.

.

.

.

sexta-feira, 23 de maio de 2014

É esta a classe politica que temos e os políticos que merecemos

Termina hoje à meia-noite a campanha eleitoral para as eleições Europeias


Por cá os políticos e os candidatos percorreram praticamente o país de lés-a-lés. Agressões verbais foi algo que não faltou e a política interna esteve em destaque como se estivesse a decorrer eleições legislativas
Lamentavelmente ao contrário do que  seria de esperar  os candidatos  falaram de tudo menos dos problemas que nos interessam, ou seja: dos problemas europeus e da Europa. Estes ficaram por discutir. Os portugueses ficaram por saber o que os candidatos portugueses pensam sobre  a questão europeia e os problemas europeus’
É esta a classe politica que temos e os políticos que merecemos.
Resta aos eleitores no próximo domingo saberem quem devem escolher escolher

7 comentários:

Anónimo disse...

O que interessou a esta praga de políticos foi dizer mal do governo, do bota-abaixo, dos nazistas, da divida, do Sócrates, e da Troika. Apresentarem programas para a Europa foi coisa que não foi falado e muito menos discutido. Se calhar nem programa tinham, mas o povo ignorante continua a bater palmas e a jantar com estes trapalhões.

Anónimo disse...

Assis: Não me concebo em campanha sem Sócrates ao meu lado
Assis: Não me concebo em campanha sem Sócrates ao meu lado

O «número» socialista às eleições europeias, Francisco Assis, afirmou hoje que não seria capaz de conceber uma campanha sua como cabeça de lista sem ter ao seu lado José Sócrates, salientando que tem «admiração» pelo ex-primeiro-ministro.

Anónimo disse...

o fantasma Socrates ainda continua a incomodar muita gente

António Centeio disse...

Até a CDU em vez de falar na Europa só sabe falar dos problemas de Portugal como se fossemos votar para as eleições autarquicas ou legislativas..
Os nossos politicos são a vergonha da politica. Querem é eleger deputados para depois receberem a dizima.
E o povo ccontinua a ser ignirante e a ir atras deste aldarabões que vivem à grande e à francesa para nada fazerem por nós e quando toca a dar regalias até as tiram a quem trabalho mas o PCP aprovou e votou a favor das regalias dos juizes

Anónimo disse...

Se tivessem ouvido o cabeça de lista da CDU em campanha, não diriam estas baboseiras de que não se debateram assuntos importantes. Informem-se primeiro.
Ele inclusivamente, na sessão em Alpiarça onde eu estive presente, disse uma coisa muito interessante. É que o PS e o PSD, até ao dia de hoje, nos parlamento europeu, votaram sempre do mesmo lado, do lado dos que nos querem impor a sua vontade contra o interesse da nossa população, do lado da Alemanha e de outros iguais.
Se houve partidos que não discutiram o essencial, não foi a CDU. E as pessoas perceberam isso. Não é à toa que as sondagens apontam para um aumento de votos na CDU.

Anónimo disse...

Queria ver se a demagogia da CDU não se acabava de vez se fosse governo e tivesse de pagar aos funcionários públicos e fornecedores.
Nota-se qual é a posição na oposição em relação aos trabalhadores precários na oposição e a sua prática na Câmara.
Em relação à Merckl, se fossem governo iam à mesma ao beija-mão ou teriam de explicar às pessoas porque não lhes pagavam os salários. A não ser que instalassem um tipo de ditadura que tanto gostam e o povo aí teria de comer e calar por via da repressão.
Demagogia cada um toma a porção que quer.

Anónimo disse...

Mesmo assim os políticos são mais conscientes do que os abstencionistas...Eles prometem e não fazem a maior parte das suas promessas e os abstencionistas e a maioria dos não políticos só sabem é dizer mal, onde eles ainda fazem mais mal do que a classe politica.