.

.

.

.

sábado, 31 de janeiro de 2015

Xadrez: Campeonato Nacional 2ª Div. Serie B - Ronda 2

 Resultado do encontro Casa do Xadrez vs. AX Bombarral/CCMB  realizado hoje (dia 31 de Janeiro) , pelas 15:00 , nas instalações da Casa do Xadrez em Alpiarça, bem como os respectivos resultados parciais:
 
A Casa do Xadrez de Alpiarça recebeu e venceu por 3,5 - 0,5  .
 
Parciais :
 
Casa do Xadrez        AX Bombarral/CCMB      3,5-0,5
 
Luís A. António                     Daniel Bray                                   0,5-0,5
 
Pedro Vinagre                     Fernando Silva                               1-0
 
Victor Ferreira                     José Bray                                      1-0
 
Carlos Nascimento             Carlos Baptista                               1-0
 

Podem consultar a noticia completa e obter fotos da sessão de hoje, no blog:


Miguel Barriga
(p/ Casa do Xadrez de Alpiarça)

Oposição “aponta armas” a Mário Pereira

Todos sabemos - Mário Pereira mais do que nós - que a oposição não vai conseguir destroná-lo de presidente e muito menos a CDU vai perder as eleições em 2017


Mário Pereira, presidente da Câmara de Alpiarça, estará a ser vítima da oposição ou fazer-se vítima desta?
A oposição não tem dado descanso ao pacífico presidente da Câmara Municipal de Alpiarça para o acusar/responsabilizar de quase tudo o que está mal no concelho como nos corredores do edifício da Câmara onde tudo é decidido mas nem sempre transparente.
A oposição acusa Mário Pereira da “falta de entrega de documentação”; do “atraso das actas” de permitir haver “perigo para a saúde pública”; de ter feito “desaparecer parte do património dos legados”; “omissões encobertas, nas contas de alguns organismos municipais mas entregues a concessionários” (que em abono da verdade deixam muito a desejar); acusado continua a ser o presidente da Câmara de pouco ou nada ter feito para o desenvolvimento e crescimento do concelho para além de outras acusações graves que por serem tantas nem vale apena as referirmos, que em parte, não deixa de ter alguma “ponta de verdade”.
Não bastasse, vindo de outras bandas, uma decisão judicial para a demolição dos elevadores que a própria CDU se encarregou em devido tempo de fazer queixa nos tribunais da aberração tolerada pelo executivo do PS.

O “mundo está a desabar” em cima de Mário Pereira.

 Em parte com a sua permissão porque tem vindo a demonstrar dificuldade em contrariar as acusações que lhe são dirigidas pelos vereadores da oposição e teimosia por não ceder o que lhe tem vindo a ser pedido, já vai para longos meses.
Se as coisas começam a correr mal para Mário Pereira e este se deve. Culpar os vereadores como sendo o “Diabo” é puramente descabido porque temos que reconhecer que o que tem acontecido a Mário Pereira a ele próprio se deve.
Mário Pereira vive em democracia pelo que deve ser democrata para a oposição, ou melhor: para com os vereadores do TPA e PS.

Todos sabemos, Mário Pereira mais do que nós, que a oposição não vai conseguir destroná-lo de presidente e muito menos a CDU vai perder as eleições em 2017

O presidente sabe que Francisco Cunha e Pedro Gaspar só sabem fazer “barulho e fumaça”. Mais do que isto já é “latim” para os dois adversários.
Como tal, seja mais acessível dando uma oportunidade aos eleitos do TPA e PS mesmo que todos saibamos que são “boas pessoas” mesmo que a CDU não goste desta “malta” que nada tem de “malteses” mas apenas de “bota abaixo”.
Afinal Francisco Cunha e Pedro Gaspar não estão a pedir a dissolução do Partido Comunista mas a colocar em cheque quem preside aos destinos de Alpiarça.
Mário Pereira poderia ter evitado todas estas situações como as acusações que lhe são atribuídas.
Mário Pereira gosta de “fincar o pé” para mostrar que ele e o seu executivo é que manda e a oposição “bate o pé” para mostrar que não é passiva.
O presidente da Câmara tem a seu favor todo o historial da esquerda local e a militância da “Silvestre Bernardo Lima”, pelo que, não precisa de ter medo de quem o atormenta.
Basta-lhe mostrar e ter um pouco de flexibilidade

