desportivo e cultural, as famílias e os munícipes com mais dificuldades em tempos muito difíceis para os portugueses, apostando na educação e no crescimento das nossas crianças e jovens.


NO RUMO CERTO
DO LADO SÉRIO!
CDU
«De: CDU/Alpiarça»

O carisma do lider Mário Pereira. Carisma unânime e reconhecido aqui e além fronteiras do município

Por: L.A.

Pronto, já que todos dão a sua opinião, também eu vou dar. Espero que passe na censura, não pretendo ofender ninguém, só dizer o que me vai na alma. 

Costumo passar por aqui e às vezes a minha alma fica parva com o que por aqui se diz. É com tamanha baboseira. Não tem desculpa, nem o aproximar a passos largos do dia das eleições. 
Além disso o que muitas vezes aqui escrevem, confie em mim sr. Centeio, não bate certo com o sentimento dos alpiarcenses na rua e o meu próprio, não vou negar. Mas o meu é o da maioria, pode crer.


Primeira baboseira: 
Pensar que qualquer um pode ser presidente.
Não é qualquer um que pode ser presidente da câmara, da junta ou mesmo da assembleia municipal. Não é sequer legítimo que algumas pessoas tenham essa pretensão. É preciso um certo perfil, uma certa história de vida limpa, um certo sentido de Estado que falta a muito boa gente que quer ser aquilo para o qual não foi talhado.
Porque se é para qualquer um ser presidente também eu tenho direito de querer, embora saiba que não tenho os requisitos necessários para desempenhar tão nobres funções. E olhem que eu tenho a ficha limpa! 

Segunda baboseira:
Dizer que se vai mudar Alpiarça, criar emprego, transformar esta terra num éden. Se conseguem fazer isso, então deixem de ser egoístas e concorram logo a nível nacional para resolverem já agora o problema do país, que bem precisa. Bora dar emprego aos portugueses e não só aos alpiarcenses apoiantes do PSD / TPA. Ai, espera, no país quem manda é o partido pelo qual concorrem aqui e a coisa não está a correr nada bem. Para além de que os tachos aí já estão ocupados, nada a fazer.

Terceira baboseira:
Dizer que estão nisto para disputar taco a taco as eleições ou mesmo que já está ganho. Nada mais errado. No dia 29 vai ser uma enchente a acorrer às mesas de voto para impedir que isso aconteça. Se estivessem calados, talvez com a abstenção e coisa e tal, a coisa ocorresse melhor. Assim, os camaradas vão unir-se como é costume e votar em peso no partido. Não há-de ser nesta nossa encarnação que o PSD ganhará em Alpiarça, meus amigos.

Quarta baboseira:
Más opções de marketing amador que funcionam ao contrário. Nem sequer vou aqui relatar todos os tiros nos pés que têm sido dados. Fotos mais que batidas como se fossem a invenção mais recente da humanidade, 5 pessoas vestidas de igual numa multidão de centenas de pessoas pensando as primeiras que causavam impacto mas o único impacto causado foi ficar claro para todos que afinal são poucos, ao contrário do que querem demonstrar aqui. 

Será que o tal cérebro da campanha tem noção de que, por exemplo, os entrevistados em vez de passarem uma imagem de confiança no cabeça de lista, é exactamente o contrário que acontece? É que até dava um estudo de caso para uma tese de doutoramento em ciência política. Poderia ser: "o marketing ao serviço do adversário" ou "como escavar a própria sepultura" ou "o efeito castrador da mensagem subliminar em política", eu sei lá. Tínhamos aqui pano para mangas, isso é que vos digo. É que nas benditas entrevistas fica mais claro para toda a gente o que não é dito, os silêncios, as hesitações, do que o que a coitada da entrevistadora consegue que seja efectivamente expresso em palavras.


Quinta baboseira:

Por um lado, pensar que se ganham eleições abancando num determinado sítio (no caso, os águias) sem falar com o povo, ouvi-lo. Por outro lado continuar a pensar que se ganham eleições depois de tentar falar com o povo, ser enxotado e ouvi-lo. Se é que entendem o alcance do aparente paradoxo ...

Hoje fico-me por aqui quanto a baboseiras porque a lista daria para escrever um livro de crónicas. 

