.

.

.

.

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Piscinas vão reabrir sem ter um técnico responsável devidamente credenciado

Para além da falta de um director responsável, devidamente credenciado, situação que já deu azo a uma ocorrência com a ASAE, as piscinas municipais vão abrir no próximo dia 1 de Julho, também com a falta de nadadores-salvadores para prestarem assistência aos utilizadores do recinto de lazer no exterior.
Saliente-se que a existência e permanência, durante o funcionamento público das piscinas, de nadadores-salvadores devidamente credenciados para o efeito é obrigatório para com as piscinas exteriores, sendo facultativo nas do interior.
A falta de um director nas piscinas deve-se ao facto do antigo responsável, Prof. Carlos Coutinho, ainda não ter sido substituído.
Com a saída de Carlos Coutinho exerce actualmente o cargo de administrador de uma empresa desportiva em Rio Maior (noticia já publicada neste jornal) o lugar ficou vago originando assim a falta de um director no Complexo Desportivo das Piscinas Municipais.

3 comentários:

Anónimo disse...

Se fosse no tempo do PS a CDU não se calava como não se calou agora em tempos de CDU á que fazer pior que o PS

Anónimo disse...

Nas piscinas de Alpiarça, quer na interior, como na exterior, não é obrigátório,mas sim aconselhavel.Porque só é obrigatório parques aquáticos.
Quanto ao director então não éra a DOUTORA luisa gargalo.

Jornal Alpiarcense disse...

Luisa Gargalo não é licenciada. Só agiora anda a estudar. Sendo assim as piscinas continuam sem director