Por: A.C./JA

NERSANT divulga novos sistemas de incentivos por toda a região


Tendo em conta que já é possível fazer o enquadramento geral dos investimentos, a NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém, vai realizar a partir da próxima semana, um conjunto de sessões de esclarecimento que se vão realizar nos 21 concelhos do distrito de Santarém.
Estão já disponíveis, no âmbito do Portugal 2020, acordo de parceria adotado entre Portugal e a Comissão Europeia que reúne a atuação dos cinco Fundos Europeus Estruturais e de Investimento no qual se definem os princípios de programação que consagram a política de desenvolvimento económico, social e territorial para promover, em Portugal, entre 2014 e 2020, os novos sistemas de incentivos direcionados para as empresas.
Constituindo este programa uma oportunidade para as empresas reforçarem a sua competitividade e apostarem na internacionalização, a NERSANT nomeou três equipas de trabalho distintas para levarem esta informação aos empresários dos 21 concelhos do distrito de Santarém no menor tempo possível.
As sessões de esclarecimento arrancam no dia 03 de fevereiro, com a realização de seminários em Coruche, Alcanena e Mação, às 14h30 e Benavente, Rio Maior e Abrantes, às 17h00. Dia 04 de fevereiro, a NERSANT vai estar em Salvaterra de Magos, Entroncamento e Golegã, às 14h30, e em Almeirim, Sardoal e Torres Novas, às 17h00. No dia 05 de fevereiro, os sistemas de incentivos serão apresentados em Ferreira do Zêzere e Chamusca, às 14h30, e em Santarém, Tomar e Alpiarça, às 17h00. O ciclo de sessões de esclarecimento encerra no dia 06 de fevereiro, com a realização de seminários no Cartaxo e em Vila Nova da Barquinha, pelas 14h30, e em Constância e Ourém, pelas 17h00.
A participação nestas sessões de esclarecimento é do maior interesse para as empresas, pelo que a NERSANT apela aos empresários que se inscrevam nos mesmos. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no portal da associação, emwww.nersant.pt.

As coisas até poderão ser boas, geniais até, só que terão de ter a aprovação do Partido Comunista de Alpiarça


Podemos deduzir que estes eventos de Almeirim são um sucesso porque houve uma divulgação e dinamização para o efeito. Mas se o Partido Comunista não vai à bola com esta coisa das hortas, o projecto ficará sempre na gaveta e será sempre adiado.
Isto da capacidade de mobilização para determinados actos ou projectos tem que se lhe diga. 
Por exemplo, reparámos que nos vários eventos realizados aquando da Feira do Livro no pavilhão do Águias em Dezembro passado, houve casos em que os presentes seriam 2 ou 3 pessoas a assistir para fazer jeito. Quando se tratava de algo que tinha a ver com o Partido Comunista já lá estavam algumas dezenas de "interessados"! Porquê? Lá está, a tal "mobilização"!
Então se o Partido Comunista está à frente da câmara e a exposição até é da responsabilidade da câmara, não poderia ter a mesma capacidade e empenho na mobilização para outras situações, caso de apresentações de livros e outros temas que ali decorreram que não tinham que ver com o PCP? E dispensamo-nos de referir aqui alguns casos concretos que são do nosso conhecimento.
Em resumo, as coisas até poderão ser boas, geniais até, só que terão de ter a aprovação do Partido Comunista de Alpiarça. Se não, não há nada para ninguém!.

Noticia relacionada:
"A noite foi de "escolha das hortas urbanas da 2.ª...": 

A noite foi de "escolha das hortas urbanas da 2.ª fase do Sachónabo"

 Salão nobre cheio para esta primeira etapa. Agora segue-se a formação e depois o trabalho efetivo.

«Texto e fotos de: Pedro Miguel Ribeiro, presidente da CM Almeirim»

Colabore no reviver do Baile da Rainha, cedendo materiais

Vamos este ano regressar a esta velha tradição onde, para além de baile, irá haver uma exposição


Mas para o sucesso da iniciativa, dinamizada pela Junta de Freguesia, é necessário a colaboração dos alpiarcenses.
Ceda-nos temporariamente fotografias daqueles eventos, fatos e vestidos do Rei e da Rainha, das aias e aios e ainda colchas utilizadas na decoração dos tronos e salas. Contacte a Junta de Freguesia de Alpiarça.

«JFA»

A "teima" entre Mário Pereira e Pedro Gaspar sobre as "48 horas úteis"

 Isto é que vai aqui uma açorda! 