Lamento dizer-vos (expressão meramente retórica, entenda-se) mas é mais que certo que a CDU tem isto ganho. O que também não é difícil, tendo em conta os adversários que se lhe apresentaram e o carisma do líder Mário Pereira. Carisma unânime e reconhecido aqui e além fronteiras do município  Quanto ao PS terá um honroso e merecido segundo lugar. Mais ninguém oferece credibilidade, nem que se pintem a si próprios a ao cenário de cor de rosa. 

Noticia relacionada:

Candidatos à Câmara pela CDU











«De: CDU/Alpiarça»

terça-feira, 30 de julho de 2013

OPINIÃO: Ontem como hoje, a historia repete-se

Por: Almeirante
Antigamente a propaganda do regime de Salazar e Caetano dizia-nos para não votar na oposição que queria vender Portugal aos estrangeiros e mais umas quantas tretas. Agora são alguns mentores, principalmente da CDU, que nos vêm dizer para não votarmos no MPT porque apenas a CDU tem gente séria e honesta. Os outros são todos uma cambada de "gente duvidosa" do partido do governo PSD, que não sabem gerir e que são isto e aquilo. Pese embora, toda a gente saber que o movimento TODOS POR ALPIARÇA é também formado por pessoas que vieram da CDU e PS que antes eram tidas como sérias e honestas sem nada que lhes pudesse ser apontado.
Ontem como hoje, a historia repete-se com a ameaça dos papões que nos hão de deixar ainda mais na penúria. Passados todos estes anos, quem diria que os "ameaçados" da altura eram os "ameaçadores" de hoje, sendo mais brando o cenário político-social?
Por tudo isto, grande parte da população está a ficar cansada destes jogos politiqueiros de quem pensa ter o exclusivo da seriedade e da competência. Admiro-me até, com a seriedade e competência que evocam, não terem resolvido ainda o problema do tal "Lote das trapalhadas" que o PS lhes deixou e outros "berbicachos" que continuam por resolver.
Os alpiarcenses votam em quem confiam e nunca precisaram de conselheiros políticos, internos ou externos, para tomar as suas decisões.
Noticia relacionada:




A novela 'Resto do Mundo vs TPA'

Por:  S.P.
Este ultimo fim de semana foi em grande, uma festa verde cheia de fruta num dos lugares mais simpáticos de Alpiarça – O carril junto à vala. E ainda a festa decorria já neste blog se faziam representar os primeiros atores da novela Resto do Mundo vs TPA sempre críticos e sempre atentos aos movimentos do TPA.
Desta feita, estando o assunto da melancia mais do que gasto as atenções viram-se para as T-shirts do TPA. Ainda decorriam as provas desta maravilhosa fruta e já choviam comentários quanto à suposta indecorosa aparição de um grupo de pessoas vestidas com as respetivas t-shirts de campanha, onde destaco algumas frases
Vergonhoso, era o que se comentava por ali das figuras em que se apresentaram vestidos numa festa em que não é para ali chamada a política, mas enfim, as ações ficam com quem as pratica.”
E um pouco mais abaixo rematavam
Se eu mandasse na campanha deles, "despedia" logo o ideólogo da campanha, porque foi uma má opção irem de camisola para ali. São um bocadinho amadores, não acham? Pensem comigo: se fosse importante ir para um contexto daqueles de camisola, não acham que o PS e a CDU não faziam também o mesmo?”
9 comentários só num artigo de opinião e mais uns 5 artigos derivados destas observações.
Em termos de Marketing a presença do TPA foi um sucesso, não se tratando de uma ação de campanha ( onde as ideias surgem entre todos e para todos), ninguém ficou indiferente à presença do grupo de pessoas do TPA, que mesmo sem estarem em campanha ativa não deixaram de marcar presença e de socializar com meloeiros (a propósito o melão Manuel António que a Sra. Cesaltina nos deu a provar é uma delicia) com o próprio presidente da Câmara, com a vereadora Regina Ferreira e com outros conterrâneos cuja camisola branca não lhes causou nenhuma espécie de azia, muito pelo contrário.
Mas não deixam de ser curiosas as observações incomodadas de certos atores desta novela politica, ao ponto de enaltecerem a presença quase invisível do candidato do PS, só notada mesmo  neste blog quando colocaram uma foto do almoço realizado na associação presidida por um dos seus elementos. Uma opção estranha no mínimo, tendo em conta a visibilidade que poderiam auferir se o mesmo tivesse sido realizado no Festival. Mas vai-se percebendo que o objetivo por ali é diferente e muito mais focado na sobrevivência de um partido politico (com toda a legitimidade que lhe confere) do que propriamente a discussão de ideias em prol da população. E assim foi, durante o período da tarde e dia seguinte o referido candidato e seus camaradas não mais se viram por estas bandas.
Mas para aqueles que mais se incomodaram com a presença dos elementos do TPA vestidos com as suas T-shirts, notem por favor que a par da atenção conferida pelo “Resto do Mundo” ao TAP estes pouco fizeram para chamar a atenção mantendo uma postura política bastante contida, e mesmo quando foi dada a oportunidade de cantar o hino do movimento numa sessão animadíssima de karaoke a opção de não o fazer pretendeu evitar a politização da presença apesar do rol de comentários que já corria neste blog.
Mas , como dizem os antigos, pela boca morre o peixe, e aqueles que acusaram o TPA de postura indecorosa por vestir a camisola numa festa de todos, não teceram qualquer comentário quando a Adelaide Ferreira faz um pequeno comício a favor da CDU.  Isso sim é indecoroso ter uma artista paga por todos a fazer campanha pela atual força politica. E por aqui percebemos a postura e ideologia moral de certos elementos que de facto se indignam única e exclusivamente quando a coisa não lhes corre a favor.  Para admiração de muitos os presentes a salva de palmas que se ouviu após comício foi também ela comedida. Entre 500 pessoas presentes se 100 bateram palmas às palavras de apoio à CDU estou certamente a ser generoso.

O hino da campanha (TPA) trouxe alegria às ruas de Alpiarça

Por: 'TPA'
Pelo que verificamos esta imagem do TPA, mais uma, tem causado tão boa impressão que já está a ser utilizada pela Câmara Municipal de Salvaterra de Magos. 


Ninguém pode negar o sentimento positivo desta imagem, tal como ninguém pode negar que esta é uma campanha eleitoral que se tem destacado pela positiva e despoletado o interesse de todos, dentro e fora do concelho, não só pela forma intimista com que este grupo comunica as suas ideias, mas também na forma como interage com todos os que se envolvem na campanha.
Destacamos sem qualquer pudor o hino da campanha que trouxe alegria às ruas de Alpiarça, os vídeos e fotos das muitas reuniões que existiram durante a elaboração do programa eleitoral e através dos quais a população mais atenta ficou a conhecer quem participou, o espírito que assistia a equipa e até os momentos mais sérios onde pessoas de outras ideologias partidárias, no ativo e na "reserva", contribuíram também para a construção de um programa que é de todos sem exceção e para todos os Alpiarcenses.
Temos verificado também a utilização das mesmas táticas de marketing pelos adversários políticos. Um facto só nos pode honrar pelo trabalho que toda esta vasta equipa tem realizado sem estruturas partidárias a assessorar, sem usar dinheiros públicos e artistas contratados para fazer comícios em prol da sua cor política, sem gabinetes de imprensa nem jornalistas profissionais nas suas fileiras. Mas apesar de todas estas carências o TPA tem demonstrado um enorme talento e com apenas a “prata da casa” tem tido um desempenho exemplar!
A única coisa que prometemos até às eleições a 29 de Setembro é continuar a surpreender tudo e todos com mais trabalho! 

Noticia relacionada:
"Confusões de imagens (TPA/Câmara de Salvaterra de ...":

ESCLARECIMENTO: o Pedro Gaspar é um AMIGO

Por: Nuno Mário Antão

Felizmente não há necessidade nenhuma de reforço das fileiras socialistas em Alpiarça, nem tão pouco seria eu um qualquer reforço. Limitei-me a registar uma outra utilização da imagem em causa, apenas e só isso. 
No entanto não quero deixar de dizer que acompanho com atenção a campanha em Alpiarça, o Pedro Gaspar é um AMIGO, acima de qualquer ligação político-partidária.
Confesso que não faço a mínima ideia de qual é a fonte da foto, que ela está no site da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos, está! Conforme é comprovável através da ligação.
Tenho a certeza que serei sempre bem vindo, pelo menos tenho sentido isso ao longo da ultima década.