Tenho acompanhado esta "teima" entre Mário Pereira e Pedro Gaspar sobre as "48 horas úteis" de antecedência que os documentos devem ser enviados aos vereadores para análise. Ora bem, se a lei utiliza a expressão "úteis" não será por acaso. Senão poderia ter referido 48 horas nos dias úteis. Estaria a referir 48 horas de qualquer dia excepto, sábados Domingos e feriados.
Vejamos alguns exemplos:
a)"Esta inspecção será feita exclusivamente por pessoas devidamente[...] habilitadas nas 48 horas úteis seguintes à chegada [...] do navio ao porto".
b)"Para o efeito, as empresas do Grupo permitem a cada colaborador a[...] utilização de 44 horas úteis anuais para iniciativas [...] deste âmbito.edp.ptedp.pt"
c)"A instalação considera um tempo de 2 horas úteis no local para a montagem e 1 hora [...] útil para a desmontagem."
d)A entrega é de 24 horas úteis, a contar da data de [...] embarque."
e)A confirmação do pagamento é feita[...] automaticamente em até 24 horas úteis..." 
Há mesmo alguns autores que juram a pés juntos que 48 úteis se distribuem por três dias úteis.
E agora? Isto é que vai aqui uma açorda! 

Noticia relacionada:
 "Executivo da CDU assina protocolo com a ASAL para ...": 

Empresários portugueses apontam incerteza fiscal como maior obstáculo à economia

Empresários portugueses inquiridos pela consultora Deloitte consideram a incerteza fiscal um dos maiores obstáculos à atividade económica e criticam a "inconsistência" da informação disponibilizada pela Autoridade Tributária.
Dos participantes portugueses no estudo European Tax Survey, 97% consideram que há incerteza fiscal em Portugal, apontando as "frequentes" alterações legislativas dos últimos anos como a principal razão, revela a consultora em comunicado hoje divulgado.
Para 43% dos inquiridos em Portugal, outra das causas apontada para a incerteza fiscal é, segundo o estudo, "a ambiguidade, a fragilidade e a inconsistência da doutrina e informação disponibilizada pela autoridade fiscal".
Apesar destes resultados, 44% dos portugueses inquiridos considera que a sua relação com a Autoridade Tributária é boa ou muito boa, enquanto 83% dos inquiridos considera que essa relação se mantém igual à do ano passado.
Para 79% dos inquiridos portugueses, as inspeções da autoridade fiscal focam-se sobretudo nos impostos sobre o rendimento das sociedades, seguido pelo IVA, de acordo com 66% das respostas.
Os preços de transferências e impostos internacionais (17%) e os impostos sobre o consumo e alfandegários (7%) são os menos questionados pela autoridade fiscal.
«DV»

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Executivo da CDU assina protocolo com a ASAL para ensinar o Vereador Pedro Gaspar

 Mário Pereira na qualidade de presidente da Câmara de Alpiarça acabou de assinar um contrato com a ASAL – Academia Sénior de Alpiarça


As aulas vão começar a ser dadas nas reuniões de Câmara para que Pedro Gaspar, vereador do Partido Socialista, possa aprender que “48 horas” são  equivalente a “dois dias” mesmo que sejam “uteis” de forma a  evitar, de uma vez por todas, que as “horas dos dias uteis” são iguais aos “dias que não são úteis”.
Como o Vereador Pedro Gaspar está sempre atento ao que acontece e se fala nas reuniões de Câmara mesmo que esteja a estudar no seu ‘PC’ ou a tirar fotos à plateia ou ainda a receber
 mensagens nada o impede de uma boa discussão nem que seja sobre o “sexo dos anjos..”
Nas últimas reuniões de câmara em Alpiarça, o vereador Pedro Gaspar (PS) e o presidente do município, Mário Pereira (CDU), , têm aproveitado grande parte do debate politico para discutir se 58 horas são ou não o mesmo que dois dias úteis. Pedro Gaspar critica a maioria por enviar os documentos para as reuniões de câmaras (que se realizam às sextas-feiras) com apenas 48 horas de antecedência, defendendo que devia ser com dois dias uteis, mas Mário Pereira não tem a mesma opinião. Aqui está a prova de que, havendo imaginação e vontade, há sempre motivo para uma boa discussão. Mesmo que seja sobre o sexo dos anjos…"é o que se pode ler no semanário ‘O Mirante’.
Está mais do que visto que o Partido Socialista quando escolher os seus candidatos deve ensiná-los com a devida  antecedência que um dia tem "duas dúzias de horas" e não "vinte e quatro horas" .

António Moreira, Vereador do TPA, deve andar de noite pelas ruas de Alpiarça

L.I.
António Moreira afirmou  que existem várias ruas sujas  em todo o concelho.
Eu que ando pelas mais variadas ruas, travessas e bêcos não vejo nada como diz o antigo socialista e ex-presidente da Junta de Freguesia de Alpiarça que no tempo de autarca deveria ser um exemplo no asseio.
Só posso concluir que o vereador do PSD anda por ruas nunca antes visitadas por mim e pela maioria dos alpiarcenses ou então  anda de noite e confunde  as pedras de calçada com lixo.
Admira-me muito saber que António Moreira faz acusações descabidas e que não correspondem à verdade o  que me leva a crer que  já aprendeu a ser um ‘bota abaixo’ como os seus colegas de bancada já que no TPA não há camaradas como havia e há no seu ex-antigo Partido Socialista

Biblioteca Alpiarça Dia a LeR+ na Biblioteca Municipal





Quem quer ser o próximo presidente da Câmara de Alpiarça?