Noticia relacionada:
 "Confusões de imagens (TPA/Câmara de Salvaterra de ...": SC



FRANCISCO CUNHA: "Finalmente pode ser que se comece a abrir uma janela para o povo de Alpiarça"

Finalmente pode ser que se comece a abrir uma janela para o povo de Alpiarça ser informado do que se passa com o Francisco Cunha.
É importante que haja esse conhecimento. No fim quando tudo estiver claro cada um vota como lhe aprouver.
Eu como eleitor dou importância ao facto de o candidato onde pretendo votar ser ou não devedor à Segurança Social..
Dou importância ao facto de saber de onde o meu candidato retira o seu provento, se é empregado se tem negócios conhecidos etc. 
Dou importância ao facto de o meu candidato estar ou não completamente falido.
Não me interessa a esperteza para os negócios porque, infelizmente, como sócio do Benfica já tive a minha dose de esperteza, com resultados que estão à vista de todos.
Não custa nada ao Sr. Francisco Cunha, e até penso que é obrigação de qualquer candidato, esclarecer se tem dividas à segurança social, de onde vêm os seus proventos, qual o nome das empresas que gere, qual o montante das suas dividas, se as tiver.
Esta resposta tem de abranger todas as empresas que de facto domina. 
Hoje com a criação de empresas "na hora" pode não dever nada pessoalmente e ter empresas a dever milhões.
Noticia relacionada:

Recinto do IV FESTIVAL DO MELÃO de Alpiarça


«CMA»

Confusões de imagens (TPA/Câmara de Salvaterra de Magos)

Há uns tempo dei conta de uma pequena "confusão" por causa das imagens de campanha, encontrei agora em Salvaterra de Magos, está em:
Enviado por:
Nuno Mário Antão


Quem tem o apoio do PSD é a lista independente do TPA, não é a CDU ou o PS


 Continuasse a falar de pessoas (eleitores) que mudam o seu sentido de voto por isto ou por aquilo... Essas pessoas são livres de votar em quem bem entendem, e a maior prova disso é poderem votar nas três listas concorrentes para os três cargos (Câmara, Assembleia e Freguesia), querem mais INDEPENDENTE que isso!! O que me parece que o comentador das 15.07 (ler: "O PS está a fazer uma boa campanha e a CDU inclus...": ) e toda a lista do TPA ainda não percebeu é que quem tem o apoio do por parte do partido do PSD é a lista independente do TPA, não é a CDU ou o PS!! Acho que vocês ainda não perceberam isso... è que a vossa candidatura aparece no site do Autárquicas.PSD!! 
http://autarquicas.psd.pt/candidato.php?id_candidato=261#.UffTweSmiAg

Tanto querem proteger o Candidato Independente que continuam a enterrar a vossa candidatura.
Deixem de uma vez por todas de falar de pessoas que mudam daqui para ali... São livres de fazer o que bem entenderem e de votar nas pessoas que acham mais indicadas para cada cargo.
Apoio a ideia de fazer um debate entre os candidatos e dou um sugestão. 
Um debate entre os três candidatos com um moderador independente, à porta fechada (para não haver interferências por parte da assistência), a ser gravado e transmitido directamente no largo dos Águias.
Aí é que realmente se iria ver quem vale o quê! 

Crítico norte-americano elege 50 vinhos portugueses

O especialista norte-americano Joshua Greene esteve em Portugal para selecionar os 50 melhores vinhos portugueses para os EUA. O crítico esteve por três vezes em Portugal, em várias regiões do país, e provou cerca de 600 vinhos para degustação.
 "O difícil foi escolher só 50 vinhos", revelou o especialista. Greene tentou "escolher vinhos tradicionais" e compor toda uma seleção que reflita o seu gosto e a forma como conhece e vê Portugal. 
 Em comunicado enviado ao Boas Notícias, o crítico norte-americano confessa-se conquistado pelos vinhos portugueses e pelo "modo como os vinhos se expressam de maneira distinta nas diferentes regiões". 
 Greene conheceu Portugal há mais de 30 anos quando decidiu passar férias em Estremoz e Évora. Nessa altura, diz ter descoberto um "país incrível", onde lhe "parecia impossível encontrar vinhos a 1 dólar". 
 Ainda assim, afirma que, hoje, "por muitas vezes que venha cá, há sempre coisas novas no vinho, porque os produtores evoluem no modo de entender as castas, solos e modo de cultivar de uma forma que é sempre entusiasmante". 
 Os preços, esses, já não são os mesmos. "Os vinhos portugueses continuam muito bons, mas já não se encontram tão bons preços", refere. A alteração não veio, contudo, pôr em causa a dimensão das produções portuguesas no mercado norte-americano, onde o crítico diz "haver várias oportunidades" para os pequenos produtores. 
 A revelação da seleção de Joshua Greene dos 50 melhores vinhos portugueses para o mercado norte-americano está agendada para dia 24 de Janeiro de 2014, em Nova Iorque, nos EUA.
«BN»