Consultadas e lidas as últimas notícias sobre o executivo da CDU facilmente chego à conclusão que Mário Pereira não é a pessoa certa para o lugar certo.
Quanto à oposição nem se justifica falar porque apenas serve para o ‘bota abaixo’ e pouco mais.
Concluo então facilmente que falta um presidente visionário com o espírito de querer permanentemente alargar os horizontes para que Alpiarça saia do marasmo em que se encontra.
Um presidente parecido com Rosa do Céu ou Vanda Nunes (fotos).
Mas quem e onde encontrá-lo?
Este é o cerne da questão já que Sónia Sanfona está fora da corrida. Pretender candidatá-la seria um autêntico “suicídio”.
Como Rosa do Céu e Vanda Nunes não virão a estar na próxima corrida eleitoral dificilmente serão encontrados candidatos com o perfil dos ex-presidentes.
Sendo assim continuarmos no marasmo em que vivemos porque dificilmente o PS/Alpiarça conseguirá destronar o PCP/CDU já que o TPA não vai conseguir almejar o que pretende e muito menos ser ‘oposição’.
Estamos assim perante um dilema difícil de resolver ou destinados a ficar tudo na mesma como tem continuado até aqui, ou seja:  “não passarmos da cepa torta
Por: L.I.

DISTÂNCIA DE SEGURANÇA


Segundo o Código da Estrada (Artº 18º) “os condutores devem guardar dos outros veículos uma distância suficiente que lhes permita parar em segurança no caso de travagem ou imobilização súbita”.
Também a distância lateral deve ser a suficiente para evitar acidentes (colisões).
No entanto o CE não define qual é esta distância, excepto para os veículos que circulam em marcha lenta fora das localidades (Artº 40º), devem manter 50 metros de distância entre eles e o veículo que os precede.

A distância a que circulamos do veículo que nos precede, e que nos
permite reagir e controlar o nosso veículo por forma a evitar uma
colisão ou outro acidente.

Podemos ainda ir um pouco mais longe e definir a distância de segurança como:
• a distância a que devemos seguir do veículo da frente, que nos permita reagir e imobilizar o veículo em segurança antes do obstáculo no caso de qualquer acontecimento inesperado.

Haverá diferença entre as duas definições?
Sim, enquanto a primeira só contempla a distância de reação, a segunda contempla a distância de paragem.


DISTÂNCIA DE SEGURANÇA COM O VEÍCULO
EM MOVIMENTO



De acordo com as duas definições anteriores, a distância de segurança ou distância em relação ao veículo da frente, deve ser uma distância sempre superior á equivalente ao tempo de reação do condutor.
Se o tempo médio de reação é de cerca de 1 segundo, então a distância de segurança deve ser sempre superior, ou seja, se por exemplo circular a 60kms/h, então deve guardar uma distância mínima de aproximadamente 18 metros.

Fonte: IMTT

Caminhada do Carnaval.

Junta-te a nós no Largo dos Águias no próximo dia 8 de Fevereiro, às 10 horas, e vem participar na Caminhada do Carnaval.


Faça aqui a sua inscrição online »»http://www.alpiarca.pt/php/inscricao_desporto.php

Sabados a Contar

Amanhã, dia 31de janeiro, inicia-se o novo ano com os "Sábados a Contar", pelas16h30. 


 “Sara e o gigante das histórias” escrito por Laurence Bourguignon, ilustrado por Pascal Biet, edição da Minutos de Leitura.
 Jerónimo vivia com o seu gato num castelo antigo que já conhecera melhores dias. Apesar das torres estarem a cair e do teto deixar a chuva entrar nas salas do castelo, Jerónimo estava sempre bem disposto: 
- Não te queixes Belchior! Assim, para além de termos sempre água corrente, temos também música - costumava dizer ao seu gato.

Embora a CDU tenha feito também algumas coisas, sem o dedo do PS muitas destas obras não teriam sido concretizadas, com toda a certeza

 Não há dúvida que o PS deixou uma dívida avultada para as posses de Alpiarça. Mas também temos de ver o valor patrimonial que foi deixado durante a sua gestão do município


Eu, sinceramente não percebo nada de política. Também não ligo importância nenhuma a mentirosos. Para mim o que conta é a obra feita, pois, palavras leva-as o vento.
Tenho ouvido desculpas da parte da CDU, dizendo que não podem fazer mais, por causa da dívida deixada pelo PS. Para os camaradas, quando a culpa não é directamente do PS, é do Governo Central. 
Não há dúvida que o PS deixou uma dívida avultada para as posses de Alpiarça. Mas também temos de ver o valor patrimonial que foi deixado durante a sua gestão do município.
Então que obras fizeram os comunistas durante todos aqueles anos que estiveram a governar o nosso concelho? E foram muitos não foram? Fizeram umas coisitas é certo, os 46 fogos que acabaram por dar bronca e foi o PS que teve de saldar ou renegociar a dívida. O Parque de Campismo, a Barragem, o Pavilhão da Feira, redes de água e esgotos. Fizeram alguns investimentos sem dúvida mas, nada comparado com que fez o PS em Alpiarça em apenas 12 anos. Estou absolutamente convencido de que, se os comunistas estivessem ininterruptamente na condução do concelho, parte do património do município não existia. Nem pouco mais ou menos.
É que conforme podemos ver, houve muita evolução pelo país fora. Há Vilas e lugares não muito longe de Alpiarça que tiveram um desenvolvimento estrondoso que até mete impressão. Quem conheceu aquelas terras antes do 25 de Abril de 1974, sabe que ali havia meia dúzia de casas e o resto era mato! Hoje têm lindas vivendas, ruas alinhadas, parques e jardins aprazíveis, campos de desportos vários, casas de banho públicas junto à estrada principal, bancos ao longo das estradas a pensar nos caminhantes mais velhos …enfim, uma maravilha. E Alpiarça?
Alpiarça evoluiu realmente em casos pontuais, como por exemplo, infra-estruturas desportivas e culturais, zona industrial, vários projectos aprovados e subsidiados que ficaram por concluir pelo PS e transitaram para a CDU e, temos de dizê-lo com frontalidade, embora a CDU tenha feito também algumas coisas, sem o dedo do PS muitas destas obras não teriam sido concretizadas, com toda a certeza. 

Noticia relacionada:
"LEITOR ESCLARECE: No tempo do PS existiu um invest...": 

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

A CDU em plena e franca oposição ao executivo PS no governo de Alpiarça

De facto vendo bem estas trapalhadas, dá alguma piada.
Vamos ver como é que a CDU descalça esta bota

Alguém aqui dizia há dias a propósito da queixa apresentada pela CDU enquanto oposição, relativamente aos ditos elevadores que servem os andares da praça Zeca Pinhão que o artefacto teve um efeito boomerang, e caiu nos braços dos seus "lançadores". Por outras palavras, a queixa, por ironia do destino fez ricochete e acertou nos autores da própria queixa!
Outro comentarista dizia que a CDU montou as minas e agora vai ser obrigado a desmontá-las.
De facto vendo bem estas trapalhadas, dá alguma piada.
Vamos ver como é que a CDU descalça esta bota.
Se calhar foi a prever este castigo, que a CDU não quis avançar na resolução do lote 10 e outros bicos-de-obra existentes no concelho. Pudera! Gato escaldado de água fria tem medo!
Vamos aguardar mais desenvolvimentos desta história com contornos assaz pitorescos.
Faz-nos lembrar aquela história da obra que supera o próprio artista. No caso o artista é a CDU em plena e franca oposição ao executivo PS no governo de Alpiarça.

Noticia relacionada:

MOVIMENTO ASSOCIATIVO DO CONCELHO DE ALPIARÇA

VI FORUM DO MOVIMENTO ASSOCIATIVO DO CONCELHO DE ALPIARÇA
22 de Fevereiro de 2015
Novo Auditório da Casa dos Patudos


Tribunal manda demolir elevador de prédio construído ilegalmente em domínio público em Alpiarça

A Câmara de Alpiarça foi notificada em 12 de Janeiro último pelo Tribunal Administrativo e Fiscal de Leiria (TAFL) para a "necessidade" de fazer cumprir a sentença, impondo um prazo de 120 dias para a demolição do elevador situado num dos prédios do Largo José Pinhão, no centro da vila.
Em causa está a construção, em domínio público, do elevador que constitui o principal meio de acesso às habitações do prédio em causa.
Ler mais em:

Morreu o jornalista Pedro Varanda de Castro

O jornalista Pedro Varanda de Castro morreu terça-feira, aos 60 anos, no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, revela hoje o site da Rádio Televisão Portuguesa (RTP).


De acordo com a informação publicada no site, Pedro Varanda de Castro, natural de Alpiarça,  foi jornalista na estação de televisão do Estado, Rádio Comercial e Deutsche Welle, Alemanha, tendo sido também colaborador em alguns dos principais jornais portugueses.