O PS está a fazer uma boa campanha e a CDU inclusivamente já apresentou as listas ao tribunal

Neste momento, em Alpiarça há uma campanha a dois, PS e CDU, os únicos que me parece oferecerem credibilidade
O PS está a fazer uma boa campanha. E já agora, não sou faccioso e por isso tenho que admitir que a CDU também está a fazer uma campanha na mesma linha. Penso que uns e outros sabem o que andam a fazer e como angariar votos. Começaram de mansinho, talvez pela experiência que têm destas andanças, e já tomaram a dianteira, como, aliás, se previa que acontecesse. A CDU inclusivamente já apresentou as listas ao tribunal, sendo os primeiros da comarca a fazê-lo.
 Quanto à candidatura independente, começou a perder o fulgor a partir do momento em que deixou de ser independente para ser a candidatura do PSD em Alpiarça, com todo o significado histórico que esse facto acrescenta à campanha e à perspectiva dos resultados de 29 de Setembro. Houve aqui também, por parte dos intervenientes neste movimento, algum excesso de confiança num momento de auge da campanha, que neste momento não se verifica. Neste momento o que eu vejo é o movimento muito fragilizado, diminuído e sem expectativas altas relativamente aos resultados que obterá. Para isto tem contribuído alguns aspectos, a meu ver, como seja terem desvalorizado a força dos adversários, as más opções ao nível do marketing da campanha (fotos "obtidas" na Internet anunciadas como grandes inovações, novos conceitos; camisolas de campanha em festas populares; programa fraco; promessas que não são para cumprir; entrevistas constrangedoras, como já alguém lhes chamou; pouco contacto com a população, etc, etc), entre outros aspectos.
Neste momento, em Alpiarça há uma campanha a dois, PS e CDU, os únicos que me parece oferecerem credibilidade. Cabe aos eleitores escolher. Que ganhe o melhor.
Noticia relacionada:
"MAIS ALPIARÇA: "o carinho e apoio que recebemos do...": 

'Dúvidas e acusações" que recaem sobre o candidato Francisco Cunha

Francisco Cunha
Francisco Cunha é um empresário de sucesso para muitas pessoas mas também é ao mesmo tempo acusado por outras de ser um empresário “sem empresas”  ou as “empresas serem geridas”  por  terceiros”  ser “devedor ao Fisco de elevados montantes”  idem para a “Segurança Social” ,  problemas com tribunais,etc.,etc.
Sabemos que ser empresário nos dias que correm não é nada fácil e a prova é as centenas de empresas que encerram as suas portas diariamente
Desde que foi apresentada a candidatura do movimento independente ‘Todos Por Alpiarça’ Francisco Cunha passou a ser uma ‘vitima politica’ quer por parte dos opositores  quer  por  quem não nutre simpatia ou admiração pelo Francisco e daquilo que fez ou daquilo que já teve mas que já não tem.
Por sugestão de um leitor atento, contactamos o mesmo para que de uma vez por todas que prestasse um esclarecimento por causa da “informação contraditória” e dos supostos problemas que ouvimos falar mas não sabemos quais são.
Adianta-nos  ainda o leitor: “Porque é que o JA como Jornal de Informação de excelência em Alpiarça, não faz estas perguntas ao Sr. Francisco Cunha e acaba de vez com os boatos?”. 
Assim fizemos.
Enviamos-lhe a Francisco Cunha  a questão levantada. 
 Questão:
"Mas vamos lá ver uma coisa. O Sr. Francisco Cunha tem sido muito falado por aqui sobre estes supostos problemas. O que é certo é que ando baralhado com tanta informação contraditória. Gostaria de apelar ao Sr. Francisco Cunha para vir , se me fizesse o favor como eleitor, de esclarecer todos estes boatos. É que a sua imagem está a ser prejudicada e se calhar é tudo mentira.
Porque é que o JA como Jornal de Informação de excelência em Alpiarça, não faz estas perguntas ao Sr. Francisco Cunha e acaba de vez com os boatos?" 
Se Francisco Cunha entender responder ou esclarecer as dúvidas apresentadas teremos muito prazer em publicá-las para se defender das duvidas e acusação que existem sobre a sua pessoa.