Varanda de Castro foi também assessor de comunicação em várias empresas.
São ainda desconhecidos pormenores relativos às cerimónias fúnebres.



O velório de Varanda de Castro está agendado para as 18.00 de amanhã, dia 30, na Igreja do Campo Grande, seguindo o corpo do jornalista no sábado, às 14.00, para o cemitério dos Olivais, onde será cremado
«Lusa/SOL»

LEITOR ESCLARECE: No tempo do PS existiu um investimento de mais de 80m€

Quando a CDU volta à CMA tem uma dívida de 13m€



Desses 13m€, cerca de 6m€ respeitam a dívida contraída pelo executivo PS (o restante estes herdaram da CDU);

No tempo do PS existiu um investimento de mais de 80m€;
Desses 80m€, ficaram a dever 6m€, é simples;
Não diga que é mentira (ler:  "Mesmo com dificuldades o executivo da CDU tem vind...": ) as contas foram apresentadas por eles logo em 2010, quando o Presidente se começou a queixar de falta de €€€, 

Lá por o presidente continuar a insistir nsta questão (que pelos vistos continua a convencer alguns), não quer dizer que seja verdade.

Sugiro que veja o relatório à anterior gestão, feito logo após a CDU ganhar as eleições, e verá que as contas que lhe mostro são claras e simples, para alguns convém continuar a esconder, nada mais

QUASE 40 MIL CRIANÇAS E JOVENS PERDERAM ABONO DE FAMÍLIA NUM ANO

Os dados da Segurança Social, atualizados e publicados no site do ISS, referem que em dezembro de 2013 existiam 1.186.269 beneficiários deste apoio, mais 39.925 face ao período homólogo de 2014, o que representou uma quebra de 3,4% num ano.
Comparando com novembro, mês em que 1.150.489 crianças e jovens receberam este apoio, houve 4.145 beneficiários que deixaram de o receber, uma quebra de 0,36%.
Lisboa é a região do país com o maior número de abonos de família atribuídos (227.508), seguida do Porto (221.465) e Braga (105.399).
O montante do abono família varia de acordo com a idade da criança ou jovem e com o nível de rendimentos de referência do respetivo agregado familiar.
O valor apurado insere-se em escalões de rendimentos estabelecidos com base no Indexante dos Apoios Sociais (IAS).
«SL»

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Sabe o que dizem os cartas da Maia?

Os "tolinhos" acreditaram que a CDU reduziu a dívida por um passe de mágica e há quem nos queira continuar a tratar como mentecaptos



Pergunte aos seus botões (ou aos seus camaradas) porque passados poucos meses da tomada de posse conseguiram "amortizar" dívida e passado pouco tempo estão a chiar com falta de dinheiro.
Haveria sacos azuis, amarelos ou vermelhos? Não havia certamente.
O que aconteceu? Terá saído o euromilhões ao executivo CDU logo após a tomada de posse? Também não aconteceu de certeza!
Sabe o que dizem os cartas da Maia?
Dizem que quando recorreram ao PSF (Plano de Saneamento Financeiro) todas as verbas em dívida foram varridas e incluídas nas contas.As que estavam a 90, 180 dias, 1 ano, e as que estavam inscritas em candidaturas comunitárias aprovadas.
Há dívidas e dívidas...

Do milhão e meio (outros dizem 2 milhões) a maior parte dizia respeito ao Centro Escolar e à 1ª fase da recuperação dos Patudos que tinha a candidatura aprovada, mas sem ter o dinheiro desbloqueado.

Quando o dinheiro veio, e sem hipotese de ser desviado (como os esgotos do Frade) a dívida foi paga aos empreiteiros e naturalmente a dívida baixou na mesma medida do valor das obras em dívida.
Foi esta a gestão de "excelência CDU" que propalaram aos 7 ventos para enganar incautos.
Tomam todos pela mesma bitola e continuam a lidar com as populações da mesma forma que era feito no tempo da ditadura. Deixem-se de mentiras que a maioria do povo já sabe ler, escrever e fazer contas...
Se a história foi diferente desta desafio-os publicamente a dizerem donde apareceram os milhões ...
O que todos gostávamos é que seguissem uma política diferente do PSD e reduzissem a dívida através do aumento de receitas por via do aumento da matéria coletável (IRS-IRC-IMI-IMT).
Mas para isso é preciso atrair novos contribuintes, coisa que nunca foram nem serão capazes de fazer.

Noticia relacionada:
"A lei não recomenda 2 vereadores a tempo inteiro": 

ENCONTRO NACIONAL DE AUTARCAS SOCIALISTAS EM SANTARÉM

O Encontro Nacional da Associação Nacional de Autarcas do PS (ANA PS) terá lugar no próximo dia 28 de fevereiro em Santarém, no CNEMA. A Associação Nacional dos Autarcas Socialistas é a estrutura representativa dos autarcas das Freguesias e dos Municípios eleitos pelo PS e reúne anualmente.

A lei não recomenda 2 vereadores a tempo inteiro


Quando são incapazes de implementar uma proposta tão simples QUE APROVARAM como o equipamento para os cicloguardas este longo texto não faz qualquer sentido (ler: "Mesmo com dificuldades o executivo da CDU tem vind...": ).
As dificuldades financeiras existem mas nada foi feito para contrariar a situação.
Que medidas tomou este executivo para promover o investimento privado, a criação de emprego e a fixação de novas famílias? A resposta é simples: ZERO! NADA!
E para reduzir despesas? Muito pouco! 
A redução de despesas tem sido feita à conta da população como acontece com o corte da iluminação noturna ou dispensando os trabalhadores de salários mais baixos.
Vejamos se a CDU corta nisto:
A lei não recomenda 2 vereadores a tempo inteiro mas a CDU assim o quis.
Esperava-se que um vereador a mais representasse um ou dois membros do GAP a menos. NADA! 
Mantém-se o mesmo quadro como se o municipio nadasse em dinheiro.
No resto, avenças com políticos CDU nem vale a pena falar mais... É do conhecimento de quem acompanha a política local que seria possível poupar milhares de euros/ano se tivesse havido concursos e a adjudicação feita pelo melhor preço.
Mas a incompetência CDU, para não lhe chamar outra coisa não fica por aqui...
Ainda hoje assisti à circulação de uma camioneta do lixo onde nem sequer estava legível a inscrição "Município de Alpiarça" tal era a camada de sujidade.
Não se pede que uma camioneta do lixo seja uma coisa limpa na área de recolha do lixo.
Mas se houvesse brio e dignidade profissional de quem manda não custaria nada com uma escova, um pouco de detergente e uma agulheta limpar o pó e lixo acumulado há... meses? anos?
São estas pequenas coisas que provam que a CDU ao contrário da sua propaganda é incapaz de gerir o município com a qualidade e sob os padrões atuais.
A CDU não evoluiu nem nunca vai evoluir.
Para ela tudo se resume a coletividades, cultura, desporto e...VOTOS.
Os cidadãos não contam, especialmente todos os que não pagam quotas ao PCP. Esses só servem para pagar os impostos que permitem gastar na sua estratégia eleitoralista.
O texto agora comentado é tal e qual como o país ideal que o PSD nos apresenta e que o PCP tanto critica dizendo que não correponde à realidade.
É um país ideal que não existe como a foto que apresentam do municipio é um enorme "photoshop"


Mesmo com dificuldades o executivo da CDU tem vindo a fazer um bom trabalho

O que tem o TPA/PSD e PS/Alpiarça para mostrar com credibilidade aos alpiarcenses?

Simplesmente nada, excepto o “bota abaixo”

Por: M.F, (*)
A CDU dispõe de um trio de eleitos combativos que constituem o actual executivo da CDU cujo presidente (Mário Pereira) entendeu no início do actual mandato não dar pelouro algum aos dois vereadores da oposição, Francisco Cunha do TPA/PSD e Pedro Gaspar do Partido Socialista por causa da política de direita que estes eleitos defendem e julgo: pela sua falta de capacidade em serem capazes de tomar conta de quaisquer pelouros porque dirigir uma autarquia sem receitas, isto é: sem dinheiro, não é tarefa para qualquer um.
Queixam-se, tornando público, os eleitos da oposição, que estão fartos de apresentar propostas para depois ficarem dentro da gaveta.
É normal que assim seja porque os “propostas” não passam de simples “folhas A/4” sem qualquer estudo económico a acompanhá-las.
Faz muito bem o executivo da CDU não dar qualquer credibilidade aos “papéis” que os dois eleitos apresentam porque os mesmos nem sequer sabem representar dignamente a parte da população que os elegeu quanto mais merecerem credibilidade.
Sabem é reunião após reunião de Câmara estarem sempre focados nos mesmos temas ou a tirar fotografias à plateia para depois as colocarem no Facebook ou estarem a receber mensagens via telemóvel.
Mário Pereira e os alpiarcenses sabem muito bem que esta “oposição” não é digna de qualquer credibilidade. É uma oposição amorfa que se preocupa com tudo menos com os problemas de Alpiarça.
A CDU que tem a maioria, por vontade expressa dos alpiarcenses, tem vindo a realizar um óptimo trabalho atendendo aos constrangimentos que lhes foram impostos por via dos milhões de euros que recebeu como “herança” dos executivos do PS que pouco ou nada se preocuparam com o futuro de Alpiarça.

Nos mandatos de Rosa do Céu e Vanda Nunes centenas de milhões de contos foram gastos, numa espécie de aliança implícita ou explícita dos socialistas onde fica a impressão que "alguém mais tarde ou mais cedo" haverá  de pagar a divida.

Mas a CDU por intermédio dos seus eleitos tem vindo a demonstrar, para além das imposições que impedem fazer mais por causa da brutal divida deixada pelos socialistas, que são capazes de continuar a realizar com responsabilidade importantes decisões, coisa que parece não importunar muito  Francisco Cunha e Pedro Gaspar.
Nos últimos anos, gastaram-se vários milhões de euros que estão à vista de todos sem aumentar ou ter estrangulado a vida e o funcionamento normal da Câmara.
O executivo da CDU está a fazer um bom trabalho em todas as áreas de actividade com relevo para a relação que tem existido com todas as instituições locais, nomeadamente ligadas ao desporto, à cultura, área da educação, escolas, etc.
Na Câmara, os vereadores da CDU levam às reuniões de Câmara problemas identificados e credíveis com o objectivo de bem servir a população do concelho e de cumprir o que prometeu em campanha eleitoral.
Os vereadores e outros eleitos da CDU acompanham e apoiam várias acções que têm sido levadas a efeito onde algumas têm tido grande sucesso como o caso do “Triatlo” e “Feira do Melão” que trazem a Alpiarça milhares e milhares de visitantes.
Os eleitos e activistas da CDU entendem que um dos pilares no desenvolvimento da qualidade de vida dos nossos munícipes é a democratização do acesso à cultura, ao desporto e ao lazer. Neste domínio e movimento associativo tem uma importância fundamental, constituindo-se como o verdadeiro garante da oferta que nestes domínios ainda vai existindo no nosso concelho.
A CDU tem projectos que assentam no desenvolvimento da qualidade de vida e bem-estar da população proporcionando a todos os munícipes as mesmas oportunidades.
Todo este trabalho tem por base uma ampla interligação entre activistas e eleitos da CDU nos diversos órgãos autárquicos que se quer cada vez mais profunda e completa.
Na Assembleia Municipal, os eleitos da CDU, manifestam um profundo conhecimento dos problemas do concelho, intervêm quer no plenário da Assembleia com desvelo e empenho, pautando o seu trabalho pela ida aos locais, pelo levantamento das situações e pela apresentação de propostas.
As ideias e propostas (?) do TPA/PSD e PS estão completamente desligadas das vontades e prioridades da população porque se baseiam simplesmente em “ideias” e críticas destrutivas sem qualquer assento sólido porquanto são baseadas na “oratória” quando deveriam ser na realidade.
A população e as instituições sentem e reconhecem a mais-valia do trabalho do executivo da CDU, da sua transparência mas acima de tudo da seriedade, coisa quem alguns eleitos da oposição tem dificuldade em compreender porque teimam em querer desacreditar que a CDU é a única a alternativa credível. 
O trabalho, capacidade, competência e disponibilidade da CDU impõem-se todos os dias, em contraponto com a manifesta incapacidade da coligação TPA/PSD e do eleito do PS.
A população sabe que a CDU é uma valiosa alternativa para gerir a Câmara de Alpiarça com condições para a tirar do atoleiro em que o PS a colocou e deixou.
A CDU é uma força séria e positiva que nunca se colocou na posição de “bota abaixo” como faz Francisco Cunha e Pedro Gaspar.
Felizmente a população alpiarcense sabe disto.
O que tem o TPA/PSD e PS para mostrar com credibilidade aos alpiarcenses?
Simplesmente nada, excepto o “bota abaixo”.

(*) Colaborador identificado perante o jornal

Como diria o vereador Moreira: "Então e agora senhor presidente?”


 Graças ao Jornal Alpiarcense, a história dos Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) e a tal diferença "abismal" nos preços praticados entre os vários municípios do vale do tejo, vai sendo revelada. Essa é que é essa! Apesar de, pelos vistos, alguns presidentes de câmara quererem tapar a sol com a peneira aos seus munícipes, pelo que temos observado nos jornais e outros meios de comunicação.
Tudo isto não deixa de ser curioso se pensarmos que, antigamente dizia-se que o regime de Salazar e Caetano era um regime "obscurantista" porque mantinha o povo na ignorância, advogando que um povo ignorante é muito mais fácil de governar.
Hoje, será que os princípios filosóficos, em alguns casos, serão assim tão diferentes?
Como diria o vereador Moreira:
"Então e agora senhor presidente?”

Noticia relacionada:
"Mário Pereira baralhou o Vereador (interino) Morei...":